topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Nov   December 2016   Jan
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Julianna Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

Edição 904 - 07/04/2014 a 13/04/2014
Arquivos do Correio
Quarta, 23 de Abril de 2014
Recomendar

 

 

 

Ivo Herzog: ‘tivemos evolução em absolutamente todas as áreas após o fim da ditadura’

Gabriel Brito e Leandro Iamin, da Redação

 

alt

 

Ivo Herzog conversou com o Correio e fez um balanço da democracia brasileira, em meio às lembranças dos 50 anos do golpe. Apesar de salientar as inúmeras dificuldades que ainda enfrentamos, faz questão de desmistificar as afirmações de que nos tempos do regime de exceção alguns aspectos da vida nacional caminhavam melhor. Quanto à posição do exército em ajudar nas investigações de torturas e outros crimes em suas instalações, foi novamente otimista. “Se existe essa disposição do exército, é uma conquista da sociedade”.

 


 

'Mídia requenta Pasadena para acabar com a Petrobras e ajudar na entrega do Pré-Sal’

Valéria Nader, da Redação

 

alt

 

Não é a primeira vez que a Petrobras é alvo de uma possível CPI. Para o engenheiro Fernando Siqueira, ex-presidente AEPET, não se trata, no entanto, de uma CPI séria. O que está de fato em jogo, para o engenheiro, é um acontecimento agora requentado pela mídia, atrelada ao jogo do cartel internacional, com o intuito de acabar com a Petrobras, para entregar Pré-Sal e “sangrar” Dilma, presidente do Conselho de Administração à época da compra da refinaria. Mas a atual presidente não sai nem um pouco ilesa das avaliações de Siqueira, muito pelo contrário.

 


 

POLÍTICA

 

Nas favelas do Rio, "Pobre Bom é Pobre Morto!"

Leonardo Soares dos Santos

 

Política eficaz para pobre é aquela que se baseia no poder do fuzil e no peso de tanques e “caveirões”. Se na pátria de Maduro tal iniciativa é abominada, aqui, ela é festejada pela quadrilha midiática.

 


 

Cinco grandes crises da história do PT

Valerio Arcary

 

O critério para definir quais entre as crises foram as mais importantes será sempre controverso. O que importa, no entanto, não é se os que viveram o processo compreenderam a gravidade da mudança que aconteceu.

 


 

A monotonia do mal

José Benedito Pires Trindade

 

Os tais “autos de resistência” e “resistência seguida de morte” são expressões incorporadas pelo jornalismo brasileiro com a mesma passividade e conivência dos tempos dos assassinatos dos que se opunham à ditadura. O  jornalismo investigativo de Veja, Estadão, Folha de S. Paulo, Organizações Globo, Zero Hora, Estado de Minas, Correio Braziliense e que tais, tão obcecado pelos malfeitos petistas, jamais investigará as execuções extra-judiciais e o contínuo desaparecimento de corpos no país.

 


 

Encontro com o papa Francisco

Frei Betto

 

O encontro se deu na audiência pública da manhã de quarta, 9 de abril, à porta da Basílica de São Pedro. “Como pai amoroso, dialogue sempre com a Teologia da Libertação, que é uma filha fiel à Igreja. E tenha sempre presente a defesa dos povos indígenas”.

 


 

A Petrobras como chantagem: A jabuticaba amarga de Dilma Rousseff

Ana C. Carvalhaes

 

Os governos petistas não mexeram um dedo, como em geral em qualquer área econômica, para reverter os estragos da privatização branca de FHC. Ao contrário, vêm usando e abusando, em particular desde que tiveram que assentar sua governabilidade na aliança com o PMDB, das diretorias e cargos da estatal nas negociações políticas. Assentos na diretoria, nas subdiretorias da Petrobras, da Transpetro e outras subsidiárias são moedas de troca corrente entre os partidos da base aliada.

 


 

As perguntas que María Corina não respondeu ao Senado brasileiro

Pedro Silva Barros

 

A falta de compromisso com a solução pacífica dos impasses do país vizinho não foi suficiente para esconder as perguntas que a ex-deputada María Corina Machado não respondeu.

 


 

O silêncio dos inocentes

Otto Filgueiras

 

Agora houve um pacto de elites, armado pela presidente Dilma com os militares. O que esvazia a precária Comissão Nacional da Verdade e mais uma vez leva para a conciliação de classe e fortalece o capitalismo social-liberal no país.

 


 

O legado econômico da ditadura: o retrato de um desastre

Leonardo Soares dos Santos

 

O ridículo a que se chega por parte dos saudosistas só se agrava quando passam a recorrer aos chamados “grandes empreendimentos” do regime. Pura bazófia. Obras sem nenhuma transparência e controle de gastos que só contribuíram para o alarmante endividamento do país, fazendo a alegria dos bancos internacionais e empreiteiras.

 


 

Classes e luta de classes: a direita em transe

Wladimir Pomar

 

O general Chagas, o coronel Boggo e outros militares empenhados em reeditar o passado ditatorial apenas repetem os argumentos que devem ter utilizado quando participaram, como aspirantes ou tenentes, do golpe militar de 1964.

 


 

Amigos de longa data

Paulo Metri

 

A Comissão da Verdade da Assembleia Legislativa da Bahia convidou um grupo de antigos militares, que foram expulsos das Forças Armadas em 1964, por terem sido considerados comunistas, para exporem suas visões e serem homenageados.

 


 

SOCIAL

 

Em apoio à Campanha “50 dias contra a impunidade”

Fr. Marcos Sassatelli

 

A Anistia Internacional Brasil, em ato público, lançou a Campanha “50 dias contra a impunidade”, com o objetivo de recolher assinaturas em todo o país, numa petição reivindicando a revisão da Lei da Anistia de 1979.

 


 

INTERNACIONAL

 

Lei de anistia e regeneração democrática

Pietro Alarcón

 

Atrevo-me, após anos no Brasil, a afirmar que o marco jurídico da regeneração da democracia, isto é, a lei de anistia de 1979, pode e deve ser interpretado conforme a Constituição de 1988, de maneira a que não conduza à impunidade ou ao esquecimento, mas, em perfeita consonância com os fins e valores que a Carta expõe, conduza à liberdade, à reparação e à reconstrução da história.

 


 

A utilização da lei pelo governo de Salvador Allende

Jorge Magasich

 

Neste quarto artigo da série sobre o governo Allende no Chile, Jorge Magasich lembra da desapropriação da fábrica têxtil Bellavista-Tomé e dos mecanismos estudados, porém usados poucas vezes, que permitiriam expropriar empresas que parassem ou ocultassem sua produção.

 


 

O que será da Venezuela?

Luiz Eça

 

Os comentaristas não têm dúvidas: o caos é total, o socialismo bolivariano fracassou definitivamente. Como pode ser considerado fracassado o regime que, em todo o mundo, mais distribuiu riqueza e combateu a pobreza?

 


 

ECONOMIA

 

Indústria química e ditadura

Thomaz Ferreira Jensen

 

É já fartamente comprovado o engajamento das principais indústrias químicas, plásticas e farmacêuticas no apoio ao golpe de abril de 1964 e à ditadura que se seguiu. O excelente documentário “Cidadão Boilesen” lançado em 2009 mostra a estruturação e o financiamento por empresários e banqueiros paulistas da OBAN (Operação Bandeirantes). Em nome da memória e da verdade, a indústria química deveria manifestar-se sobre este período, aproveitando o cinquentenário da ABIQUIM. Ou ser instada a fazê-lo pela Comissão da Verdade.

 


 

Alimento saudável versus produção mercantil do agronegócio

Guilherme C. Delgado

 

Duas questões de utilidade pública e forte interesse social estão no momento merecendo vir à tona, relacionadas à produção e consumo de alimentos oriundos da agricultura e das cadeias agroindustriais conexas. No primeiro caso, restrito ao Brasil, indagaríamos à ANVISA por que desapareceram do seu ‘site’, desde julho de 2012, as pesquisas semestrais que realizava sobre contaminação por agrotóxicos de frutas e verduras, em praticamente todos os estados do país.

 


 

 

Recomendar
Última atualização em Quarta, 23 de Abril de 2014
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

Índios Munduruku: Tecendo a Resistência

Imagem

Documentário sobre as resistências indígenas às hidrelétricas do Tapajós
Leia mais...

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates