topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Aug   September 2016   Oct
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
252627282930 
Julianna Walker Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

AumentarDiminuirVoltar ao original
Quem te viu, quem te vê! Imprimir E-mail
Escrito por Gilvan Rocha   
Sábado, 17 de Março de 2012
Recomendar

Não faz tanto tempo que o PT repudiava qualquer aliança com os partidos tidos como da burguesia. Em especial com o PMDB da época. Rejeitava com veemência o PMDB ideológico, onde se destacavam figuras de peso histórico como Franco Montoro, Mário Covas, Ulisses Guimarães, Tancredo Neves, Pedro Simon, Paes de Andrade.

 

A intransigência, até louvável, do PT naquela ocasião levava a que o partido se negasse a participar do “espúrio” Colégio Eleitoral que elegeria Tancredo Neves, chegando ao cúmulo de expulsar dois deputados federais petistas que participaram do Colégio Eleitoral.

 

A mão de ferro de conotação ideológica negou-se, de início, a assinar a Constituição aprovada em 1988 pela assembléia constituinte presidida por Ulisses Guimarães.

 

Tudo leva a crer que o PT seria fiel aos interesses históricos dos trabalhadores. Qual nada! Bastou que esse partido chegasse ao governo para se mancomunar com Sarney, em lugar de Ulisses Guimarães, com Renan Calheiros, em lugar de Tancredo Neves, com Michel Temer, em lugar de Mário Covas, com Jader Barbalho, em lugar de Franco Montoro...

 

Vê-se, então, que o PT negou-se a dialogar com o PMDB ideológico, para fazer negócios, trambicagens, com o PMDB fisiológico, representado por figuras da pior qualificação política, que formam o atual PMDB.

 

Luizianne Lins, prefeita petista de Fortaleza, militante aguerrida e participante da Democracia Socialista, corrente radical do PT, hoje cai nos braços do senador Eunício Oliveira, um dos expoentes do PMDB fisiológico. E por aí vai para os esgotos pútridos da política burguesa toda esperança que um dia representou o PT para nós socialistas.

 

Aqui e ali, a burguesia sentiu-se amplamente acalentada pelo comportamento petista que soube manter sob controle as massas populares e garantir grandes lucros aos capitalistas sem que fosse necessário experimentar momentos de tensões e intranqüilidades.

 

Por isso dizemos: o PT foi verde, depois maduro, para depois apodrecer. Quanto a esse fato só resta dizer: quem te viu, quem te vê!

 

Gilvan Rocha é militante socialista e membro do Centro de Atividades e Estudos Políticos.

Blog: www.gilvanrocha.blogspot.com

Recomendar
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates