topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Aug   September 2016   Oct
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
252627282930 
Julianna Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

AumentarDiminuirVoltar ao original
Remediar Imprimir E-mail
Escrito por Gilvan Rocha   
Segunda, 01 de Fevereiro de 2010
Recomendar

 

Madre Tereza de Calcutá. Irmã Dulce, da Bahia. Agora, Zilda Arns. São figuras, com justiça, reverenciadas pelo trabalho dedicado a socorrer os pobres e miseráveis. São elas cristãs e o cristianismo tem a milenar tradição de administrar a miséria, ministrando algumas doses de assistencialismo. Outro cristão, no caso o saudoso Betinho, sob o argumento de que "a fome tem pressa" buscou criar os "comitês de cidadania", cujo objetivo era arregimentar homens e mulheres de boa vontade para socorrer os famintos.

 

As atitudes do Betinho, como da Madre Tereza de Calcutá, da Irmã Dulce, da Zilda Arns, são louváveis, porém, completamente insuficientes e terminam por servir aos que assim agem, pois que, no hipotético Céu, está reservado um lugar para eles e depois (quem sabe?) poderão ser canonizados.

 

Diferentemente dos cristãos de boa fé, agem, em princípio, os marxistas, ou melhor, os socialistas, que, ao invés de pretender remediar os males sociais, causados pelo capitalismo, buscam ir às causas e resolver definitivamente esses problemas milenares.

 

Essa diferença de comportamento entre cristãos e marxistas merece reflexão. Ambas as correntes não devem se afastar, porque sobre elas pesa a tarefa de construir a paz, a harmonia, através da justiça social que o capitalismo não pode oferecer. É preciso união sem discriminar credos e convencimentos e não é demais, porém, alertar para o equívoco de todo trabalho que se limite a mitigar o sofrimento dos desvalidos.

 

A união torna-se necessária e, sobretudo, urgentíssima, uma vez que a ordem econômica, cujo eixo é proporcionar lucros para uma minoria, tornou-se inviável e nos arrasta para tragédia total, como se vê pelos sinais que a própria natureza agredida tem nos dado fartamente.

 

Salvar o mundo, salvar a vida, é a tarefa que hoje se impõe a todos nós e dela não devemos fugir, pois seríamos cúmplices de nossa própria destruição, num espetacular suicídio social que só a conscientização permanente e abrangente desse problema poderá evitar.

 

Gilvan Rocha é presidente do CAEP - Centro de Atividades e Estudos Políticos.

 

Recomendar
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates