topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Nov   December 2016   Jan
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Julianna Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

Edição 863 - 10/06/2013 a 16/06/2013
Arquivos do Correio
Segunda, 17 de Junho de 2013
Recomendar

 

 

Manifestações pelo transporte coletivo revigoram juventude e lutas sociais do país

Gabriel Brito, da Redação

 

alt

 

Da mesma forma que nos protestos de 2011, uma forte repressão militar foi mobilizada para combater os manifestantes, expostos ao público como meros desocupados, desobedientes, riscando do caderno a completude de suas pautas e proposições políticas. O Movimento Passe Livre recoloca, porém, em questão a lógica do serviço público e universal, tal qual se reivindica na saúde e educação, por exemplo. Lógica outrora levada adiante pelos próprios governos petistas. Já no final dos anos 80, delinearam projetos com essa premissa, sempre bloqueada por uma política tão privatizada quanto outros bens e direitos públicos. Há quem ainda se levante contra tal quadro.

 

 


 

EDITORIAL

 

O fim do neodesenvolvimentismo

 

A guinada na política econômica, caracterizada pela nova onda privatista e pela recomposição do rentismo, é apenas o primeiro ato de uma nova ofensiva do capital sobre a economia brasileira.

 


 

POLÍTICA

 

Depois do neoliberalismo. Depois?

Luis Fernando Novoa Garzon


A demarcação proposta para o novo modelo e a descrição do modo de ultrapassagem dos limites do modelo anterior (ruptura) não são congruentes. Como levar a efeito a ruptura com um sistema através das suas linhas de menor resistência, permanecendo intocadas as de maior resistência? Através das brechas, o que vinga é um reformismo incremental, tolerado na medida em que reforça e suplementa o que é central no modelo. O Governos Lula e Dilma não só não reverteram as medidas de liberalização e privatização, como as reexpediram como políticas de Estado.

 


 

Como evitar bandidos precoces

Frei Betto

 

Aqueles, entretanto, que a perícia identificar dotados do referido gene (que, curiosamente, predomina entre bebês das classes desfavorecidas) seriam sumariamente abortados.

 


 

Bravos combatentes

Gilvan Rocha

 

O PCdoB converteu-se em um partido nacional-reformista e, apesar do equívoco, conseguiu atrair bravos e devotados militantes.

 


 

Mia e, no entanto, dizem que é lebre

Paulo Metri

 

Se a atual proposta do deputado Nazareno já estivesse incorporada à Constituição, quando o Supremo decidiu sobre a ADI 3.273, esta decisão seria apreciada pelo Congresso e, se ele se posicionasse contrário à decisão do STF, o povo seria chamado a votar em um plebiscito.

 


 

É a economia...

Wladimir Pomar

 

Os investimentos prioritários não podem ficar em generalidades. Precisam articular-se à conjuntura atual e fazer parte da disputa de ideias que a oposição neoliberal e parte do situacionismo liberal estão impondo à sociedade.

 


 

SOCIAL

Geração sem medo está nascendo para o mundo

Fabio Nassif

 

O emocionante nesta jornada toda, para além da gostosa e distante sensação de nos juntarmos a jovens e trabalhadores de todo o mundo que estão em luta, é saber que o Estado e a mídia burguesa estão formando uma geração de ativistas. Saber que as lutas contra o aumento ocorreram em diversas outras cidades como Porto Alegre, Natal, Maceió e Rio de Janeiro nos dá força. Saber ainda que uma manifestação foi realizada em Curitiba, simplesmente em solidariedade às demais, é arrepiante.

 


 

Alguns comentários críticos ao artigo “Prostitutas felizes”, na Folha de S. Paulo

Duarte Pereira


Em tal sentido, parto do que considero uma tese neoliberal, que defende a prostituição como qualquer outra profissão. Desse modo, creio serem cabíveis algumas indagações e reflexões.

 


 

INTERNACIONAL

 

Andaluzia decreta função social da propriedade e expropria bancos

Rita Silva

 

Em vez da primazia da propriedade privada que atualmente insiste em sobrepor-se a todos os outros direitos, assume-se a função social da propriedade e a habitação como direito humano.

 


 

Correa e o Equador: prossegue a “Revolução Cidadã”

Marcello Musto

 

Apesar de propor o “Socialismo do século XXI”, Correa certamente não é um perigoso revolucionário. Sua política continuará no rumo da independência de Washington e seguirá a orientação “desenvolvimentista” dos demais governos progressistas da América Latina.

 


 

Síria: guerra civil ou como destruir a primeira democracia do Oriente Médio

Ramez Philippe Maalouf

 

Nesta primeira parte de uma detalhada análise sobre a Síria, um dos palcos atuais do xadrez imperialista, e sob intensos conflitos internos, Ramez Philippe Maalouf, historiador e  doutorando em Geografia Humana na USP, retoma o nascimento do Reino Árabe-Sírio. Passa ainda pela divisão do território sírio, como reação  das grandes potências à democracia e ao nacionalismo, pelo nascimento do Estado de Israel e o ciclo de ditaduras militares e pela relação do país com o Iraque e demais países da região, até se confrontar com o regime atual, sob o comando de Bassar al-Assad – e que será objeto de análise da próxima e última parte deste artigo.

 


 

Alarme de incêndio: o fascismo espreita a crise

Milton Pinheiro

 

O jovem estudante Clément Méric, 18 anos, foi espancado até a morte por hordas fascistas em Paris. Começamos um período histórico em que a crise levará à abertura da cena política, quando o imponderável poderá se tornar realidade numa velocidade extraordinária.

 


 

O Grande Irmão mora em Washington

Luiz Eça

 

Obama diz que não se pode ter, ao mesmo tempo, 100% de segurança, 100% de privacidade e 100% de liberdade. O problema é que, com grampos telefônicos e monitoramentos nos computadores, as duas últimas porcentagens estão sendo perigosamente reduzidas.

 


 

ECONOMIA

 

Experimento distributivo da política social caminha para o retrocesso

Guilherme C. Delgado

 

A tese do “déficit nominal zero” a expensas dos “gastos correntes” liquida praticamente com o experimento distributivo da política social construída depois da Constituição de 1988, enquanto que a política de juros altos atrofia o crescimento econômico nos moldes presentes. A combinação dessas duas políticas, ora em curso, tem consequências distributivas ultraperversas.

 


 

Começa o desmonte da Eletrobrás

Heitor Scalambrini Costa

 

Os cortes de receita refletirão diretamente em corte de pessoal. Ou seja, a competência acumulada pelo setor em anos será dissolvida, como exemplos já vistos de outros setores que acabaram sendo privatizados

 


 

CULTURA

 

Homenagem: Bautista Vidal, incansável defensor dos interesses nacionais

Adriano Benayon

 

As veementes condenações de Bautista Vidal dirigiam-se aos que se submetem às falsas verdades convencionais, veiculadas notadamente por organismos internacionais, como o Banco Mundial, a OMC e a própria CEPAL.

 


 

Papa João e papa Francisco

Dom Demétrio Valentini

 

Pois bem, neste ano não é só o calendário que nos traz à memória o papa João 23. São tantas as semelhanças que somos levados espontaneamente a comparar o papa João com o papa Francisco.

 


Recomendar
Última atualização em Qui, 27 de Junho de 2013
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

Índios Munduruku: Tecendo a Resistência

Imagem

Documentário sobre as resistências indígenas às hidrelétricas do Tapajós
Leia mais...

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates