topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Nov   December 2016   Jan
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Julianna Walker Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

AumentarDiminuirVoltar ao original
Dom Tomás vive entre nós! Imprimir E-mail
Escrito por Fr. Marcos Sassatelli   
Sexta, 09 de Maio de 2014
Recomendar

O nosso irmão Dom Tomás Balduino “completou a sua Páscoa”, passou para “a vida além da morte” e mergulhou - para toda a eternidade - no mistério da Santíssima Trindade, que é o mistério do amor infinito de Deus para conosco. Nas Celebrações de corpo presente, em Goiânia e na Cidade de Goiás, profundamente encarnadas na realidade do povo - sobretudo dos trabalhadores do campo e dos indígenas -, fizemos a memória da vida de Dom Tomás, que foi toda ela uma romaria pascal  (fazendo acontecer a Páscoa na história do ser humano e do mundo), até a plenitude da Páscoa (Páscoa definitiva), que é a plenitude do Reino de Deus, a plenitude da glória e da felicidade.

 

Foram Celebrações de ação de graças pela vida do nosso irmão. O grito que mais se ouviu foi: Tomás vive entre nós! Ele “frequentou a escola dos indígenas, dos posseiros, dos ribeirinhos, dos quilombolas, dos agricultores, dos sem terra, e soube aprender com eles a gramática do Evangelho e da simplicidade. Como um verdadeiro discípulo, se fez missionário de Jesus Cristo e o testemunhou junto ao mundo dos pobres, como o Divino Mestre da justiça e da paz (CNBB. Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz. Mensagem para Dom Tomás Balduino, em sua Páscoa, 03/05/14).

 

No final de 2012, por ocasião dos 90 anos de idade, destacava - num breve escrito - quatro qualidades de Tomás: sua profunda sensibilidade humana; sua extraordinária perspicácia na escuta dos sinais dos tempos; sua prática radicalmente profética e sua fé inabalável na utopia do Reino de Deus, que é a Boa-Notícia de Jesus de Nazaré. Essas qualidades marcaram a história de vida do nosso irmão. Elas continuam nos edificando e nos animando a continuar a luta por “uma outra Igreja possível” e por “um outro mundo possível”.

 

Mesmo não tendo participado do Concílio Ecumênico Vaticano II, Tomás foi pioneiro na aplicação e na vivência de seus ensinamentos, que desencadearam, no mundo inteiro, um movimento de volta às fontes e de profunda renovação da Igreja.

 

A Igreja, pela qual Tomás doou a sua vida, é a Igreja do Concílio e de Medellín (que encarna o Concílio na América Latina e Caribe): uma Igreja igualitária, de irmãos e irmãs, comunitária (Igreja-comunidade, Igreja-comunhão); Povo de Deus e toda ministerial.

 

A Igreja do Concílio e de Medellín é também uma Igreja que busca sempre o consenso, reconhecendo e valorizando o “senso da fé” do povo cristão; é uma Igreja que, a todo momento, perscruta os sinais dos tempos, interpretando-os à luz do Evangelho; é uma Igreja pobre, que faz a Opção pelos Pobres (a “Igreja dos Pobres”); é uma Igreja que reconhece e valoriza o diferente (uma Igreja ecumênica e macroecumênica); enfim, é uma Igreja que se alia aos Movimentos e Organizações Sociais Populares e a todos aqueles e aquelas que lutam por um Mundo Novo de justiça e paz, onde todos os Direitos Humanos são respeitados e valorizados. À luz da fé, é a utopia do Reino de Deus, acontecendo na história humana e cósmica (cf. o artigo “Dom Tomás, um pastor-profeta do nosso tempo”, em: http://www.adital.com.br/site/noticia.asp?lang=PT&langref=PT&cod=73044).

 

Irmão Tomás, roga por nós!

 

Do alto da cruz, “Jesus viu a mãe e, ao lado dela, o discípulo que Ele amava. Então disse à mãe: ‘Mulher, eis aí o seu filho’. Depois, disse ao discípulo: ‘Eis aí a sua mãe’. E dessa hora em diante, o discípulo a recebeu em sua casa” (Jo 19,26-27).

 

Lembrando essas animadoras palavras de Jesus e que o discípulo (João Evangelista) representava todos e todas nós, dedico ao amigo, companheiro e irmão de Família Religiosa e de caminhada, Tomás, a:

 

Ladainha de Nossa Senhora dos Excluídos e Excluídas

 

Senhor, tende piedade de nós
Cristo, tende piedade de nós
Senhor, tende piedade de nós
Cristo, ouvi-nos
Cristo, atendei-nos
Deus Pai do céu, tende piedade de nós
Deus Filho Redentor do mundo, tende piedade de nós
Deus Espírito Santo, tende piedade de nós
Santíssima Trindade, que sois um só Deus, tende piedade de nós

 

Santa Maria, rogai por nós 
Mãe de Deus, 
Mãe de Jesus de Nazaré,
Mãe da Igreja dos Pobres,

Mãe dos Moradores e Moradoras de Rua,

Mãe dos Catadores e Catadoras de Lixo,

Mãe dos Encarcerados e Encarceradas ,

Mãe dos Sem-Terra,

Mãe dos Sem-Moradia,

Mãe dos Sem-Trabalho,

Mãe dos Subempregados e Subempregadas,

Mãe dos Trabalhadores e Trabalhadoras em condição de trabalho escravo,

Mãe dos Doentes que não são atendidos pela Saúde Pública,

Mãe dos Doentes que morrem à míngua por falta desse atendimento,

Mãe das Crianças e Jovens que não têm uma Educação Pública de qualidade,

Mãe das Crianças e Jovens que se envolvem com as drogas, por falta de  Políticas Públicas,

Mãe das Crianças e Jovens que são assassinados por causa desse

envolvimento,

Mãe das Crianças e Jovens abandonados,

Mãe dos Idosos e Idosas abandonados,

Mãe das Mulheres marginalizadas e violentadas,

Mãe do Povo que não tem uma Segurança Pública humanizada,

Mãe do Povo que não tem um Transporte Público digno,

Mãe das Vítimas da Fome e Subnutrição,

Mãe das Vítimas do Tráfico Humano para a exploração no trabalho,

Mãe das Vítimas do Tráfico Humano para a exploração sexual,

Mãe das Vítimas do Tráfico Humano para a extração de órgãos,

Mãe das Vítimas do Tráfico Humano de Crianças e Jovens,

Mãe das Vítimas da Discriminação Racial dos Povos Indíginas e do Povo

Negro,

Mãe das Vítimas da Exploração da Terra e das Àguas,

Mãe das Vítimas da Violência institucionalizada e de toda Violência,

Mãe dos Descartados e Descartadas da sociedade,

Mãe de todos os Excluídos e Excluídas,

Mãe dos Bons Samaritanos e Samaritanas de hoje,

Mãe dos Profetas e Profetisas de hoje,                                                   (Intenções espontâneas)

 

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos, Senhor

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, atendei-nos, Senhor

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós

 

Rogai por nós, Mãe dos Excluídos e Excluídas

Para que anunciemos, com o testemunho e a palavra, a Boa Notícia do Reino de Deus

 

Oremos. Ó Deus, que sois Pai e nos amais com amor de Mãe, nós Vos pedimos que, pela intercessão de Nossa Senhora dos Excluídos e Excluídas, concedais a vossos filhos e filhas a força de lutar contra todas as formas de exclusão, para que todos e todas tenham Vida e Vida em plenitude. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

 

(Escrevi a “Ladainha de Nossa Senhora dos Excluídos e Excluídas” - ainda inédita - na Quarta Feira de Cinzas do corrente ano, pensando nos Moradores e Moradoras de Rua).

 

Fr. Marcos Sassatelli, frade dominicano, doutor em Filosofia (USP) e em Teologia Moral (Assunção - SP), professor aposentado de Filosofia da UFG - E-mail: mpsassatelli(0)uol.com.br

Recomendar
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

Índios Munduruku: Tecendo a Resistência

Imagem

Documentário sobre as resistências indígenas às hidrelétricas do Tapajós
Leia mais...

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates