topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Nov   December 2016   Jan
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Julianna Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

AumentarDiminuirVoltar ao original
Violência contra inocência Imprimir E-mail
Escrito por Gabriel Perissé   
Quarta, 10 de Outubro de 2007
Recomendar

 

 

Há notícias que se repetem. Não é preciso ter o dom da profecia para saber que inundações, acidentes de trânsito e assassinatos voltarão à cena semana após semana. O duro é quando perdemos o dom do espanto, que deflagra nosso desejo de observar melhor os fatos, com visão responsável.

 

Volta e meia recém-nascidos são vítimas dessa violência que se chama abandono. O fato de que seja notícia recorrente não deveria abafar nossa perplexidade.

 

Para pinçarmos apenas alguns casos neste ano de 2007, lembremos o recém-nascido encontrado dentro de uma sacola plástica, em Jacareí (SP), em fevereiro. No hospital, deram-lhe o grandiloqüente nome de Vitor Hugo, em contraste com a sua lamentável situação.

 

Lembremos a menina de dois dias de vida encontrada em Chapecó (SC), no mês de agosto, enrolada em roupas de adulto, dentro de uma caixa de sapatos.

 

Lembremos que, em setembro, no Rio de Janeiro, outra recém-nascida foi encontrada, debaixo de um carro, no Caju (zona portuária do Rio).

 

Lembremos que, também em setembro, em Camaragibe (PE), um recém-nascido foi abandonado em plena mata e encontrado por dois lenhadores. (Mais parece conto de fadas!) Nu, com picadas de formigas pelo corpo, o menino recebeu dos funcionários do hospital o nome de Renato (pois de fato renasceu).

 

Ainda em setembro. Lembremos a menina recém-nascida resgatada com vida de dentro do poluído rio Arrudas, em Belo Horizonte, e que faleceu no dia 4 de outubro, mas antes recebeu também um nome, Michele, no hospital em que estava internada.

 

Lembremos a recém-nascida encontrada no dia 2 de outubro numa lata de lixo em Taboão da Serra (SP), dentro de um saco. A menina nasceu prematura e foi batizada com o nome de Ângela porque dia 2 de outubro é Dia dos Anjos da Guarda.

 

Além de registrar... refletir. Não são apenas matérias do cotidiano que é dever jornalístico (ou faz parte da rotina) incluir no noticiário.

 

A carência psicológica e social das mães cujos filhos sofrem tamanha violência não é incausada. A mãe que abandona seu filho sentiu-se também abandonada. Sua violência contra a inocência, que deve indignar, nasceu, porém, das violências de que a mãe também foi vítima.

 

Violência gera violência. Prender a mãe, condená-la, longe está de resolver o problema. E muito mais longe estaremos de resolvê-lo, se alguém aproveitar esses episódios para defender o aborto.

 

 

Gabriel Perissé é doutor em Educação pela USP e escritor. 

 

Para comentar este artigo, clique comente.

Recomendar
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

Índios Munduruku: Tecendo a Resistência

Imagem

Documentário sobre as resistências indígenas às hidrelétricas do Tapajós
Leia mais...

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates