0
0
0
s2sdefault

Os furacões Irma e Harvey devem acabar com qualquer dúvida de que a mudança climática é real.

0
0
0
s2sdefault

Novo estudo mostra que humanidade ainda tem 20 anos para estabilizar o aquecimento dentro da principal meta de Paris.

0
0
0
s2sdefault

A privatização da estatal transfere ao poder privado o direito de “vida e morte” sobre os rios brasileiros.

0
0
0
s2sdefault

Neste texto selecionamos alguns dos mitos negacionistas que insistem em se levantar da tumba.

0
0
0
s2sdefault

As propostas do AfD para clima, ambiente e energia são um verdadeiro festival de declarações anticientíficas.

0
0
0
s2sdefault

A população leva no currículo vitórias contra projetos nucleares e portuários no passado. Conversamos com André Ichikawa e Pedro Delázari, do Coletivo Ativista Litoral Sustentável.

0
0
0
s2sdefault

Ela ignora as palavras humanas, os devaneios humanos, as bravatas negacionistas. Ela só não ignora nossas ações.

0
0
0
s2sdefault

BHP Billiton: lavagem verde para a maior empresa de mineração do mundo.

0
0
0
s2sdefault

Em momento em que o poder judiciário afunda ao lado das demais instituições na confiança popular, não foi surpreendente a decisão que suspendeu o processo penal contra 21 diretores do consórcio de empresas que gerenciavam a barragem do Fundão, em Mariana-MG. A conversa com Raphaela Lopes, advogada da ONG Justiça Global, com grande histórico de acompanhamento do setor da mineração, elenca diversos problemas no tratamento que o governo e as empresas dão às variadas vítimas da tragédia.

0
0
0
s2sdefault

Se o combustível para furacões é água quente, a irresponsável liberação de gases de efeito estufa que aquecem oceanos é garantia de abastecimento.

0
0
0
s2sdefault

No mês em que a Justiça Federal suspendeu o processo criminal contra a mineradora Samarco e acionistas por tragédia de Mariana (MG), Governo Federal revoga reserva indígena e natural no Amapá com vistas a abrir espaço para empreendimentos de mineração.

0
0
0
s2sdefault

De degradadores a prestadores de serviços ambientais: quando as fronteiras entre destruir e conservar são somente retóricas.