Professores em 3-D

 

Professores com efeitos visuais, auditivos, sinestésicos e muito mais. Professores em 3-D.

 

O primeiro "D" é de didática.

 

Didática em português e matemática. Aulas com muita teoria e muita prática. Aulas que vão ao essencial, sem perda de tempo. Para além da gramática, o professor não se preocupa mais com o sujeito oculto. Se ele quer ficar oculto, deixemos o sujeito em paz!

 

Didática com informática de ponta ou com o velho giz, tanto faz. Problemas e solucionáticas, sem medo de errar. O erro acerta na mosca da hesitação.

 

Didática se resume em deixar o outro aprender. Esqueçamos as estratégias e táticas em sala de aula. Ensinar não é guerrear. Mais do que soldado, professor é diplomata.

 

O segundo "D" é de disciplina.

 

Haja aspirina para suportar a dor de cabeça que a baderna provoca! Bagunça e desrespeito, gritaria e palavrão! Mas disciplina só se consegue melhorando a comunicação. Disciplina para além da raiva ou da depressão.

 

Disciplina é arte. Disciplina de bailarina, de ator e de atriz. Disciplina que faz dançar as idéias. Disciplina que nasce da vontade de todos, e não da autoridade de um. Disciplina impossível de obrigar. Disciplina é vontade de dizer "eu mesmo quis!".

 

Disciplina é muito mais do que rotina. Disciplina acontece quando o mestre é mestre veraz. Os discípulos nascem da certeza de que perdem tudo se eles próprios não disciplinarem sua mente e sua voz.

 

O terceiro "D" é de desafio.

 

Desafio é chamamento para o jogo e a brincadeira. Desafiar para aprender, questão de vida, questão de gosto, questão de sorte, questão de graça. Desafio não tem preço.

 

Desafio poético, desafio sem desafetos. Diálogo improvisado. Desafio dos cantadores que se alternam, compondo versos e perguntas, criando rimas e assuntos, divertindo e ensinando.

 

Cada novo desafio é aprender por um fio, afiar a língua, é ir de fio a pavio. E ir de frente, e de perfil, pular e mergulhar, faça calor ou frio, o desafio me faz feliz.

 

Professor 3-D não faz papel de juiz nem de algoz. Professor 3-D é capaz de tudo, só não sai pela tangente porque o que está em jogo é mais importante. É gente o que está em jogo.

 

Professor 3-D não é moda fugaz. Sempre existiu, sempre esteve em cartaz, sem ser famoso ou milionário.

 

Professor 3-D é campeão de bilheteria!

 

Gabriel Perissé é doutor em Educação pela USP e escritor.

 

Website: http://www.perisse.com.br/

 

{moscomment}

Comentários   

0 #2 Professor em 3DCarolina Lima 21-06-2010 18:34
Parabéns pelo belíssimo texto! Realmente é gente que está em jogo e essa gente está em nossas mãos e somos nós, professores, que temos que entrar em AÇÃO.
Citar
0 #1 Professor 3DJosafá Rehem 26-05-2010 19:11
Parabéns ,texto leve bem humorado, e potente arma contra o processo de desumanização dos professores( e dos estudantes).
Exercitar essas observações pode se tornar uma possibilidade de tornar a escola um ambiente não tão árido e que exista relações defato educativas , laboriosas e sobretudo carregadas de felicidade.
Citar

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados