0
0
0
s2sdefault

A tradição em nosso país ordena a conciliação. Tucanos e petistas, cada qual à sua maneira, já costuram o acordo possível.

0
0
0
s2sdefault

Políticos profissionais, retórica à parte, têm lá seus interesses comuns...

0
0
0
s2sdefault

Apesar da “operação policial das esquerdas”, as fissuras nos consensos de mercado continuam abertas.

0
0
0
s2sdefault

No dia 14 em Vinhedo (SP), o governo Jaime Cruz tomou uma medida que colocou os educadores da cidade em alerta.

0
0
0
s2sdefault

Em comum com a maioria da casta política, o financiamento de empresas investigadas na Lava Jato.

0
0
0
s2sdefault

A transparência pode ser o total descaramento de uma elite tradicional excludente, violenta e opressiva.

0
0
0
s2sdefault

Michel Temer é o primeiro presidente em exercício denunciado pela Procuradoria Geral da República, em processo acatado pelo STF, logo depois da absolvição de sua chapa com Dilma pelo TSE. Em entrevista ao Correio, o sociólogo Ruy Braga analisa a “ópera bufa” que se tornou a política nacional, reforçada pelo papel duplo do PT e da CUT, e resume o Brasil como uma sociedade suspensa no ar, à espera de 2018 e de soluções inerciais para a crise.

0
0
0
s2sdefault

Se logo após a Copa o Brasil já sentiu o rigor da recessão, no Rio pós-olímpico pode-se dizer que a ressaca veio em dobro. Ao Correio, o vereador do PSOL Tarcísio Motta faz um diagnóstico da crise.

0
0
0
s2sdefault

A chamada “autocrítica” do Partido dos Trabalhadores jamais ocorrerá. Foi essa a principal mensagem do seu Congresso. Entrevistamos Lincoln Secco, autor do livro “A história do PT”.

0
0
0
s2sdefault

Como anuncia Vladimir Safatle na Folha de S. Paulo, é necessário “deixar quebrar”.

0
0
0
s2sdefault

Sem credibilidade, mas com muitos artifícios sujos, direção do professorado garante 30 anos de hegemonia.

0
0
0
s2sdefault

Sem a criação de um novo estatuto da sociedade pouco efeito terão as nossas lutas no presente.