topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Nov   December 2016   Jan
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Julianna Walker Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

Edição 908 - 05/05/2014 a 11/05/2014
Arquivos do Correio
Terça, 20 de Maio de 2014
Recomendar

 

‘É fundamental um programa de país que aponte para além das eleições’

Valéria Nader, da Redação

 

alt

 

O Brasil se aproxima da Copa de 2014 e também das eleições presidenciais. Por esses dias, quanto mais se chega perto desses esperados acontecimentos, mais se embaralha o cenário político. Especialmente quando se está diante de uma imprensa, e dos grupos econômicos e políticos que a monopolizam, que trazem uma avaliação tão parcial e distorcida da realidade. É para avaliar este contexto que o Correio conversou com o historiador Mário Maestri, para quem a queda de apoio ao governo tem resultado em mais exigências do capital, “além do já muito que recebe, para manter seu apoio”.

 


 

POLÍTICA

 

Dom Tomás, bispo dos excluídos

Frei Betto

 

O corpo de Dom Tomás está enterrado na catedral de Goiás. E seu exemplo de vida perdura na memória de todos que conheceram um homem fiel à proposta do Evangelho de Jesus

 


 

Por que Paulo Malhães foi o Herói da Direita brasileira?

Leonardo Soares

 

Pablo, ou Laurindo, enfim, o patriota da Direita liberal, racista e reacionária, o menino que um dia servira ao Movimento AntiComunista (MAC), trilhou com denodo a trajetória do típico agente do terror nesse país que, dos dedos, arcadas e carcaças dos membros da luta armada, passou a cuidar, em "tempos democráticos", de dar um jeitinho nos "elementos" daquela raça que vive enchendo as nossas cidades de bandidinhos. Malhães pode ter morrido - sem nunca ter sido julgado por seus crimes -, mas os Amarildos, Cláudias e Douglas de ontem, de hoje e de amanhã revelam o quanto ele fez escola.

 


 

Assédio e trabalho

Claudionor Mendonça dos Santos

 

Exigindo-se prova e, notadamente, a testemunhal, a comprovação é praticamente inviabilizada, notadamente em razão de as testemunhas pertencerem ao quadro funcional.

 


 

Amarildo e Douglas

Frei Betto

 

Amarildo e Douglas são mortos insepultos. Seus sacrifícios clamam por um Estado que efetivamente reduza a desigualdade social, construa mais escolas que prisões, incuta nos policiais o sagrado respeito aos direitos humanos, e puna com rigor bandidos de colarinho branco e assassinos fardados.

 


 

Classes e luta de classes: burguesia e ditadura

Wladimir Pomar

 

O grupo militar que assumiu o governo em 1974, com Geisel à frente, tinha consciência de que a crise econômica não poderia ser superada apenas com a mão de ferro ditatorial. Sua “distensão” visava, então, fazer com que a burguesia participasse das decisões para superar a crise econômica.

 


 

SOCIAL

 

Dom Tomás vive entre nós!

Marcos Sassatelli

 

Mesmo não tendo participado do Concílio Ecumênico Vaticano II, Tomás foi pioneiro na aplicação e na vivência de seus ensinamentos, que desencadearam, no mundo inteiro, um movimento de volta às fontes e de profunda renovação da Igreja.

 


 

O “mau cheiro” da Friboi

Frei Marcos Sassatelli

 

Por que, enquanto a Friboi não mudar de lugar, os donos da empresa – que integra uma grande multinacional, a JBS S. A. – não são obrigados, pelo poder público municipal, a instalar os equipamentos técnicos necessários para evitar que o mau cheiro e o fedor se espalhem nos bairros da redondeza?

 


 

INTERNACIONAL

 

O retorno da geopolítica

Atilio Boron

 

Em tempos como os atuais, nos quais a devastação capitalista do meio ambiente chegou a níveis desconhecidos na história, uma reflexão sistemática sobre a geopolítica do imperialismo é mais urgente e necessária do que nunca. Tal como recordara o comandante Fidel Castro em sua profética intervenção na Cúpula da Terra – Rio de Janeiro, junho de 1992 –,  “uma importante espécie biológica está em risco de desaparecer pela rápida e progressiva liquidação de suas condições naturais de vida: o homem”.

 


 

Os 100 dias de Juan Orlando Hernández e a crescente militarização de Honduras

Redação, Opera Mundi

 

Pobreza, criminalidade e corrupção permanecem sendo os principais problemas do país centro-americano.


 

Depois de Odessa

Luiz Eça

 

Depois de Odessa, ninguém mais pode ter muito respeito por um governo que coonesta ações de tão alto nível de selvageria. Depois de Odessa, não é mais possível dizer que são o Bem e o Mal que estão em luta na Ucrânia. Good guys não queimam pessoas. Depois de Odessa, o governo de Kiev, e a Europa e os EUA por extensão, perderam moral e vão ter de parar de demonizar Putin e entrar em acordo com ele.

 


 

A mitologia do livre-comércio e seus apologetas tupiniquins

Roberto Amaral

 

Após o fracasso que o NAFTA representou para o México, considerar favoráveis aos países mais pobres acordos bilaterais de livre-comércio com as grandes potências é mais do que uma falácia.

 


 

Brave New México

Marcelo Zero

 

Por trás dessa conversa mole da participação nas cadeias produtivas globais, esconde-se, muitas vezes, o desejo de se desfazer das cadeias produtivas nacionais, tal como foi feito no México. O México participa das cadeias produtivas globais essencialmente como país montador e maquilador. O que significa dizer que a cadeia produtiva nacional do México não está de fato integrada às cadeias produtivas globais, mesmo com toda abertura econômica e com todas as concessões feitas aos investidores estrangeiros. O Brasil corre o risco de se transformar num Brave New México.

 


 

Nestas eleições, o grande perdedor será o Iraque

Luiz Eça

 

Em 2010, Maliki se apresentava como uma pomba da paz, defendendo a união de todos os iraquianos. Nestas eleições, ele foi um falcão, em luta contra o extremismo sunita.

 


 

ECONOMIA

 

Juros: taxa efetiva e taxa SELIC

Adriano Benayon

 

Se os brasileiros têm alguma esperança de o país organizar-se, para terem condições de vida toleráveis, precisam avaliar o que realmente significa a dívida pública e seus juros e amortizações. Se o fizerem, perceberão a ação devastadora do “serviço da dívida”, um dos principais instrumentos da brutal extorsão que o país vem sofrendo há decênios.

 


 

MEIO AMBIENTE

 

Mosquitos transgênicos de Juazeiro

Roberto Malvezzi (Gogó)

 

Seria preciso muito mais cuidado e ampliação do leque de informações, da situação como um todo, para que a CNTBIO decidisse pela soltura de mosquitos transgênicos do Aedes Aegypti, como forma de combate à dengue, aqui na cidade de Juazeiro da Bahia. Será que a solução está mesmo na transgenia? E o saneamento? Como não ter mosquito numa cidade que não tem saneamento básico, cujos bairros com até 30 mil pessoas têm o esgoto correndo a céu aberto?

 


 

D. Tomás, só um fato

Roberto Malvezzi (Gogó)

 

Em memória de Ibiapina, de Pe. Cícero, de tantos precursores, talvez em honra de D. Tomás, mas principalmente em nome daqueles aos quais esses homens dedicaram suas vidas – índios, negros libertos, pobres do sertão, sem terra etc. –, está na hora de a CNBB dar um novo grito profético em favor desses despossuídos da terra em pleno século XXI

 


Recomendar
Última atualização em Quarta, 16 de Julho de 2014
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

Índios Munduruku: Tecendo a Resistência

Imagem

Documentário sobre as resistências indígenas às hidrelétricas do Tapajós
Leia mais...

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates