Por que mais rica?

0
0
0
s2sdefault

 

É verdade que nós, modo geral, não temos o hábito de pensar. Até dizem que pensar dói, ou seja, é um exercício doloroso de reflexão e questionamento. Em face disso, poucas são as pessoas que atentam para o fato de que a candidata Dilma Rousseff, autoproclamada mãe dos pobres, tem a campanha mais rica dentre todos os postulantes à presidência da República.

 

De onde vem tanto dinheiro? A resposta é clara. Vem dos banqueiros, altos comerciantes, agropecuaristas e industriais. Vem da alta burguesia, das empreiteiras, que sabem muito bem ser a candidatura Dilma Rousseff um bom investimento. Isso ficou claro para eles durante os oito anos de governo Lula.

 

Nesse período, nunca a burguesia lucrou tão fartamente, nunca a burguesia gozou de tanta estabilidade social, pois o governo Lula, para bem servir ao sistema capitalista, tratou de patrocinar a miséria através do Bolsa Família, enquanto engessou as centrais sindicais e estudantis, tudo isso a um custo bastante razoável.

 

Dilma Rousseff se apresenta como uma candidatura continuísta. Eleita presidenta, haverá de assegurar os mesmos lucros e a mesma tranqüilidade social que o suborno e a propina haverão de garantir.

 

A bem da verdade, porém, não somente a candidatura dessa senhora tem o caráter continuísta. Marina e José Serra também têm a mesma postura. A burguesia, entretanto, imagina que o Partido dos Trabalhadores – PT, fora do governo, poderá instrumentalizar as centrais sindicais e estudantis como forma de fazer oposição a governos tipo Marina e José Serra.

 

Céu de brigadeiro. Mar tranqüilo. Eis o que foi para a burguesia o governo Lula e promete ser um eventual governo Dilma Rousseff. Fora do script, está a candidatura de Plínio de Arruda Sampaio e em razão disso é que, somente agora, a poderosa Rede Globo de Televisão resolveu inserir esse candidato no debate e, assim mesmo, de forma reduzida. Pois enquanto os continuístas desfrutam de tempo maior, ao Plínio é reservado um tempo bem menor nas entrevistas e reportagens da aludida rede de televisão.

 

Gilvan Rocha é presidente do CAEP- Centro de Atividades e Estudos Políticos. Blog do autor: www.gilvanrocha.blogspot.com/

 

{moscomment}

Comentários   

0 #4 Jaime de Almeida Moraes 17-08-2010 17:00
Eu queria saber que culpa tem a esquerda das Globos e Vejas existirem? Em contrapartida os PTMDBistas não se conformam, depois de tanto irrigar essa gente, ainda serem tratados com desdém por esses meios... Simples jogo de cena para continuar abocanhando do "novo governo", depois das eleições; nada a ver com idealismo ou rompimento contra os Barões da Mídia...
Citar
0 #3 Mãe dos pobresRemindo Sauim 17-08-2010 09:53
Parece que o Gilvan está mais realista que os direitistas da GLOBO, FOLHA e VEJA. Seu texto estaria melhor naquelas publicações. Por que tanto ódio garoto. Jea sei, vais votar no Serra e no Índio.
Citar
0 #2 Milton Lima 16-08-2010 11:01
É como nos anos de chumbo, em que diziam que primeiro se faria o bolo crescer para depois se distribuir as fatias. A relação dos "investidores" com este governo é como aquela propaganda de biscoitos: "Por que vende mais? Porque está sempre fresquinho. Por que está sempre fresquinho? Porque vende mais...
Citar
0 #1 campanhavalter sene 16-08-2010 11:01
resta plinio questionar a Dilma nos debates perguntar de onde vem essa dinheirama toda
Citar

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados