Correio da Cidadania

Boca de urna, campanha nos cultos e mobilização de voluntários seriam algumas das estratégias para emplacar candidatos.

Corte de salários e serviços. Desestruturação das carreiras. Contratações partidárias. Que está em jogo na “Reforma” Administrativa.

Marinalva Oliveira, professora da UFRJ e ex-presidente da Associação Nacional dos Docentes de Ensino Superior, analisa as eleições à luz da crise do país e perspectivas para os trabalhadores.

Em entrevista ao Correio da Cidadania, Boulos elenca suas prioridades e fala da necessidade de ampliar a participação popular nos processos cotidianos de decisão.

Sobre a capital carioca e suas principais necessidades o Correio publica entrevista com Renata Souza, candidata a prefeita pelo PSOL.

Os trabalhadores são incontornáveis para qualquer cálculo político, mesmo na extrema-direita, e dualismo lulista não dá conta.