topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Aug   September 2016   Oct
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
252627282930 
Julianna Walker Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

Chai-na – Otilia Arantes
Terça, 17 de Janeiro de 2012
Recomendar

 

 

“Acho muito forte a perspectiva de se analisar o tema sob o prisma do sonho e do despertar benjaminianos, revisitados por Otília Arantes através da percepção da Buck-Morss diante do colapso de Moscou, enquanto capital do sonho socialista. O leitor vai relacionando sem parar as duas faces da moeda da modernização, e não pode se impedir de articular a débâcle do projeto de construção de um futuro socialista com o desmoronamento das torres gêmeas e, sete anos depois, o derretimento de Wall Street – isto é, a tremenda crise do capitalismo.

 

É impressionante a articulação Luna Park-Manhattan e congêneres em Londres, Frankfurt e agora nas emergentes Kuala Lumpur, Xangai... A ambição de arranhar o céu como modelo de cidade capitalista, levada atualmente ao extremo, mas já como voluntarismo desesperado, aparece com grande nitidez. Mas o esgotamento do modelo também fica patente.”


Laymert Garcia dos Santos

“Otilia Arantes apresenta aqui uma interpretação perspicaz das transformações em curso na China, com um ceticismo político que estimula nossa curiosidade intelectual. Ela já havia sido uma das primeiras a mostrar o “planejamento estratégico” como uma miragem, álibi cultural da espoliação urbana do capitalismo financeiro. Este livro sobre a China compartilha com aqueles trabalhos a sagacidade crítica e, especialmente, a convicção de que é na dinâmica espacial, na crassa materialidade do mundo, que se hão de encontrar as chaves mais significativas do presente. Seu método para interrogá-las é aqui mais benjaminiano do que nunca: extrair as fantasmagorias do nosso tempo da dureza das cifras e dos feitos urbanos.


Trata-se de um livro de escrita precisa e inteligente – e bela – concepção: tudo nele expressa uma atitude autoral, a de uma intelectual dispondo de suas fontes para interrogá-las diante de nós, raciocinando e fazendo raciocinar com ela. Desde a própria alegoria fáustica do título, Chai-na (demolir aí) se apresenta como um quebra-cabeças do qual vai emergindo a figura de uma “paisagem transurbana” de lógicas extremas, cuja especificidade se manifesta ao rasgar o véu do show arquitetônico que parece replicar as políticas de image-making habituais no Ocidente.

 

De tal modo que esse jogo de formas olímpicas fabulosas pode ser pensado em parte como um passe de mágica para consumo ocidental; (...) mas, assinala Otília: ao mesmo tempo que encarnam bem a exuberância com que a China se reapresenta no tabuleiro mundial, essas imagens corroem – ironicamente, como ela sublinha – os fetiches do urbanismo contemporâneo, mostrando sua profunda falsidade. Não se trata portanto de réplicas, mas de uma digestão da modernização ocidental, que aparece transfigurada diante de um espelho revelador.”


Adrián Gorelik


Ficha técnica:

 

Título: Chai-na

Autor: Otília Beatriz Fiori Arantes

Editora: Unesp

Ano: 2011

Páginas: 192

Preço: R$ 68,00

Recomendar
Última atualização em Segunda, 25 de Novembro de 2013
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates