topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Nov   December 2016   Jan
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Julianna Walker Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

AumentarDiminuirVoltar ao original
A fábula e a realidade Imprimir E-mail
Escrito por Wladimir Pomar   
Sexta, 14 de Setembro de 2007
Recomendar

 

Contam os fabulistas que era uma vez um país onde existia uma Associação de Sábios, de mais de cem anos, onde eram referendados os grandes problemas. Esses Sábios, em todas as épocas, viveram em conluio com diversos grupos de interesses, formados por grandes senhores de terras, plantadores e pecuaristas, industriais, banqueiros e, muitas vezes, por gente não tão honrada quanto aqueles. Afinal, apesar de receberem rendimentos pagos pelo erário público, entre os mais altos do país, alegavam que seus gastos com os pobres e desvalidos eram muito elevados, e precisavam utilizar-se de outras formas de ganho para fazer frente às despesas.

 

As trocas de favores entre os Sábios e seus amigos dos grupos de interesse foram sempre muito intensas. Apesar disso, os Sábios também foram sempre gente honrada. Na vez em que um dos membros da Associação foi apanhado em grande e flagrante irregularidade, eles não titubearam em expulsá-lo de seu meio, para deixar claro que não vacilariam em manter o bom nome da entidade. É verdade que a maior parte deles sempre fez vistas grossas a pequenos pecadilhos, como uso de lobistas e laranjas para pagar contas de amantes, ou a aprovação de verbas consignadas a algum daqueles grupos de interesse.

 

Afinal, eles viviam num país em que quase metade do seu produto interno bruto era gerado por empresas "informais", em que grande parte dos negócios era realizado com "notas frias", onde os impostos eram sonegados, e em que grande parte dos proventos da maior parcela dos poderosos, e dos próprios Sábios, não tinha uma origem muito clara. Como exigir dos Sábios uma contabilidade que ninguém seguia?

 

Apesar disso, um belo dia, uma parte dos Sábios resolveu rebelar-se contra o Grande Sábio, que dirigia suas sessões, justamente porque ele havia cometido alguns dos pecadilhos para os quais sempre haviam feito vista grossa. Foi surpreendente e comovente ver como alguns dos Sábios levantaram os estandartes da Ética e da Moralidade, insurgindo-se contra o uso do que chamaram de "práticas vergonhosas, jamais utilizadas na história" daquela Associação. O rio da Hipocrisia subiu tanto que a maioria dos Sábios resolveu manter o Grande Sábio em seu lugar. Afinal, se fossem condená-lo por aqueles pecadilhos, teriam que esvaziar a Associação de metade ou mais de seus membros.

 

É evidente que essa fábula nada tem a ver com a realidade. O que aconteceu no Senado Federal brasileiro foi outra coisa. O que a oposição queria com os processos contra o senador Renan Calheiros não era atingi-lo pelo que fez ou deixou de fazer, mas simplesmente parar o processo legislativo e colocar o governo contra a parede. E isso ela parece estar conseguindo. Portanto, ela vai continuar cavando malfeitos, mesmo que a realidade indique que ela corre o risco de abrir um buraco sob os pés.

 

 

Wladimir Pomar é escritor e analista político.

 

Para comentar este artigo, clique comente.

Recomendar
Última atualização em Sexta, 14 de Setembro de 2007
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

Índios Munduruku: Tecendo a Resistência

Imagem

Documentário sobre as resistências indígenas às hidrelétricas do Tapajós
Leia mais...

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates