A mídia e a manifestação da Central do Brasil

0
0
0
s2sdefault

 

 

Caio Silva de Souza, suspeito de ter atirado o artefato explosivo que matou o cinegrafista da TV Bandeirantes, Santiago Andrade, foi preso nesta quarta-feira (12). O rapaz estava assustadíssimo. Tudo indica que atirou o rojão, conhecido como “busca-pé”, provavelmente para espantar os policiais, durante a manifestação da Central do Brasil, no Rio.

 

Uma das características desse artefato – de venda livre e fartamente usado em festas juninas – é que não tem direção. Deve ser questionado o livre acesso a essas bombas que servem a brincadeiras e usos de péssimo gosto, pelos graves riscos que envolvem, podendo ferir e até matar como aconteceu nessa tragédia.

 

Mas é necessário registrar aspectos desse episódio que serão minimizados pelas grandes emissoras de televisão e jornais, em especial pelas Organizações Globo. Os fatos já estão sendo utilizados como pretexto para tentar acabar com as justas manifestações pelo Passe Livre, movimento contra o aumento abusivo das passagens e a péssima qualidade do transporte urbano.

 

Nas manifestações, a parcialidade na cobertura dos fatos pela chamada “grande mídia” tem sido alvo de crítica. A TV Globo e outras emissoras muitas vezes acompanham os atos de helicóptero, a uma distância segura das ruas. Não é a primeira vez que jornalistas são atingidos. Há meses um repórter perdeu a visão, atingido por bala de borracha atirada por policiais. No entanto, o caso passou quase despercebido. A grande mídia não repercutiu o episódio e não consta que o policial que atirou a bomba tenha sofrido qualquer punição.

 

Apesar de lamentar profundamente a morte do cinegrafista, um trabalhador que estava no exercício de suas funções, é preciso refletir sobre o empenho da mídia em criar uma comoção nacional em torno desse caso. Enquanto em situações semelhantes, sobretudo quando a bala e as bombas partem das forças da repressão, a grande mídia se cala.

 

Dizer que “a culpa é dos black blocs” é outra apelação fantasiosa. Pois os black blocs se apresentam de preto e com máscaras, o que não é o caso do suspeito que foi preso. As imagens veiculadas mostram um rapaz de camisa cinza e sem máscara alguma.

 

Pesquisas mostram que a população ficou a favor das manifestações pelo Passe Livre. Então, são fabricadas versões – mentiras que de tão repetidas até parecem verdades – para colocar o povo contra os protestos pelo Passe Livre.

 

A sociedade não pode ter dúvidas de que as manifestações pelo Passe Livre em todo o Brasil visam beneficiar os pobres que já não aguentam mais a péssima qualidade e as altas tarifas dos serviços de transporte coletivo.

 

As manifestações têm que continuar!

 

 

Emanuel Cancella é diretor do Sindipetro-RJ.

Comentários   

0 #3 ManipulaçãoRodrigo 14-02-2014 13:36
É sintomático que tenha surgido, antes mesmo da prisão de Caio, versão segundo a qual os jovens recebem para tumultuar protestos. A cobertura da grande mídia, os comentários do governador, a estranha atuação do advogado que age em desfavor de seus clientes, tudo está disposto no sentido de criminalizar os protestos, a exemplo do que já se fez com movimentos sociais em outras épocas.
Citar
0 #2 MÍDIA PODREOSVALDO PEREIRA DA S 14-02-2014 07:11
A rede globo e, praticamente, todos as outras emissoras de tv são um câncer implantado na sociedade brasileira!!! A rede globo deve milhões em tributos e nada é feito para que o dinheiro dos impostos seja recolhido e aplicado em prol da melhoria das condições de vida da sociedade brasileira...

Desde os tempos da ditadura, quando a rede globo literalmente "ganhou" a benesse da concessão para atuar na defesa das elites conservadoras deste sofrido país de milhões de pobres e de miseráveis e desinformados, é isso que vemos: uma mídia que defende os interesses da burguesia e do capital multinacional...

Repórteres e apresentadores despolitizados e conservadores, pois que ganham seus milhares de reais, e não se preocupam nem uma gota com as misérias que pululam pelas periferias, favelas e morros deste país de ninguém...

Enfim, nos bastidores,a mídia televisiva (e também a mídia burguesa jornalística) brasileira é uma mídia podre, que serve aos interesses da burguesia e dos políticos corruptos, dos empresários que sonegam impostos e enviam milhões para as contas bancárias em países que acobertam esse tipo de procedimento...

E a rede globo nada paga de tributos e a mídia nada fala a respeito... Os cidadãos em geral são acossados pelo fisco brasileiro, em todas as esferas, para quitar impostos que são desviados para finalidades escusas, continuando o brasil a ser um país pleno de pessoas vivendo abaixo da linha da miséria, da pobreza...

Os repórteres e apresentadores, praticamente todos, de todos os canais, das tais "centrais de jornalismo", são pequenos burgueses, nojentos e asquerosos, que defendem a burguesia e as classes sociais que se colocam acima dos cidadãos pobres, que desviam verbas públicas, que remetem divisas para o exterior, que sonegam impostos e nada é feito... O massacre, entretanto, cresce a dia e dia contra os menos favorecidos... Assim, há mais de 500 anos, caminha a sociedade brasileira...com pobreza, miséria, patrulhamento constante contra as idéias de libertação, com futilidades novelescas e baboseiras e atitudes extremamente reacionárias dos denominados repórteres televisivos...

Assim, caminhamos nesse poço de idiotices, nesse caminho da exploração que parece eterna às custas dos milhões de trabalhadores, pobres, desfavorecidos e desvalidos deste país miserável, por conta dos miseráveis burgueses que insistem em seu comportamento burguês e despolitizado, despolitizado no sentido de não se preocuparem um tostão com eliminação da miséria e politização da sociedade brasileira: são novelas, programotes de domingos, pegadinhas, "variedades" babacas, e, assim, continua a sociedade brasileira vivendo miseravelmente, milhões de miseráveis, sustentando um pequeno grupo de burgueses, pulhas e exploradores, estes os verdadeiros sonegadores, que vivem da exploração cotidiana de milhões de seres humanos que vivem à margem da vida, como ratos de esgoto, em um sofrimento que parece não ter fim, eterno...

Este é o verdadeiro retrato do Brasil...
Citar
0 #1 Outra forma de continuarWendell 13-02-2014 13:12
Elas têm de continuar, mas, nesse momento em que a direita visa retirar o apoio da população às manifestações, é importante fazer um trabalho de propaganda que, com paciência, desmascare a armação da grande mídia contra a esquerda. Panfletagens hoje são mais importantes que passeatas porque é preciso quebrar o "nós" e o "eles", ou seja, nós nos manifestamos e eles, o povo, assistem.

Wendell
Citar

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados