topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Nov   December 2016   Jan
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Julianna Walker Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

AumentarDiminuirVoltar ao original
Ouviram o quê? Quem ouviu? Imprimir E-mail
Escrito por Gabriel Perissé   
Quarta, 15 de Agosto de 2007
Recomendar

 

 

Genésio é amigo de longa data. Com ele converso quando estou precisando de novos assuntos. Genésio vive no mundo das hipóteses impossíveis. Das heresias, das irreverências e dos palpites.

 

A última do Genésio é sua implicância com a letra do Hino Nacional. O Hino vai completar um século de vida, em 2009. E Genésio argumenta que já não vivemos num mesmo Brasil nem somos o mesmo povo. — Vou propor ao Lula que se lance um concurso nacional, agora, em 2008! Vamos escolher uma nova letra!

 

A que decoramos tornou-se pura decoreba, reclama Genésio. Pouquíssimos estão cientes do que realmente diz o texto de Joaquim Osório Duque Estrada, poeta romântico de limitados recursos, que ainda teve a cara-de-pau de usar dois versos da Canção do exílio de Gonçalves Dias: “Nossos bosques têm mais vida, / Nossa vida mais amores”...

 

No início, um verbo enigmático: Ouviram. Mas quem ouviu o quê, e de quem ouviu? Ouviram do Ipiranga. O Ipiranga falou alguma coisa? E o que se ouviu? O brado retumbante de um povo heróico... O povo todo gritou?

 

Esse grito tem a ver com o brado guerreiro. A pátria há de ser adorada, idolatrada. Será? E o filho da pátria deve estar disposto a morrer nos campos de batalha... Mas essa atitude não tem mais nada a ver com os dias de hoje. Sangrar pela pátria? Não seria mais inteligente aprender a viver na pátria, e a conviver com as outras pátrias? Por que o Hino se presta a elogiar a guerra? Terra mais garrida? Por que tem garras afiadas, talvez? E o que fazer com esse bendito lábaro que ostentas...?

 

Genésio não aceita que esse impávido colosso fique deitado em berço esplêndido. Aliás, gigante dentro de um berço é cena estranhíssima. Trata-se de um bebê gigante? E de um bebê que está deitado eternamente?

 

“Florão da América” é demais da conta, queixa-se Genésio. Um florzão, é isso? A imagem de um país-ornamento não diz nada aos ouvidos contemporâneos. Seríamos ainda um enfeite a ser contemplado, paisagens, céus azuis? Não estaria na hora de atualizar um pouco esse quadro, industrializá-lo, informatizá-lo? Nossos blogs têm mais links...

 

Genésio sugere que o novo Hino incorpore também um tom de denúncia. Por que não lembrar aos brasileiros que hoje nossos bosques têm menos vida?

 

Esse Genésio tem cada uma...

 

 

Gabriel Perissé é doutor em Educação pela USP e escritor.

Web Site: www.perisse.com.br

 

Para comentar este artigo, clique comente.

Recomendar
Última atualização em Quarta, 15 de Agosto de 2007
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

Índios Munduruku: Tecendo a Resistência

Imagem

Documentário sobre as resistências indígenas às hidrelétricas do Tapajós
Leia mais...

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates