0
0
0
s2sdefault

Dois momentos de uma mesma revelação: de como é frágil o compromisso dos grupos dominantes do Brasil.

0
0
0
s2sdefault

Ameaçado pelo marxismo globalizante, o niilismo e o pós-modernismo, o Ocidente teria em Trump a chance de expurgar seus inimigos internos.

0
0
0
s2sdefault

A esquerda cujos erros clamorosos propiciaram a vitória de Bolsonaro está à altura dos desafios atuais?

0
0
0
s2sdefault

Não há novidade na adesão dos de cima a Bolsonaro. A violência que ele encarna é uma violência de classe. O drama é a adesão popular.

0
0
0
s2sdefault

O desprezo pela inteligência é uma característica marcante das políticas de segurança pública do Brasil.

0
0
0
s2sdefault

A realidade política é sincrética, funde democracia eleitoral, fascistização e tecnocratização da estrutura societária.

0
0
0
s2sdefault

A busca pelas possíveis causas de nossa imensa derrota certamente terá que passar por entender a “psicologia das massas”.

0
0
0
s2sdefault

É imprescindível ter claro que há uma diferença grande entre uma vitória eleitoral do fascismo e a instituição de um regime fascista.

0
0
0
s2sdefault

Por que o extenso apoio obtido pelo PT durante duas décadas se converteu tão rapidamente em onda antipetista tão arraigada e raivosa?

0
0
0
s2sdefault

Depois de desarmar redes de mentira, precisamos organizar formas de autopreservação e salvar uma democracia globalmente ameaçada.

0
0
0
s2sdefault

Nada é acaso. Somam-se múltiplos fatores para explicar a meteórica ascensão de Bolsonaro.

0
0
0
s2sdefault

O Correio publica entrevista com Ivo Herzog, engenheiro e filho de Wladimir, uma das vítimas mais lembradas do período militar, a fim de tentar uma primeira reflexão.