Correio da Cidadania

Espoliação de trabalhadores(as) e natureza também ameaça países mais ricos e já pode ser chamado de “fascismo corporativo”.

Recursos da União para subvencionar a Petrobrás e importadores são desnecessários. Basta se livrar da política de Parente.

Evolução dos salários no decorrer dos ciclos econômicos recentes mostra a natureza depredadora da economia do imperialismo.

O maior ator individual nos mercados globais de ações são hoje, provavelmente, os próprios bancos centrais.

Caso "único": mídia liberal acusa sócia minoritária e isenta controladores privados de fracassos nos negócios em CE e RN.

Wladimir Salles, engenheiro mecânico e especialista em logística de transportes, comenta a extensão do subsídio aos combustíveis e os gargalos brasileiros em tudo que tange o setor.

Charlatanismo, interesses e cumplicidade da mídia: BC mantém taxa de juros e se omite diante dos abusos dos bancos.

É descabida a exigência de preços acima das referências internacionais como condição para investimentos no refino.

Guru econômico de Bolsonaro vocaliza o que a direita fala em privado: privatizar todas as estatais e vender 700 mil imóveis da União.  

A crise turca não foi gerada pela política econômica (monetária ou fiscal) do governo, mas por decisões de produzir em busca de lucro máximo.