topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Aug   September 2016   Oct
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
252627282930 
Julianna Walker Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

AumentarDiminuirVoltar ao original
Os farofeiros e as aéreas Imprimir E-mail
Escrito por Roberto Malvezzi   
Segunda, 25 de Junho de 2007
Recomendar
 

“Só falta a farofa”, eu observei. “Falta nada, quando o avião sai essa grama aí do jardim fica cheia de farinha”.

 

Foi assim que me respondeu o taxista do aeroporto de Petrolina, depois que fiz um vôo que era para ser direto de São Paulo a Petrolina, mas, quando surgiu cliente, a empresa foi primeiro para Caruaru, depois Juazeiro do Norte e só depois a Petrolina.

 

E era o povão. Gente que nos acostumamos a encontrar nos ônibus que vão para São Paulo. Aqueles que viram uma casa comunitária, com forró tocando a noite inteira, farofa passando de banco em banco e todos brincando como se fossem conhecidos há décadas, no melhor da real hospitalidade e fraternidade nordestina.

 

Pois foi essa sensação que tive no avião. Claro, todo mundo meio quieto, sem farofa, sem som alto, sem o forró. Mas quando desceu em Caruaru, uma parte desceu e o avião lotou novamente. Por R$ 300,00 reais o cabra iria estar em São Paulo cinco horas depois, numa viagem que custaria o mesmo de ônibus e duraria pelos menos cinqüenta horas. Portanto, o povão brasileiro agora também freqüenta aviões e aeroportos. É quase indisfarçável o constrangimento dos engravatados com essa invasão da plebe. E isso é extremamente interessante.

 

Como será o futuro é difícil saber. Faz-se de tudo em nível mundial para ocultar a contribuição da aviação na emissão de CO2 na atmosfera, portanto, sua importante contribuição no aquecimento global. Mas voar deixou de ser privilégio das classes médias e altas. O povão tomou de conta dos aeroportos.

 

Esses dias, no São João, peguei quase trinta horas no aeroporto de Recife para chegar a Petrolina. Depois soubemos que a companhia lotou o vôo em São Paulo, foi direto a Petrolina e nos deixou em Recife. Venderam mais passagens que os lugares que tinham.

 

Tem dia que falta avião, no outro falta tripulante, no outro sobra passageiro, no outro falta controlador. Assim está nossa aviação, que faliu depois que a Varig faliu. A baderna é geral, bem brasileira. O povão nem liga. Uma boa farofa – muito melhor que as barrinhas e pãezinhos que nos dão – deve mesmo tomar conta dos aviões. Quem sabe com forró a bordo.

 

Quanto aos controladores de vôos, merecem mesmo um pouco mais de dinheiro para não permitirem que essa baderna vire tragédia. Aí complica. E os militares, se querem demonstrar autoridade sobre os controladores, nem mais precisa. Já sabemos em que nível está. Basta dar o aumento e a baderna será brasileira e segura.

 

 

Roberto Malvezzi é coordenador da CPT.

 

Para comentar este artigo, clique comente

Recomendar
Última atualização em Segunda, 25 de Junho de 2007
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates