0
0
0
s2sdefault

Antes do discurso sectário, esquerda deve refletir se de fato abre espaço para pautas dos excluídos.

0
0
0
s2sdefault

A Venezuela está dividida. Mas, ao contrário do Brasil, as partes vão às ruas, se confrontam. Se o Exército se dividir, virá a guerra civil.

0
0
0
s2sdefault

Sob a égide de Boulos, pensa-se no pós-Lula sem superar efetivamente o lulismo.

0
0
0
s2sdefault

Exaurem-se debates entre pretensos projetos de “direita ou esquerda”, “populistas ou liberais”. É dentro deste contexto que publicamos entrevista com o cientista político Henrique Costa.

0
0
0
s2sdefault

Não são apenas os arautos do capital a nos sugar por inteiros, mas também vertentes da esquerda.

0
0
0
s2sdefault

No mesmo momento em que o consórcio que administrava o aeroporto de Viracopos (Campinas – SP) tenta se desfazer da outorga, os quatro aeroportos leiloados em março pelo governo – Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Florianópolis (SC) e Fortaleza (CE) – acabam de iniciar suas operações de transição, que levam até 10 meses, para a gestão da iniciativa privada. A respeito desta conjuntura, entrevistamos Jorge Eduardo Medeiros Leal, engenheiro aeronáutico com longa experiência nos setores público e privado.

0
0
0
s2sdefault

Insegurança e violência voltaram a ser assunto principal e o governo federal mais uma vez liberou as Forças Armadas ao papel de polícia. Sobre isso, entrevistamos a criminologista Vera Malaguti Batista.

0
0
0
s2sdefault

Derrotar as forças golpistas é o único que importa neste momento? Ganhar para que e com que programa?

0
0
0
s2sdefault

Nesse processo faz-se necessário compreender que é tempo perdido remendar roupa velha. O esgarçamento é incontrolável.

0
0
0
s2sdefault

Com o educador Dermeval Saviani, publicamos o terceiro vídeo da série com pensadores brasileiros.

0
0
0
s2sdefault

Neste dia 16, o STF julgará ações que podem ser decisivas para o futuro dos povos indígenas e quilombolas no Brasil.

0
0
0
s2sdefault

É o chamado óbvio ululante que tal aliança tática conviria a Lula, Dilma, Temer e Aécio.