Jair Bolsonaro

 

Na política brasileira ressaltam-se três correntes: a obtusa extrema-direita, a direita lúcida que já se certificou de que o "leão era mansinho e desdentado" e a terceira corrente, formada pela esquerda direitosa, ou seja, uma direita travestida de esquerda representada pelos partidos PT, PSB, PCdoB, PDT. Quanto à esquerda revolucionária, ela tem uma presença residual e tropeça em suas heranças marcadas por sérios vícios produzidos pelos longos anos de hegemonia stalinista.

 

É neste cenário político que vem à tona mais uma disparate do deputado militar Jair Bolsonaro, filho legítimo de uma direita obtusa, quando insulta a artista Preta Gil dizendo que um filho seu não casaria com uma negra porque ele não admitia essa promiscuidade que ocorre na família dela. Tal postura mereceu o pronto protesto inclusive da direta lúcida, chegando até a propor a cassação do seu mandato por falta de decoro parlamentar.

 

Vale salientar que não é somente o Jair Bolsonaro a representar uma extrema-direita intolerante, preconceituosa e repressiva. Em muitos episódios essa extrema-direita carcomida apresenta-se com seus discursos da velha era. Assim foi no caso da nomeação do General José Elito Carvalho para o cargo de ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional.

 

Na sua posse ele manifestou explicitamente o seu desacordo com a proposta de criação da Comissão da Verdade, cujo objetivo é esclarecer os processos e os rumos que levaram centenas de brasileiros a constarem na lista de desaparecidos.

 

Pela lógica seria razão suficiente para que este ministro fosse demitido de suas funções, vez que o governo de plantão, capitaneado por uma senhora que sofreu as agruras das torturas nas masmorras da repressão, teria força moral para proceder um gesto de justiça praticando essa atitude.

 

Bolsonaro é parte de um canil de pitbulls disposto a estraçalhar homens, mulheres ou crianças que se atrevam a colocar em risco os interesses maiores do capitalismo, e suas atitudes sempre estarão respaldadas no discurso de respeito à ordem constituída.

 

Gilvan Rocha é membro do Centro de Atividades e Estudos Políticos.

 

Blog: www.gilvanrocha.blogspot.com

 

{moscomment}

Comentários   

0 #9 Roberto RobledoRaymundo Araujo Filho 15-04-2011 12:08
Não ia te responder, mas minha mãe leu o que escrevestes sobre mim e, sob chineladas (ante a minha inicial negativa)me obriga a te escrever, te respondendo....

A esquerda conservadora, com seus reduzidos horizontes ideológicos, e só tendo a proposta de serem, eles mesmos, os Inspetores Gerais e Fiscais da sociedade, apelam para a desqualificação adjetiva, tentando os jogar no colo da direita, aqueles que os incomodam ou divergem com pensamentos não conservadores, para fazer o que chamo Refração Ilusória a Esquerda, para continuarem com a enganação.Parecem o Bresser Pereira. E, guardado de ódios que estão contra seus críticos certeiros, arranjam qualquer desculpa para chamá-los de direitista.

Não Roberto, o meu discurso não é de direita, como afirmas, e nem eu sou algum \"infiltrado\" (até porque assim estás a ofender os moderadores da página, os chamando de, no mínimo, idiotas ou ingênuos. Ou serão também de direita?...

O meu discurso, Bobmc, é apenas de quem já superou, há muito, a conversa fiada que o Estado com sua Equipe de Controladores Gerais e suas Leis Restritivas à Livre Expressão, poderão trazer algum benefício aos Povos.

Assim, cerceiam a direita sem máscara, mas cerceiam também aqueles que lhes são críticos, e os chamam de direita COM máscara. Afinal, as pessoas e os grupos políticos são aquilo que fazem, e não o que dizem querer fazer...

Quero sim, Roberto, que o Estado, já que existe, seja obrigado a garantir a minha livre expressão e manifestação. A minha e a dos outros que pensam muito diferente de mim. Mas, todos sabendos e garantidos que dizer o que acha é uma coisa, e FAZER o que quiser, incitando a violência, tratamento discricionário, terá graves consequências ou sansões a quem o fizer. Inclusive podendo ser processado por incitação a atos de terceiros, contra quartos...

Portanto, Bob, quero que estes fascistas possam se mostrar e reunir, para que nós (aqueles que não nos acovardamos e nos unimos aos financiadores do HORROR), possamos mostrar o nosso desagrado, dentro da dinâmica da Luta Social, e os obrigando a mostrarem a cara, saírem da clandestinidade, para que possamos deixar tudo às claras. Inclusive, se quiserem, em um Partido, quem sabe da base aliada do Lullo - DiLLmismo?

Sempre desejei que os Comunistas, Anarquistas, etc.. pudessem mostrar as suas caras. Até hoje muitos não podem (imagine um comunista sendo motorista do Silvio Santos...ou porteiro na FIESP)...A estes, eu os quero as claras para poder unir-me a eles. Os fascistas, os quero as claras, para poder combatê-los e constrangê-los.

Eu quero saber quem são os caras e discutir na sociedade o que pensam, mas os EXPONDO a visibilidade social e midiática. Daí para ver quem são seus financiadores é um pulo. E aí podemos colocar a sociedade para promover as sanções que possam trazer-lhes prejuízo e isolamento.

As Leis restritivas, além de serem facas de dois (le)gumes, transfere mais uma vez, o protagonismo social, que deveria ser exercido pelo Povo, para os Inspetores Gerais e Fiscais dos Bons Costumes. Mas, fica a pergunta: Quem vai fiscalizar os fiscais!

Como eu disse, "o resto nós resolvi na rua".

Fico temeroso por ti, caro Roberto. Se és capaz de me confundir com um "direitista infiltrado", o que já não terá acontecido contigo em termos de engano, digamos, de pessoa...
Citar
0 #8 Tem agente disfarçado aqui!Roberto 13-04-2011 12:33
Cuidado! Tem agente da direita disfarçado aqui, como esse Raymundo cujo discurso serve direitinho à direita.
Citar
0 #7 CONCORDO COM FELIPE DE SÁCARLOS PAES 12-04-2011 04:47
Concordo com nosso companheiro Felipe de Sá, não existe a menor ligação entre interesse capitalismo e homofobia ou racismo, isso é mais uma forma de usar os velhos chavões em prol de uma tentativa pifia de divulgar o momossexualismo e fortalecer a imposição do falso racismo.
Citar
0 #6 DISCRIMINAÇÃO RACIAL GERALCARLOS PAES 11-04-2011 12:16
Caro Sr. Gilvan, eu entendo sua posição porém devemos realçar que infelizmente esta havendo também uma agressão por parte dos homossexuais e negros, de querer nos impor de forma agressiva e autoritária suas culturas e preferencias sexuais. Acretido eu que de mesma forma que a constituição de o direito do negro ou do homossexual impõe e expressa suas culturas preferencias, nós hetero sexuais e não considerados negros temos o direito de impor nossa forma de pensar de forma livre, isso claro, desde que não haja ofensas raciais ou homossexuais, agora com todo o respeito na minha opnião Preta Gil só quis se promover na midia quando fez esta pergunta ao DEputado Bolsonaro, pois ela sabia a reação dele. Ela deu um tiro certeiro e apareceu.
Citar
0 #5 Petição contra a homofobiaDiego 11-04-2011 11:26
Após as manifestações de Jair Bolsonaro, dado o teor, um grupo resolveu criar uma petição online contra a homofobia, pela aprovação do PLC 122, porém há ainda poucas assinaturas, provavelmente por falta de divulgação, sendo assim, posto aqui o link: http://www.avaaz.org/po/homofobia_nao/?vl
Citar
0 #4 ParaleloFelipe Sá 11-04-2011 11:06
Não consigo enxergar o nexo de causalidade entre os comentários de Bolsonaro e a política capitalista brasileira....
Já vi reportagens melhores.
Citar
0 #3 AprendizadoTita Ferreira 10-04-2011 11:50
Aprendamos com a cultura popular como tratar gente medíocre e abjeta como este bolsonaro:
http://www.youtube.com/watch?v=ojr0HdBH_T8&feature=related

Pra Que Discutir Com Madame
[Haroldo Barbosa]

Madame diz que a raça não melhora
Que a vida piora por causa do samba,
Madame diz o que samba tem pecado
Que o samba é coitado e devia acabar,

Madame diz que o samba tem cachaça,
mistura de raça mistura de cor,
Madame diz que o samba democrata,
é música barata sem nenhum valor,

Vamos acabar com o samba,
madame não gosta que ninguém sambe
Vive dizendo que samba é vexame
Pra que discutir com madame.(2x)

No carnaval que vem também concorro
Meu bloco de morro vai cantar ópera
E na Avenida entre mil apertos
Vocês vão ver gente cantando concerto

Madame tem um parafuso a menos
Só fala veneno meu Deus que horror
O samba brasileiro democrata
Brasileiro na batata é que tem valor.
Citar
0 #2 Faca de dois (le)gumesRaymundo Araujo Filho 10-04-2011 08:24
Sem considerar que Gilvan Rocha se enquadre em algum tipo de ingênuo ou mal intencionado, destes que pululam na Ex Esquerda Corporation S.A., e sem entender que o articulista pede a perda do mandato de um parlamentar, o boslsonaro, afinal eleito em um jogo em que a maioria participa, e fazendo profissão de Fé democrática, considero uma ingenuidade ou má intenção esta articulação visível, de solicitação da censura e perda do mandato do deputado direitista, que um dia, certamente, vai se voltar contra aqueles que emitem posições “progressistas”. Assim se construiu o Fascismo..

Isso é uma faca de dois (le)gumes!

Ora! Eu preconizo uma sociedade em que TODOS possam falar e pensar o que quiserem, mas que sobre o FAZER já incidem limites próprios e adequados ao que a sociedade vai achando adequado, com o passar do tempo. Isso em uma Democracia Burguesa, na qual a “esquerda” brasileira, em sua maioria se resignou a viver, acriticamente até. Se quiserem discutir sob outro modelo de sociedae, estou às ordens.

Ora! Deixa o bolsonaro falar! Mas, que haja uma contra fala, e até dos poderes constituídos, avisando que qualquer AÇÃO nos moldes preconizados pela fala de um homem que tem responsabilidades públicas e acessos comunicacionais, irão gerar reações e envolvimento criminal, como mentor intelectual, de tais Ações Preconceituosas, criando assim, não só o cerceamento natural de irresponsabilidades falaciosas, mas também das próprias ações criminosas.

Ao contrário, o tal general citado deveria sim ser demitido, mas não processado, afinal contrariou(?) as falas da chefe do governo que paerticipa.

Em um país que tem o DEM, PR, PRB, PTB, PC do B, PP, entre outros (não coloquei o PSDB e PT propositadamente...), eu não teria problema algum em conviver com, por exemplo, um Partido Nazista, legalmente constituído, ou mesmo um Partido Rascista, ou Partido Homofófico, DESDE QUE, estivessem avisados que tudo o que passasse do Plano das Idéias, para as Ações Ilegais (ataques e descriminações laborativas de cunho rascista, homofóbicas ou outras descriminações ), seriam severamente punidos na forma da Lei, para mim, ainda muito brandas até....

Que melhor oportunidade a Democracia pode ter do que a possibilidade de gente como eu (e você leitor) podermos ir para a frente da Sede de um destes partidos e fazermos uma tremenda manifestação contrária a eles. O que de melhor poderia ser, para o livre debate, que os homofóbicos, rascistas e outros medíocres, pudessem se reunir abertamente, inclusive para vermos se são tão machões e corajosos assim, a ponto de se exporem publicamente...

Em episódio público passado, uma deputada petista aqui do RJ criticou o ex deputado Clodovil, por este ter declarado “Eu não tenho orgulho da minha condição de homossexual”. Ora! Eu também não tenho orgulho da minha condição de heterossexual. É apenas a minha preferência sexual. Assim como Clodovil entendia a sua condição. Ruim para mim, é ter Orgulho Gay ou Heterossexual incensados socialmente, estes sim, os ORGULHOS, percussores do EXIBICIONISMO SEXUAL, Racial ou outro qualquer.

A Condição Humana é para ser vivida e aprimorada, não EXIBIDA. A prova, aliás, é a manipulação política que vemos hoje do Movimento GBLS (e sei lá mais o que), que tem a medíocre Isabelita dos Patins como expoente, além da permissão de, em nome deste grupo social, fazerem manifestações justas, mas que interferem prejudicialmente nas vidas dos bairros, da maneira permissiva como hoje são autorizados, como as micaretas, trios elétricos, que são apenas valhacoutos de intervenções comercialmente patrocinadas, falsamente em nome da “cultura popular”, que passa longe dali. Quem patrocina as Manifestações do orgulho Gay são políticos, em boa parte....

Mas, este clamor que faço pela liberdade de opinião tem de ser acompanhada de respostas sociais dos seus contrários, o que se faz com Inserção Popular, para fazermos, pela via da Sociedade Civil Organizada, o embate necessário, e não exigir “proteção policial” para os oprimidos, corrobarando a tese que manipula o “incosnciente coletivo” que estes são pobres coitados e incapazes de se defenderem, eles mesmos. A mesma polícia chamada pelos “Movimentos” é a que joga spray pimenta nos olhos de crianças....O Estado nunca defendeu oprimidos, apenas os seus interesses próprios de manutenção do Poder.

Alguns Punks paulistas, recentemente foram muitos criticados, por pedirem proteção policial, para poderem se manifestar no MASP, com medo de porrada dos carecas. Ora! Punks pedindo protelção policial, só vi n o Brasil.....

Mas, os que se dizem progressistas neste país, em sua maioria, estão apenas dispostos a serem Inspetores Gerais, organizando a bagunça, mas sempre em posição de comando.

Temo que, da censura as falas homofóbicas e rascistas, esta evolua para censurarem aqueles que querem se opor à Colaboração de Classes, às falcatruas feitas “em nome do Movimento Social”, enfim, que o outro gume da faca, nos corte a “nosotros”.

Deixa o bolsonaro falar, sem ameaças de perda do mandato, mas com responsabilização por atos correlatos e estimulados por estas falas de alta amplificação midiática! O resto, “nós resolvi nas ruas!”.

*Raymundo Araujo Filho é med. veterinário homeopata e sabe do preconceito sexual que existia e existe na chamada esquerda brasileira, e o desejo de censura de nós que combatemos esta farsa que nos governa hoje, se dizendo “esquerda”.
Citar
0 #1 E agora Brasil?alvarom 09-04-2011 17:01
E agora Brasil?
joão:-Os tribunais internacionais por acaso anistiaram os nazi-fascistas?
josé:-Não!
joão:-Então porque os agentes do Estado de exceção brasileiro que seguiu orientações fascistas não foram para o banco dos réus?
josé:-Para o Estado fascista do imbroglio de 1ºde abril de 1964, ser junto com eles perdoado.
joão:-E também porque o Estado democrático atual é mole e conivente com a burguesia internacional e nacional socialista.
josé:-E agora João?
joão:-E agora José?
Povão:-O recado tá dado, a eleição já passou, os militares culpados se aposentaram, o marinheiro navegou para Atlântida, o aviador voou para Pasárgada e o soldado marchou para Xangrilá.Já não mais navegam, já não mais voam, já não mais marcham.Nem matam e torturam.
E a OEA condenou.A D.Dilma chegou.E o que restou?O que vai acontecer?
José:-E agora João?
João:-E agora José?
Povão:-Pois é agora?
João e José:- No meio do caminho tinha uma pedra.
Povão:-Tinha uma pedra no meio do caminho.
João e José e Povão:-Pois é não tem mais, não tem mais, não tem mais,não tem mais…
NÃO TEM MAIS.E ação tem?
Citar

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados