Carta a um jovem internauta

0
0
0
s2sdefault

 

Sei que você passa longas horas no computador navegando a bordo de todas as ferramentas disponíveis. Não lhe invejo a adolescência. Na sua idade, eu me iniciava na militância estudantil e injetava utopia na veia. Já tinha lido todo o Monteiro Lobato e me adentrava pelas obras de Jorge Amado guiado pelos "Capitães de areia".

 

A TV não me atraía e, após o jantar, eu me juntava à turma de rua, entregue às emoções de flertes juvenis ou sentar com meus amigos à mesa de uma lanchonete para falar de Cinema Novo, bossa nova – porque tudo era novo – ou das obras de Jean Paul Sartre.

 

Sei que a internet é uma imensa janela para o mundo e a história, e costumo parafrasear que o Google é meu pastor, nada me há de faltar...

 

O que me preocupa em você é a falta de síntese cognitiva. Ao se postar diante do computador, você recebe uma avalanche de informações e imagens, como as lavas de um vulcão se precipitam sobre uma aldeia. Sem clareza do que realmente suscita o seu interesse, você não consegue transformar informação em conhecimento e entretenimento em cultura. Você borboleteia por inúmeros nichos, enquanto sua mente navega à deriva qual bote sem remos jogado ao sabor das ondas.

 

Quanto tempo você perde percorrendo nichos de conversa fiada? Sim, é bom trocar mensagens com os amigos. Mas, no mínimo, convém ter o que dizer e perguntar. É excitante enveredar-se pelos corredores virtuais de pessoas anônimas acostumadas ao jogo do esconde-esconde. Cuidado! Aquela garota que o fascina com tanto palavreado picante talvez não passe de um velho pedófilo que, acobertado pelo anonimato, se fantasia de beldade.

 

Desconfie de quem não tem o que fazer, exceto entrincheirar-se horas seguidas na digitação compulsiva à caça de incautos que se deixam ludibriar por mensagens eróticas.

 

Faça bom uso da internet. Use-a como ferramenta de pesquisa para aprofundar seus estudos; visite os nichos que emitem cultura; conheça a biografia de pessoas que você admira; saiba a história de seu time preferido; veja as incríveis imagens do Universo captadas pelo telescópio Hubble; ouça sinfonias e música pop.

 

Mas fique alerta à saúde! O uso prolongado do computador pode causar-lhe, nas mãos, lesão por esforço repetitivo (ler) e torná-lo sedentário, obeso, sobretudo se, ao lado do teclado, você mantém uma garrafa de refrigerante e um pacote de batatas fritas...

 

Cuide sua vista, aumente o corpo das letras, deixe seus olhos se distraírem periodicamente em alguma paisagem que não seja a que o monitor exibe.

 

E preste atenção: não existe almoço grátis. Não se iluda com a idéia de que o computador lhe custa apenas a taxa de consumo de energia elétrica, as mensalidades do provedor e do acesso à internet. O que mantém em funcionamento esta máquina na qual redijo este artigo é a publicidade. Repare como há anúncios por todos os cantos! São eles que bancam o Google, as notícias, a wikipédia etc. É a poluição consumista mordiscando o nosso inconsciente.

 

Não se deixe escravizar pelo computador. Não permita que ele roube seu tempo de lazer, de ler um bom livro (de papel, e não virtual), de convivência com a família e os amigos. Submeta-o à sua qualidade de vida. Saiba fazê-lo funcionar apenas em determinadas horas do dia. Vença a compulsão que ele provoca em muitas pessoas.

 

E não se deixe iludir. Jamais a máquina será mais inteligente que o ser humano. Ela contém milhares de informações, mas nada sabe. Ela é capaz de vencê-lo no xadrez – porque alguém semelhante a você e a mim a programou para jogar. Ela exibe os melhores filmes e nos permite escutar as mais emocionantes músicas, mas nunca se deliciará com o amplo cardápio que nos oferece.

 

Se você prefere a máquina às pessoas e a usa como refúgio de sua aversão à sociabilidade, trate de procurar um médico. Porque sua auto-estima está lá embaixo e o computador não haverá de encará-lo como se fosse um verme. Ou sua auto-estima atingiu os píncaros e você acredita que não existem pessoas à sua altura, melhor ficar sozinho.

 

Nas duas hipóteses você está sendo canibalizado pelo computador. E, aos poucos, se transformará num ser meramente virtual. O que não é uma virtude. Antes, é a comprovação de que já sofre de uma doença grave: a síndrome do onanismo eletrônico.

 

Frei Betto é escritor, autor do livro de contos "Aquário Negro" (Agir), entre outras obras.

 

{moscomment}

Comentários   

0 #16 Ponto de Vista de um Jovem InternautaRenée 15-10-2015 17:01
Eu tenho 18 anos e uso bastante à internet e é muito tentador falar que o que Frei Betto falou é errado mas se uma pessoa analisar bem a situação e só olhar aos fatos ela vai se dar conta de que Frei Betto tem razão.

Hoje em dia a maioria dos jovens usa a internet por muitas horas cada dia e isso está roubando a oportunidade de viver uma vida real, no mundo real. Nesse artigo Frei Betto fala sobre o fato que hoje em dia jovens têm acesso à internet, que é uma janela para o mundo, mas os jovens não fazem bom uso dela. Eu concordo coma a opinião de Frei Betto de que no meio dessa avalanche de informação, o jovem internauta, “não consegue transformar informação em conhecimento e entretenimento em cultura,”.

Os jovens internautas são bombardeados com informações e imagens e isso é um problema porque falta síntese cognitiva, eles não sabem o que realmente lhes interessem. Eles não precisam pensar entender e lembrar esse monte de coisas, então no fim é sem razão.
Frei Betto disse para esses jovens que fizessem bom uso da internet e que usasem-a como ferramenta de pesquisa. Eu concordo com esse ponto de vista porque usar a internet para aprofundar seus estudos é melhor do que perder muito tempo dando mensagens que, realmente, não são muito significativas.

Alem disso há outras desvantagens no uso excessivo da internet porque, como o autor disse, não existe almoço grátis; computadores usam muita eletricidade e podem ser muito caros por causa disso e, além disso, o uso excessivo dos computadores pode resultar em problemas de saúde.

A internet pode ser usada para enriquecer a vida de uma pessoa, mas pode ser muito prejudicial se a pessoa não faz bom uso ou se a pessoa usa demais. Se uma pessoa prefere a maquina às pessoas isso indica baixa autoestima e essa pessoa precisa procurar ajuda. A internet, em moderação, pode ser boa. Ela pode ser usada para ganhar mais conhecimento, mas a pessoa precisa prestar atenção para não deixar o computador roubar sua vida.
Citar
0 #15 Resposta à Carta A Um Jovem InternautaSerena R. 15-10-2015 16:51
O autor Falou de uma maneira de uso das computadores hoje, e falou em comparação a sua adoléncia qunado ele não teve acceso a uma computador. Além disso, ele falou quando as aspetos negatívos na maior parte do crônica e falou em apenas um paragrafo sobre os aspeitos positivos do uso da computador, Eu não concordo com a ponto de vista dele porque é muito tendenciosa.
Betto falou ao jovem internaouta qu Fisesse bom uso da internt mas depose falou somente sobre os problemas do uso da internet , por exmplo, as problemas de saude, pornografía, e particularmente que a internet “roube seu tempo de lazer”. Acho que esses argumentos são arrogante que ele acha o computador o fim do mundo.

O autor não considerou as muitas beneficios que o avanco da technología pode prover em muitas aspetos de trabalho, saude e no dia-a-dia da vida. Ele não incentiva ao jovem, por exemplo, a aproveitor as opportunidades para desenvolver as abilidades dele usando a computador.

Eu concordo com as argumentos que o autor apresentou por que são verdedeiras a internet pode ser um lugar perigroso se você não está preparado. Porem ele não falou sufficientemente sobre os fatos positivos da internet, que pode ser um logar lindo e trazer benefícios para todas as pessoas.

Serena.
Citar
0 #14 RE: Carta a um jovem internautaJay Ronzy 15-10-2015 16:50
Hoje em dia, a busca por informação, ou seja, uma resposta para um problema é bem fácil e simples, graças á internet. No entanto, internet, tão maravilhoso quanto desastrosa, está prejudicando a maior das pessoas que usam. Levando em consideração, “quanto tempo uma pessoa perde percorrendo nichos de conversa fiada” que foi dito pelo autor Frei Betto ao internauta, que é demais e preocupante. Alem disso, hoje, a tendência de haver muitas pessoas que são dependentes da internet, é bem alta e não é a toa que o autor disse ao internauta que, “o que me preocupa em você é a falta de síntese cognitiva” porque, existem tantas pessoas que se não quase, já perdesse a sua capacidade de escolher coisas que quiserem.
Do mesmo modo, o mau uso da internet hoje, criando tantos problemas na área da saúde, como por exemplo, devido ao uso excessivo da internet, pessoas passam muito tempo sentadas, navegando, sem nenhuma movimentação. Consequentemente, eles tendem da sofrer de doenças como problema da coluna e visão, bem como obesidade e é por isso que o autor disse ao internauta que ficasse alerta à sua saúde.
Mesmo que a internet seja, ou melhor, dizendo que serva como um bom meio de adquirir muitas informações, ela nunca pode ser mais adequada do que a mente do ser humano e é por causa disso, o autor disse ao internauta que não se deixasse iludir que a maquina será mais inteligente do que ser humano.
Portanto, gostaria de dizer e afirmar que, eu concordo completamente e absolutamente com toda a advertência feita pelo autor Frei Betto. Desse modo, gostaria de aconselhar e avisar todos os internautas que façam um bom uso da internet.

(Pesquisador & Psicologo)
Citar
0 #13 RE: Carta a um jovem internautaJoão 15-10-2015 16:49
Prezados(as) senhores(as)

Eu li o texto "carta a um jovem internauta" e concordo com as advertências dele pelas razoes seguintes.

O computador é uma maquina que ajuda a fazer trabalho mais rápido e fácil. Com a internet, informações, recados etc são transferidos para qualquer lugar do mundo em segundos, por outro lado, como o autor disse ao jovem internauta que fizesse o bom uso da internet para que não fique o dia inteiro conversando com amigos sobre coisas inúteis.

Também o autor disse que ficasse alerta a saúde. O uso prolongado do computador pode causar alguns danos para a saúde e pode torná-lo sedentário, obeso, etc.

Alem dos problemas com a saúde, o uso prolongado do computador aumenta os gastos da casa. "Não se iluda com a ideia de que o computador ihe custa apenas a taxa de consumo de energia elétrica, as mensalidades do provedor e do acesso a internet", disse o Frei Betto. Alem de fato que o computador faz danos á saúde, também faz danos aos usários financeiramente.

Assim como qualquer outra coisa, o computador também tem vantagens que ajuda muito o mundo. alguns dos lugares em que o computador ajuda no mundo inclui "na area de trabalho, nas escolas, em casa etc.O computador ajuda a fazer negocios das pessoas.

O computador (e a internet) faz muito bem a vida mas o mal uso dele pode causar problemas para o ser humano então como Frei Betto, aviso que precisamos usa-lo sabiamente.

Atenciosamente

João Miguel
Citar
0 #12 Bem isso FreiMaría Juaquinha 15-10-2015 16:48
Prezados Leitores,
Li esse texto e concordo completamente com o ponto de visto do autor: O uso excessivo da internet deixa os jovens escravizados pelo computador e tem consequências terríveis.
O autor disse que a internet é uma janela para o mundo e pessoas podem ganhar informação, pesquisar, e conseguir conhecimento sobre muitos assuntos, mas, o abuso dela pode causar problemas em saúde, sociabilidade, e segurança para os abusadores.
O autor avisou os jovens que ficassem alerta à saúde e cuidassem a vista deles. Ele destacou alguns problemas que internautas podem conseguir, como obesidade, sedentarismo, lesões nas mãos e problemas visuais. Muitas vezes, saúde é esquecida em relação de tecnologia. Os jovens devem ir fora da casa, fazer exerciso, e ter cuidado com alimentação insaudável quando ficando em frente do computador por muito tempo.
No assunto da segurança o autor disse: “Cuidado! Aquela garota que o fascina um tanto palavreado picante talvez não passe de um velho pedófilo...” Essa dica é forte mas é importante que os jovens entendam que há pessoas más na internet e eles sempre tentam enganar os jovens.
Betto aconselhou os jovens que não se deixassem escravizar pelo computador, e não permitissem que ele roubasse de seu tempo de lazer. O tempo que os jovens gastam na internet pode ser usado com a família, os amigos (em vida real) ou fazendo atividades divertidas e físicas. É importante reconhecer quando desconectar e aproveitar a vida real.
Em minha opinião as recomendações que o autor deu sobre o bom uso da internet são muito interessantes e uteis. Os jovens devem usar de bom senso e cuidar a vida e a saúde deles.
Atenciosamente,
María Juaquinha Bezerra.
Citar
0 #11 RE: Carta a um jovem internautaThiago da Cruz 15-10-2015 16:47
Eu li um artigo de jornal com título ´´ Carta a um jovem internauta ´´que foi escrever por Frei Betto ( um escritor ,autor de livro de contos)e publicada na versão eletrônica do jornal estado de Minas em data de 01 de março de 2010.Levando em consideração os argumentos apresentados pelo autor ,eu decidi escrever para o jornal afim de dar minha opinião sobre a advertência feito pelo escritor.
Não é mais importante de mostrar a impoprtância de internet no dia de hoje pois ela revoluciona o mundo ,é um bom rescurso de conhecimento sobre a vida em geral ,sobretudo o setor educativa e é issoque Frei Betto queria mostrar quando ele disse no texto dele >.
Mas os jovens devem saber que internet tem paralelamente um lado negativo que são à saúde e também a identidade moral das pessoas com quem eles falam na internet.
A juventude devem usar internet com atenção para não esquecer a vida dele ,é isso que o autor de `` Aquário negro ´´disse que os jovens não devem deixar a vida emocional,familial deles nem momento de lazer .
Portanto ,eu concordo com opinão do autor que mostra os vantagens ,limites e dá recomendação como fazer síntese cognitiva das informações da internet.
Atenciosamente
Thiago da Cruz, leitor fiel de jornal Estado de Minas
Citar
0 #10 RE: Carta a um jovem internautaDodji 15-10-2015 16:40
Naquela carta, o Frei Betto sublinhou a falta de síntese cognitiva do jovem internauta e deu alguns advertência como: não se deixasse escravizar pelo computador;não se iludisse com a ideia de que o computador lhe custa apenas a taxa de consumo de energia elétrica,as mensalidades do provindo e do acesso à internet; ficasse alerta à saúde...
Eu concordo com o autor porque hoje em dia, ninguém desconhece como foi dito pelo autor, a impacta que o uso abusivo do computador provoca na saúde como lesão por esforço repetitivo,sedentarismo ,obesidade...
Além dos problemas de saúde, é o tempo que pode servir para estudarem que os jovens gastam mexendo no computador.
Citar
0 #9 RE: Carta a um jovem internautaPaula Sant´Anna 15-10-2015 16:36
Eu li o texto acima postado. O autor do texto, Frei Betto, disse: ¨ você não consegue transformar informação em conhecimento... ¨, eu concordo com ele e as minhas razoes estão citadas logo abaixo.
A Internet hoje em dia e muito usada no cotidiano para conferir algumas informações históricas, conhecer a evolução econômica do mundo e os demais. No entanto, a internet não e sempre usada pelos jovens como uma fonte de informações, ela e usada mais para a diversão com a multidão de redes sociais presentes atualmente. De rede social a rede social, os jovens passam o tempo desabafando conversando entre eles por muitas horas, o que os levam a se tornar viciados ás redes sócias.
Quando vem a hora de se informar sobre a cultura ou de fazer as tarefas escolares , eles têm o habito de tomar as informações sem as entender. As informações históricas e literárias não interessam mais a juventude, elas aparecem nos computadores deles somente como decorações.
Alem do conhecimento cultural dos jovens que esta em perigo por causa do mal uso da internet, o estado de saúde deles também corre um perigo. Por ficarem na mesma postura durante muitas horas na frente dos computadores ligados, a obesidade e a diminuição da capacidade visual são umas das doenças encontradas na juventude.
Frei Betto disse ao internauta que não se deixasse escravizar pelo computador lendo isso, os jovens devem saber diferenciar o momento de lazer e o momento de se informar de maneira que a internet não seja somente uma fonte de distração mas também uma fonte para aprofundar o conhecimento.
Sem mais,
Cordialmente,
Paula Sant’Anna
Leitora de revistas online
Citar
0 #8 RE: Carta a um jovem internautaPaula Sant´Anna 15-10-2015 16:35
Prezados (as) Senhores (as)
Eu li o texto acima postado. O autor do texto, Frei Betto, disse: ¨ você não consegue transformar informação em conhecimento... ¨, eu concordo com ele e as minhas razões estão citadas logo abaixo.
A Internet hoje em dia e muito usada no cotidiano para conferir algumas informações históricas, conhecer a evolução econômica do mundo e os demais. No entanto, a internet não e sempre usada pelos jovens como uma fonte de informações, ela e usada mais para a diversão com a multidão de redes sociais presentes atualmente. De rede social a rede social, os jovens passam o tempo desabafando conversando entre eles por muitas horas, o que os levam a se tornar viciados ás redes sócias.
Quando vem a hora de se informar sobre a cultura ou de fazer as tarefas escolares , eles têm o habito de tomar as informações sem as entender. As informações históricas e literárias não interessam mais a juventude, elas aparecem nos computadores deles somente como decorações.
Além do conhecimento cultural dos jovens que esta em perigo por causa do mal uso da internet, o estado de saúde deles também corre um perigo. Por ficarem na mesma postura durante muitas horas na frente dos computadores ligados, a obesidade e a diminuição da capacidade visual são umas das doenças encontradas na juventude.
Frei Betto disse ao internauta que não se deixasse escravizar pelo computador lendo isso, os jovens devem saber diferenciar o momento de lazer e o momento de se informar de maneira que a internet não seja somente uma fonte de distração mas também uma fonte para aprofundar o conhecimento.
Sem mais,
Cordialmente,
Paula Sant’Anna
Leitora de revistas online
Citar
0 #7 Concordo com Frei BettoA.SOUZA 15-10-2015 16:27
outubro 2015
Prezados Senhores,
Frei Betto disse ao jovem internauta que lhe falta síntese cognitiva. Quando eles usam a internet, eles recebem muitas informações e imagens e eles não sabem como transformar informação em conhecimento e entretenimento mais necessário.
O Frei Betto, também, disse ao jovem internauta, “o uso prolongado do computador pode causar-lhe, nas mãos, lesão por esforço repetitivo, e torná-lo sedentário, obeso...” Isso é verdade, jovens internautas que passam longas horas na internet têm problemas de saúde e corpo.
O Betto fala que o computador rouba o tempo de lazer do jovem internauta porque quando eles usam o computador, eles ficam horas e horas, no entanto, esse tempo não pode votar e eles perderem em coisas mais importantes na vida.
Concordo muito com Frei Betto, os jovens internautas devem usar a internet com regras e regulamentos porque uso prolongado do computador faz mal para saúde e a internet rouba tempo de lazer.

Atenciosamente
A.Souza
Citar

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados