topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Nov   December 2016   Jan
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Julianna Walker Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

Edição 820 - 06/08/2012 a 12/08/2012
Arquivos do Correio
Quarta, 15 de Agosto de 2012
Recomendar

 

 

‘Em São Paulo tem sido utilizada a linguagem da guerra, carta branca à violência policial’

Redação

 

alt

 

Para tentar analisar as nuances dessa onda de violência, ainda pouco esclarecida oficialmente e com alguns novos elementos, o Correio da Cidadania entrevistou a advogada e socióloga Alessandra Teixeira, estudiosa da criminalidade urbana da metrópole. Para ela, “primeiramente, há a questão da orientação política do governo, pois decide ocupantes de pastas e secretarias, com incitação da violência e respectiva condecoração dos violentos. Historicamente as polícias sempre se relacionaram com os mercados criminais, de drogas, roubos etc.”, opina, lembrando que até o relatório do Ministério Público, de maio de 2006, relata que o estopim daquela onda de violência e mortes foi uma escandalosa extorsão da Polícia Civil ao chefe do tráfico, Marcola.

 


 

EDITORIAL

 

Mais dois atentados aos direitos do povo

 

Dois fatos ocorridos nesta semana – um decreto presidencial e um projeto de lei apresentado ao Congresso por um parlamentar da base do governo – dão bem a medida da gravidade da situação do país. Tanto um como o outro se referem a duas questões da maior importância para a vida econômica, social e política dos brasileiros.

 


 

POLÍTICA

 

Maioridade penal

Claudionor Mendonça dos Santos

 

Advogar a diminuição da idade, para efeito de responsabilização, não significará, em hipótese alguma, resolver a questão da violência. Diante da lamentável situação dos presídios onde se depositam os adultos, o ingresso dos menores de dezoito anos apenas agravará o sistema penitenciário, à beira do colapso, gerando reincidência em torno de 70%.

 


 

Insaciável busca da felicidade

Frei Betto

 

O que faz uma pessoa feliz não é o projeto de vida que ela assume. Todo projeto – conjugal, profissional, artístico, científico, político – supõe uma trajetória cheia de dificuldades e desafios. Mas é apaixonante.

 


 

Lições do passado

Wladimir Pomar

 

A república brasileira, apesar de mais de dois mil anos após os escritos de Publicus, ainda conserva algumas das características da república romana. A luta de classes mantém ativos os estratagemas e armadilhas utilizados contra os tribunos da plebe.

 


 

A excelência do espírito olímpico

Frei Betto

 

Se queremos superar Londres, não basta fazê-lo na forma, mas também no conteúdo, para que as Olimpíadas do Rio não sejam apenas uma festa na terra de um povo semianalfabeto e carente de recursos.

 


 

Dilma nada aprendeu

Gilvan Rocha

 

Pelo visto, ela nada aprendeu pela via da violência de que foi vítima. Ao invés de ter reforçado as suas “convicções socialistas”, ela se revelou um quadro pronto para gerenciar o capitalismo.

 


 

SOCIAL

 

As águas turvas da Nestlé

Carla Klein

 

A desmineralização é combatida por cientistas e pesquisadores de todo o mundo. Por que alterar a legislação em um item que apenas interessa à Nestlé? O que nós, cidadãos, ganhamos com isso?

 


 

Classe trabalhadora reage ao avanço no desmonte dos direitos sociais

Osvaldo Coggiola

 

A revolta crescente dos trabalhadores é a revolta das forças produtivas contra a decomposição do capital e a submissão nacional. A postura do governo Dilma frente à greve nacional dos docentes e, mais recentemente, dos técnicos e administrativos das universidades federais não é uma simples “contenda trabalhista”. Está colocada, portanto, a luta por uma frente sindical e política pela defesa da classe trabalhadora, pela unificação das greves e das lutas do setor público e privada e pela independência de classe. Depois de uma década, a base política do governo está rachando.

 


 

Argumentos contra o aumento de recursos para a educação manipulam e desinformam

Otaviano Helene

 

O Plano Nacional de Educação (PNE), recentemente aprovado pela Câmara dos Deputados, prevê investimentos crescentes em educação pública, os quais devem atingir 7% do PIB até o quinto ano de sua vigência e 10% até o décimo ano. Esses investimentos são absolutamente necessários se queremos, realmente, atingir as metas educacionais. Como o projeto de PNE ora em discussão deverá ainda ser apreciado pelo Senado e promulgado pela presidência da República, que tem o poder de veto, as elites nacionais têm feito uma grande campanha contra o aumento de recursos para a educação pública usando, inclusive, argumentos falsos. Vamos examinar alguns deles.

 


 

INTERNACIONAL

 

Limpeza étnica em Mianmar: o Ocidente finge que não vê

Luiz Eça

 

O Ocidente, implacável na condenação dos chefes nazistas e dos racistas sérvios, prefere olhar para as riquezas potenciais inexploradas de Mianmar. Para seu mercado de 55 milhões de consumidores. Para sua economia quase virgem.

 


 

Estados Unidos: a continuidade das questões médio-orientais

Virgílio Arraes

 

Em junho de 2009, Obama visitou dois aliados tradicionais - os conservadores Arábia Saudita e Egito - como meio de aproximar mais o país da comunidade muçulmana. Na ocasião, Obama mencionou as maiores fontes de tensão entre os Estados Unidos e os países maometanos.

 


 

ECONOMIA

 

A crise e o governo. As montadoras e o PIB. Os bancos e a dívida pública

Edson Carneiro Índio


GM lucra com isenção de IPI e faz terrorismo com trabalhadores, demitindo milhares de funcionários. Bancos lucram explorando os clientes e o tesouro nacional com juros e tarifas altíssimas.

 


Recomendar
Última atualização em Segunda, 03 de Junho de 2013
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

Índios Munduruku: Tecendo a Resistência

Imagem

Documentário sobre as resistências indígenas às hidrelétricas do Tapajós
Leia mais...

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates