topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Nov   December 2016   Jan
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Julianna Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

Edição 907 - 28/04/2014 a 04/05/2014
Arquivos do Correio
Segunda, 05 de Maio de 2014
Recomendar


‘Não aceitaremos arrocho de salário e de verba para atividades de ensino, pesquisa e extensão na USP’

Gabriel Brito e Valéria Nader, Da Redação

 

alt

 

Além de refutar ideias de flexibilização de contratos trabalhistas e corte de investimentos na USP, Chico Miraglia, em entrevista ao Correio, destaca a possibilidade de o estado de SP adotar a Lei de Diretrizes Orçamentárias, vigente no resto do país, mas de implantação evitada pelos governos tucanos. “Não vamos aceitar arrocho de salário ou de verba para atividades fundamentais de ensino, pesquisa e extensão. É o tipo de coisa que se destrói em cinco anos e, pra reconstruir, demora 30. Olha o ensino básico...”, alertou.

 


 

‘O déficit habitacional no Rio é gritante; vai provocar mais lutas e mobilizações’

Gabriel Brito e Paulo Silva Junior, da Redação

 

alt

 

Como já se viu claramente em outras cidades, a luta por moradia está na ordem do dia no Rio de Janeiro. Assim como a violência do Estado. Foi esse o enredo da ocupação do antigo terreno da Telerj, no bairro Engenho Novo, que reuniu 5 mil famílias, até a reintegração de posse que o deixou novamente ocioso e abandonado. “Eu participei da reintegração do Pinheirinho e essa foi muito parecida em termos de violência, brutalidade e truculência policial. Um negócio impressionante”, disse o assistente social Guilherme Simões, em entrevista ao Correio.

 


 

POLÍTICA

 

Energia a que preço?

Frei Betto

 

O governo, infelizmente, cede à chantagem dos especuladores. As empresas privadas e as administradas por governos tucanos, além de colocarem R$ 21 bilhões no bolso, estão esvaziando os lagos para forçarem aumentos nas contas de luz e, de quebra, gerar um grande desgaste político eleitoral ao Executivo Federal.

 


 

Lamentável engano

Ronald Santos Barata

 

Alguns aprendizes de udenismo não devem ter conhecimento dos grandes golpes contra o erário nos governos da ditadura. Gostam de se enganar apenas porque o principal pretexto alardeado para o golpe era o combate à corrupção e extirpar o comunismo. Era palavra de ordem, que perdurou durante toda a ditadura. Mas era pura falácia, protegida pela férrea censura.

 


 

Congregações da Unicamp propõem revogação de título concedido ao coronel Jarbas Passarinho

Caio Navarro de Toledo

 

Por meio de suas Congregações, o Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, o Instituto de Arte e a Faculdade de Educação aprovaram uma Moção que solicita ao Conselho Universitário a revogação do título de Doutor Honoris Causa concedido pela Unicamp, em 1973, ao Coronel Jarbas Passarinho, então Ministro da Educação e Cultura do governo do general Emilio Garrastazu Médici.

 


 

Triste notícia

Paulo Metri

 

Lamento ser o portador de uma péssima notícia, mas a grande maioria de nós vive em um mundo virtual, um Matrix. Conseguem nos manipular, à medida que as informações que chegam à nossa percepção não são imparciais. Para diversas questões, querem que optemos por uma conclusão pela qual, na maioria das vezes, não iríamos optar, se tivéssemos todas as informações. Isto ocorre mundialmente, mas irei tratar com maior detalhe do caso brasileiro.

 


 

Classes e luta de classes: redenção ditatorial ou a história como farsa

Wladimir Pomar

 

As gerações atuais ainda não conseguiram superar a enorme mancha, que cobre quase todo o território nacional, incrustrada principalmente nas periferias urbanas, de milhões de pobres e miseráveis excluídos do mercado de trabalho, e sem condições de moradia, transportes, saneamento, saúde e educação. Eles são o resultado mais evidente da migração forçada de camponeses dos latifúndios para as cidades industriais, do fragoroso naufrágio do “milagre econômico” ditatorial, e da devastação neoliberal que se seguiu.

 


 

Por que a direita brasileira ainda chora pela ‘Revolução Redentora’ de 1964?

Leonardo Soares

 

O artigo do “filósofo” neoliberal Denis Rosenfield (“Anistia sim!”, O Globo, 21/04/14) achincalha não apenas a construção de uma memória sobre o Golpe Militar de 1964 (ao qual ele se refere como “contragolpe”), como tenta defender a manutenção irrestrita da falta de punição aos agentes da Ditadura empresarial-militar que sequestrou a democracia do país por 21 anos e que implantou o regime mais sórdido e criminoso da história.

 


 

A volta de Dan Mitrione

José Benedito Pires Trindade e Otto Filgueiras

 

Recebido na pista do aeroporto por representantes do Ministério da Justiça, da PF, da ABIN, da CBF, da embaixada dos EUA e pelo delegado Sérgio Paranhos Fleury, ele manifestou alegria de voltar ao país, agora com a missão de treinar nossos policiais para a Copa e as Olimpíadas.

 


 

SOCIAL

A força do capital no Dia do Trabalhador

Waldemar Rossi

 

Em São Paulo, a única atividade que procura marcar a data do 1º de Maio como memória de seus mártires e de compromissos com sua classe é a que está programada para a Praça da Sé. Felizmente, em muitas outras cidades importantes, trabalhadores comprometidos com sua classe também resistem aos ataques da burguesia, promovendo atividades que visem recordar nossa história e despertar o sendo crítico dos trabalhadores.

 


 

INTERNACIONAL

 

Eleições na África do Sul: o que está em disputa?

Maciel Cover

 

É difícil não crer que o CNA vença. Parece não haver muita água para rolar até o dia 7 de maio, dia em que ocorrerão as eleições. Por hora, os números das pesquisas e as ideias que se repetem nas ruas, nos bares, nas universidades, na rádio, na televisão, nas minas etc. terão que esperar para confirmar mais essa vitória, que, se concretizada, parece mais ser da herança política de Nelson Mandela e dos que lutaram contra o apartheid do que das propostas políticas que se apresentam recentemente.

 


 

A União Europeia e o fim do MERCOSUL

Samuel Pinheiro Guimarães

 

Apesar de todos os seus êxitos, o Mercosul é criticado diariamente pela mídia, que logrou construir, em amplos setores da opinião pública, uma imagem negativa do Mercosul como sendo um acordo e uma organização fracassada e “inconveniente” para o Brasil.

 


 

Palestinos se unem para virar o jogo

Luiz Eça

 

De repente, os ventos mudaram: em vez de se deixar levar pelos manejos da Casa Branca, Abbas se voltou para os dirigentes do Hamas, até então totalmente excluídos das negociações de paz. E os dois movimentos fizeram as pazes.

 


 

MEIO AMBIENTE

 

Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB)

Roberto Malvezzi (Gogó)

 

Em nível nacional, a proposta é que, durante 20 anos, se invista cerca de 420 bilhões de reais em saneamento. Claro que essa fábula de dinheiro despertou o interesse das empresas privadas e, mais uma vez, a vontade de privatizar esses serviços.

 


 

CULTURA

 

A propósito do livro de Leonardo Padura, O homem que amava os cachorros – Parte 2

Angela Mendes de Almeida

 

Nesta segunda parte do artigo de Angela M. de Almeida, em prosseguimento ao comentário sobre o livro de Leonardo Padura “O homem que amava os cachorros”, são expostos os fatos conhecidos sobre os principais participantes do assassinato de Trotsky.

 


Recomendar
Última atualização em Terça, 20 de Maio de 2014
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

Índios Munduruku: Tecendo a Resistência

Imagem

Documentário sobre as resistências indígenas às hidrelétricas do Tapajós
Leia mais...

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates