Memórias de um universitário inspiram romance sobre a vida estudantil durante a ditadura

 

 

Anos 80, interior de São Paulo. Tony quase desiste de cursar a faculdade quando fracassa em seu primeiro vestibular. Até que, depois de meio ano trabalhando no restaurante do pai e fazendo o cursinho à noite, o jovem resolve tentar novamente uma vaga no concorrido curso de Ciências Biológicas na Universidade Federal de São Carlos. Quando o telegrama chega a sua casa avisando-o que havia passado em terceira chamada, Tony inicia sua grande jornada em um lugar que se tornaria o seu aquário predileto. O romance Mímica no aquário predileto, de Lincoln Amaral, ex-aluno de Ciências Biológicas da UFSCar, agora publicado pela Editora da própria Universidade, mistura memória e ficção, lembrança e fantasia, autobiografia e literatura. alt

Seu enredo resgata uma fase considerada por muitos como a melhor da vida: o período de faculdade, quando ainda se é jovem, mas já se adentra no mundo adulto. A universidade se configura como um local para experimentação e acúmulo de conhecimentos e vivências, mas, principalmente, para expressão artística e participação política que marcam os juvenis corações recém-matriculados. É uma saga que vai emocionar tanto os saudosos leitores contemporâneos ao autor, que viveram a intensidade dos acontecimentos à época, quanto o leitor jovem que “buscará avidamente reconhecer no presente o que vai pertencer ao futuro, transformando-se um dia em passado inesquecível”.

Com texto simples e agradável, são muitas as informações históricas que protagonizam os curtos capítulos de Mímica no aquário predileto, e remetem a um tempo em que a política e a arte ocupavam as mentes e corações na luta contra a ditadura militar que dominava o Brasil na época. Estão presentes os pula-catracas, as assembleias, os partidos socialistas e, obviamente, as greves, muitas delas em defesa de uma educação pública de qualidade. Tony, outros bichos, veteranos e alunos de intercâmbio são apenas coadjuvantes de uma narrativa que tem como protagonista a própria Universidade.

Sobre o autor

 

Lincoln Amaral cursou de Ciências Biológicas na UFSCar no período de 1981 a 1985. Possui seis livros publicados e 63 artigos de divulgação científica em jornais e revistas. É, há 22 anos, professor no Ensino Fundamental, Médio e Superior da rede particular da região de Campinas – SP.

Ficha técnica:

 

Título: Mímica no aquário predileto
Autor: Lincoln Amaral
Páginas: 367
Editora: UFSCAR
Preço: R$ 31,20

Para mais informações e encomendas do livro, acesse o site: http://www.isthmus.com.br/EdUFSCar//Centro_Detalhes.aspx?p=7408

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados