Para a saúde, é melhor fumar maconha!

0
0
0
s2sdefault

 

Foi o que eu ouvi, assustado, de olhos esbugalhados, da boca do meu ex-sogro, o inesquecível doutor Garibaldi Machado, em sua residência, em Santo Ângelo, creio que em inícios de 1970. Naquele então, eu estudava História na UFRGS, envolvido na política acadêmica e extra-acadêmica, cada vez mais reprimida pelo governo militar.

 

Após a refeição, comentávamos notícia dada pela grande imprensa sobre a pretensa descoberta em residência universitária, não sei se do Rio de Janeiro ou São Paulo, de “farto material subversivo”, “revistas pornográficas” e “trouxinhas de maconha”. A mensagem jornalística era direta – os estudantes, além de “subversivos”, liam pornografia e eram “maconheiros”. Pior, não podiam ser!

 

Para a classe média de minha geração, jamais se pusera a questão de consumir ou não maconha, vista como coisa de favelado e marginal, para não dizer mais. Apenas com a guerra do Vietnã e com “Easy Rider”, daquele mesmo ano, o velho baseado conheceria indiscutível promoção social entre a juventude nacional, sobretudo nos longos e pesados anos da paz policial que se impôs sobre a sociedade brasileira. Não fumávamos maconha, mas bebíamos nos finais de semana, sem qualquer reparo pelos mais velhos, quantidades impressionantes do péssimo whisky, rum, gim, cerveja então à nossa disposição.

 

Momentos antes, sob o silêncio atento do doutor Garibaldi, começamos a discutir acaloradamente sobre o direito ou não ao consumo da maconha, contra o qual me levantei, peremptório. Um militante não podia e não devia baixar a guarda e se expor às provocações policiais e militares – propus creio que com plena razão. E para completar minha arrasadora argumentação, fui mais longe. Lembrei o enorme mal que fazia para a saúde o consumo daquela droga.

 

No momento preciso em que abandonava triunfante a palavra e acendia com prazer mais um cigarro, sentado diante de mim, no outro extremo da mesa, o doutor Garibaldi abandonou seu silêncio reflexivo para bagunçar literalmente meu coreto e registrar certamente uma preocupação que era sua.

 

– Maestri, se é questão de saúde, te recomendo fumar maconha e deixar o cigarro! Bem para a saúde, certamente não faz, mas até hoje, em toda minha prática médica, jamais atendi alguém com problema causado pela maconha. Quanto ao cigarro, se quiseres, vamos agora até a enfermaria do hospital, onde diversos pacientes meus estão para morrer, devido ao cigarro.

 

E para me espezinhar ainda mais, o doutor Garibaldi concluiu: – Tenho um pobre paciente que enfia agora o cigarro no orifício da traqueotomia, sem conseguir abandonar o vício que o levará a morte em algumas semanas. Uma imagem terrível que me acompanha nesses já mais de quarenta anos, e me ajudou, bastante, a deixar de fumar, alguns anos mais tarde, após enormes sacrifícios! Não me lembro se respondi ao pesado argumento, ou mudei de assunto, o que é bem mais possível.

 

Médico do interior extremamente conceituado, com amplas leituras e reflexões em ciências sociais, filosofia, literatura e direito, o velho, bom e solidário doutor Garibaldi primava por essas tiradas inusitadas, agudas e certeiras, pouco preocupadas com convenções e modismos.

 

Certamente se estivéssemos outra vez sentados naquela mesa, comentando as hipócritas justificativas da grande mídia e das autoridades públicas e universitárias sobre a invasão do campus da USP pela polícia militar, devido aos parcos baseados encontrados com três estudantes, certamente o saudoso doutor Garibaldi diria sem retenção: – Já que vão fazer essas violências com os meninos, deixem os baseados e retirem as carteiras de cigarro deles. Elas sim, matam!

 

E concluiria, dialeticamente: – Mas o cigarro é um enorme negócio...

 

Mário  Maestri, 63, é historiador e professor do Curso e do Programa de Pós-Graduação em História da UPF. E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Comentários   

0 #9 MaconhaRodrigo Choinski 11-01-2012 09:17
1) Não é porque está na legislação que não se deve fazer. A propriedade privada é considerada pela legislação uma coisa intocável, no entanto a única salvação da humanidade passa por desrespeitar esta regra, suprimindo a propriedade privada dos meios de produção.
2)A maconha causa mal, o cigarro e o alcool, tem causado mais. Não é por isto que ela é proibida. Não há sentido na proibição. Particularmente o maconheiro fuma menos cigarros de maconha que o tabagista, o que é uma vantagem (para a saúde), mas a discussão não é de qual causa mais ou menos, é que isto não é desculpa para a proibição.
3) Muito mais mal do que qualquer droga é a manutenção de uma situação marginalizada deste comércio, que leva a estruturação de grandes máfias em torno deste negócio e um sem número de problemas sociais que seriam evitados simplesmente com a legalização.
Quem conhece a situação das drogas e seus problemas, não só pelo pavor de ter um viciado na família, mas a totalidade do problema, percebe a vantagem da legalização não só da maconha como da cocaína e do crack, com as respectivas políticas de conscientização de seus males.
Citar
0 #8 RE: Para a saúde, é melhor fumar maconha!Daniel Piovezan 01-12-2011 16:55
Senti que deveria voltar aqui. Um diz que maconha causa câncer, outro diz que cura. Não sou especialista pra examinar isso com mais detalhe (como era seu ex-sogro), mas acho que posso tentar uma idéia:

É provável que o dano direto causado pela maconha seja maior, seja por se segurar a fumaça por mais tempo, seja por não ter filtro. Ainda sim, ela pode conter substâncias que aumentem as defesas do corpo.
Citar
0 #7 RE: Para a saúde, é melhor fumar maconha!Daniel Piovezan 01-12-2011 13:29
A maconha já foi usada tradicionalmente como remédio para glaucoma, e hoje há estudos que apontam efeitos positivos no tratamento de câncer, epilepsia e outras coisas de que agora não me lembro. Se não houvesse efeitos positivos, a indústria farmacêutica não tentaria sintetizar seus componentes. Aliás, um dos bastiões da luta contra a maconha foi George Bush Sr., que tinha muito dinheiro investido nessa pesquisa.

Na minha experiência, consegui sentir facilmente efeitos negativos do álcool e de cigarros, mas nunca da maconha. Ainda imagino que maconha demais faça mal, mas qualquer coisa em excesso faz.
Citar
0 #6 RE: Para a saúde, é melhor fumar maconha!Ovidio Mendes 30-11-2011 19:40
Prezado Prof. Mário Maestri,
O problema na USP, mais precisamente na FFLCH, se situa muito além de três pessoas fumando maconha: a Universidade é custeado com dinheiro do todos os paulistas que pagam impostos, a maioria dos quais nunca teve e terá a oportunidade de frequentá-la. Eu me incluo entre esses contribuintes e tive a sorte de frequentar a USP, inclusive a FFLCH, e tenho plena consciência da responsabilidade de que, ao ter estudos custeados por uma população que não tem a opção de escolher entre pagar ou não pagar impostos, o mínimo que se deve fazer é respeitar os sentimentos dessa população que, em sua maioria, não aprova o uso de drogas. Se o cara quer fumar cigarro ou maconha, essa é uma opção de cunho privado, mas que o faça em ambiente privado: sua residência ou local permitido.
Quanto ao fato do cigarro ser legal e a maconha não, essa é uma questão legislativa e deve ser tratada como tal: acompanhe as pessoas em quem votou, pressione-as para mudar a lei. Possibilidades existem, basta ativá-las. Senão ficamos num debate vazio e eterno.

Cordiais Saudações.
Citar
0 #5 RE: Para a saúde, é melhor fumar maconha!Luis Ramirez 30-11-2011 19:15
quanto rancorzinho, sentimento vigilante e policialesco. quanto patrulha. tem q legalizar e pronto, quem quer usa, quem nao quer, nao usa. deixem as pessoas informadas e a partir disso elas escolhem. eta povo chato e conservador. até aqui, num jornal de esquerda e anticapitalista os moralistas nao dao sossego. vao lutar pela proibição do alcool, a volta da lei seca, ja q 100 mil pessoas morrem por ano em acidentes de automóvel.
Citar
0 #4 É melhorSamuel Arantes 30-11-2011 18:10
O cigarro é um grande negócio.
E a maconha na informalidade é um negócio melhor ainda. Para os traficantes, para a polícia, para o estado em geral.
Assistam o filme : The Union,The Business Behind Getting High. Tenho aqui para baixar:
http://www.megaupload.com/?d=PMTEOT54
Citar
0 #3 RE: Para a saúde, é melhor fumar maconha!José Pires 30-11-2011 15:26
Já que é para fazer esta estranha relação, então é melhor que a pessoa não fume cigarro nem maconha, não acham não? Já existem estudos que afirmam que a maconha tem maior potencial cancerígeno que o cigarro. Além disso, como a tragada é mais profunda, isso facilita o depósito das substâncias cancerígenas nas vias aéreas. E no geral o maconheiro acaba fumando bastante maconha.

E dessa conversa lá no início dos anos 70, apesar de pra mim não fazer sentido nem naquela época, muita coisa mudou na própria maconha, que nem é mais a mesma planta que se fumava então. A planta foi sendo transformada: hoje é mais forte e causa mais danos para a saúde do que já causava.

Eu até entendo que alguém desconfie das grandes indústrias. Eu também não confio nelas. Muito menos em quem fabrica cigarro. Mas acho um contrassenso que alguém não tenha nenhuma desconfiança sobre o uso de uma planta que é plantada, colhida e trabalhada sob o comando de criminosos e traficantes.
Citar
0 #2 Questão deLucas Costa 30-11-2011 13:59
Estamos em uma sociedade e vivemos sobre suas regras, fumar cigarro não é crime e não esta vinculado ao tráfico, a maconha sim independente se é menos nociva que o fumo, pois não deixa de ser nociva da mesma forma, além do que também afeta o discernimento. Pois bem, é proibido, nessa sociedade, então não ha desculpas pra usa-la, e não há nenhum argumento positivo para que isso ocorra, só comparação de que é menos pior que outras drogas liberadas ou não, e isso não é argumento! E não fará bem algum a sociedade.

Obrigado, essa é a minha opinião como cidadão.
Citar
0 #1 titulo da matéria. Apelativo!vera lucia lopes 30-11-2011 13:49
Não vou questionar o conteúdo da sua matéria, apenas faço menção ao título da matéria. Chamativa, não!? Dá leitura, não?
Depois você critica a midia e suas hipócritas justificativas....O que me diz do título da sua matéria e toda a sua dubiedade? Comentários? Arrisca?

Vera Lucia Lopes
Citar

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados