A expectativa era que em um novo governo, encabeçado por um médico, não haveria continuidade da cultura de desprezo à saúde.

Nos primeiros 44 dias do ano, país registrou 2,1 milhões de casos e mais de 43 mil óbitos, com média de 991 mortes diárias.

Além dos profissionais de saúde, a população contou com o árduo trabalho dos jornalistas. Feliz 2021!

Há uma legitimação religiosa desse mesmo governo por parte dos “anticristos” de hoje (tanto católicos como evangélicos).

Insinuações do padre Elenildo Pereira contra a vacina não são admissíveis a essa altura.

A Igreja-comunidade é encarnada no mundo a serviço do Reino de Deus, um mundo novo, a sociedade do bem viver e conviver.

Por que não dispor da vacina que se produz desde dezembro no Brasil, em aliança com a Sinovac, como fazem outras nações?

O professor Severino Honorato comenta que a maior parte dos estabelecimentos não é apta a funcionar de forma segura e o governo só deu ouvidos ao poder econômico.