topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Aug   September 2016   Oct
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
252627282930 
Julianna Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

AumentarDiminuirVoltar ao original
Islamismo fascista Imprimir E-mail
Escrito por Gilvan Rocha   
Terça, 24 de Agosto de 2010
Recomendar

 

Sucedem-se a cada dia, a cada hora, a cada minuto, os testemunhos mais eloqüentes do caráter fascista do fundamentalismo islâmico. País como o Irã, onde se estabeleceu uma teocracia fundamentalista, pratica odientos crimes, levando a prisões, torturas e à forca seus dissidentes; praticando barbaridades como a sentença de apedrejamento a uma jovem acusada de adultério; perseguindo e assassinando pessoas pelo pretenso crime de práticas homossexuais. Suprimindo, assim, toda e qualquer forma de liberdade.

 

Não bastasse a república teocrática do Irã revelar o seu fascismo, temos o Talibã praticando barbaridades, como a amputação do nariz e das orelhas de uma jovem para puni-la por algum comportamento revelador de inconformismo. Mais recentemente, uma força militar do Talibã executou uma dezena de cidadãos americanos que participava de uma missão pacífica de socorro aos enfermos, sob o argumento de que eles portavam bíblias em uma língua paquistanesa e que isso revelava propósitos doutrinadores conflitantes com os credos islâmicos. A Síria é outro país que, sob a égide do fundamentalismo islâmico, pratica o mais cruel totalitarismo.

 

Diante desse cenário, não se ouve com freqüência nenhum protesto de nossa esquerda convencional. Ela não se escandaliza com tais barbaridades, isso porque os fundamentalistas, por razões profundamente obscuras, são possuídos de um grau intenso de raivosidade em relação aos norte-americanos. E a esquerda convencional, no seu obtuso anti-americanismo, vê com simpatia tudo que se opõe ao "império do norte", mesmo que tal oposição represente o que de mais bárbaro se pode ter neste momento histórico.

 

Uma esquerda de verdade será, por definição, anti-capitalista. Porém, a esquerda convencional há muito se demitiu da luta anticapitalista para assumir posições estritamente social-patriotas, tendo como alvo maior o imperialismo norte-americano, e passando ao largo do imperialismo na sua feição inglesa, francesa, japonesa, alemã, belga ou canadense. O que é uma completa distorção.

 

Gilvan Rocha é presidente do Centro de Atividades e Estudos Políticos – CAEP.

Blog: http://www.gilvanrocha.blogspot.com/

 

Recomendar
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates