Marina novamente

0
0
0
s2sdefault

 

A possibilidade Marina já está na praça. Depois de tanta reação a um texto curto e simples – "A Candidatura de Marina" -, achei por bem tratar dos comentários em um segundo texto.

 

Tantas reações, tão diferenciadas, desde aqueles que vêem nela a "nova utopia", substituindo Lula, até os que não vêem aí nada de novo, e acham até nefasta sua candidatura, há uma certeza: seu pleito provocará grande debate em nível nacional. Portanto, gostando ou não, a candidatura de Marina pode suscitar um intenso debate sobre os rumos do país – já está suscitando -, mas também sobre ela mesma e sua conduta como ministra.

 

Se o PV é o lugar, se seria refundado, se é possível uma aliança com Heloísa, se os movimentos sociais viriam para essa batalha, até mesmo se vai merecer um voto, tudo dependeria das costuras, das alianças, do programa que se construiria. O Brasil é o inventor do sócio-ambientalismo e está na hora de virar programa político.

 

Quanto ao PT, Lula e seu governo tiveram todas as chances. Definitivamente, mesmo com conquistas sociais importantes na ponta – que podem continuar -, Lula não soube, não quis, não mostra vontade de entrar numa economia do século XXI. É triste, mas é a realidade. Portanto, sair para outras articulações não é só lógico, mas absolutamente necessário.

 

Marina tem falado praticamente como candidata. Fala em inserir o país no século XXI, vencendo a visão economicista dos séculos passados recentes. Se vai ter coerência para defender essa visão, firmeza, grandeza, ou se vai vergar-se diante dos poderes, como tantas vezes o fez como ministra, só a história dirá. Mas ela pode ser o pivô de um novo concerto brasileiro, de forças que estão insatisfeitas com as possibilidades presidenciais já apresentadas e que gostariam de pautar a eleição com esses novos conteúdos que os tempos atuais exigem.

 

Roberto Malvezzi (Gogó), ex-coordenador da CPT, é agente pastoral.

 

{moscomment}

Comentários   

0 #14 guimarães s. v. 23-09-2009 05:38
ainda tá cedo! companheiro Gogó, para dizer se a candidatura de Marina pode suscitar um concerto, pacto em bom vernáculo, dos descontentes com a postura relutante de Lula e seu governo em pôr o Brasil em uma economia de séc. XXI, seja lá o que isto signifique. mas cê tá certo quando diz que só a história dirá o que a candidatura de Marina vai representar nas eleições de 2010. a evidência, não é questão de avaliação ou de fé, mostra que o anúncio, ainda bem recente, de sua intenção de se candidatar já provocou rebuliço e ainda vai gerar mais. prova inconteste é o número e teor contraditório dos comentários a este seu texto, sem falar nos do anterior que não li. e nas inúmeras matérias que estão tratando do assunto. isto é muito alvissareiro e pode gerar uma alternativa positiva para o eleitorado que não o de votar nulo que, esta sim, não leva a lugar nenhum. abraço esperançoso de sérgio guimarães.
Citar
0 #13 Lido Não Sei OndeRaymundo Araujo Filho 25-08-2009 10:01
A Esperança é a mais doce forma de Alienação!

Creio que é um dito daqueles que, como eu, não acreditam em nada que não seja fruto de Ações Diretas e Coletivas.

Muita representação, acaba em traição e insatisfação.
Citar
0 #12 Viva o Correio!Luiz Carmo 25-08-2009 09:56
Eu tenho muito respeito pelo Correio da Cdadania pela discussão livre que estimula, claro, dentro do respeito e da ética. É muito importante colaborar para manter o Correio. Eu já colaborei e gostaria de continuar colaborando. Quanto à Marina, minha opnião já foi expressa: dize-me com quem andas e direi quem és: andar com os falsos "verdes", entrar por cima e ainda indicar dez para dretório não me parece muito democrático. Agora, que ela estala a taça de cristal do plebiscito que PT e PSDB queriam nos impingir, ah! isso ela faz. As alianças nunca são feitas com gente parecida conosco e sim com gente diferente. O fator Marina, apesar de todas as minhas ponderações, rompe com dualismo petista-tucano, decididamente nocivo para os trabalhadores e a juventude brasileira. Não podemos ser moralistas, mas precisamos saber se o discurso de Marina levará mais água para moinho tucano. Se não levar, poderá contribuir com a elevação política do povo brasileiro, mesmo perdendo. Mas, eu não acredito nisso pelas credenciais de MARINA: POR SER EVANGÉLICA TRAZ MUITO DO RANÇO EXTREMAMENTE CONSERVADOR DESSAS IGREJAS. O Frei Beto, que dizem, é um dos asessores dela, já sentiu isso quando trabalhou no Palácio do Planalto. Mas, concordando, com os colegas acima,"se é possível uma aliança com Heloísa, se os movimentos sociais viriam para essa batalha, até mesmo se vai merecer um voto, tudo dependeria das costuras, das alianças, do programa que se construiria. O Brasil é o inventor do sócio-ambientalismo e está na hora de virar programa político".Mas, não pode ser candidata de uma nota só como foi o Cristovão Buarque com a Educação. Tem que mexer com as estruturas perversas que comandam e escravizam nosso país. Mas, isto é uma outra história.
Citar
0 #11 Marina SilvaLuiz Paulo Santana 21-08-2009 15:08
Prezados, o problema é que Marina não tem base de apoio (entre nós base de apoio significa presença de quem tem poder — político ou financeiro) que, além de se apresentar com a grana, viabiliza (por isso mesmo) a difusão da mensagem.

O povo, sobretudo a grande maioria, vota a partir desse filtro (queiramos ou não), quando a mensagem chega com força e já foi, digamos, retemperada pelos atores dotados de poder (empresários, imprensa, políticos de alto coturno);

A percepção popular está a anos-luz de uma grande mudança de paradigma. Ela aponta para um projeto de melhoria de vida, (emprego, salário, habitação, saude) e secundariamente para a questão da violência, (exceto nas áreas conflagradas), da corrupção e da ética em toda a parte, dentro dos marcos institucionais vigentes.

Não adianta chorar: não há como desprezar as forças dessa superestrutura de poder tão concentrada; não há como desprezar a ainda apenas incipiente participação popular nas organizações de interesse coletivo; não há como desprezar o nível de deseducação da maioria, que corresponde à deseducação política e nem sempre que dizer falta de educação formal. Temos ainda muito que aprender.

Por isso, para mim, Marina Silva é uma esperança e uma ilusão: não sei se ela teria estômago para alinhavar com tantos e tais atores um programa de governo que pudesse contar com financiamento e difusão necessários. Se o conseguisse, a maioria do eleitorado poderia elegê-la, e, é claro, não seria a mesma Marina Silva. Mesmo assim, por sua qualidades, e por acreditar que só assim chegaremos a algum lugar, meu voto seria dela.
Citar
0 #10 Prezado GustavoRaymundo Araujo Filho 20-08-2009 11:06
A polarizalção que pretendo ao jogo PSDB X PT é estimular o Voto Nulo, como arma cidadã, mesmo que seja artrvés do lançamento de Anti candidaturas (aí sim um fato novo) nas eleições para os cargos executivos, no ano que vem.

Esta seria a verdadeira polarização ao meu ver.

E, reformista conservador que sou, continuo admitindo votar no parlamento, mas em legendas ou coligações que não se corra o risco de não eleger ninguém, ou eleger um picareta com votos dos progressitas. Ver comentário que fiz em artigos sobre o assunto aqui no Correio.
Citar
0 #9 Senadora Marina SilvaOsvaldo Palmeira 20-08-2009 10:42
A incoerência da Senadora Marina Silva

A Senadora Marina Silva, até ontem no PT, construiu sua história de luta sindical e política no Partido dos Trabalhadores do qual ajudou a fundar no remoto Estado do Acre. De origem humilde passou por todas as agruras da vida, que é de conhecimento de todos. Quando Ministra teve vários problemas junto ao Ibama quando ia tratar da celeridade na liberação das licenças ambientais. O entrave estava justamente em dar uma resposta ao Governo, positiva ou negativa, o mais rápido possível. Ás vezes demorava anos para se ter uma resposta, e num país em pleno desenvolvimento isto é um atraso inaceitável. O que o Governo queria era tão somente uma resposta para poder tomar suas providências.

As obras do PAC em andamento no país fizeram com que a crise não nos levasse ao fundo do poço, no entanto, o seu atraso prejudicou muito a retomada do crescimento econômico. O desenvolvimento econômico com sustentabilidade é a principal bandeira da Senadora Marina, que indo para o Partido Verde não vai encontrar ambiente saudável, apesar dos verdes, para levá-lo adiante como eixo principal de campanha. O PV é um partido que ao longo de sua vida política tem se aliado justamente com aqueles partidos que se contrapõe ao pensamento da Senadora. Na Prefeitura de São Paulo foi aliado de primeira mão de Serra e agora Kassab. No Estado é aliado de Jose Serra. Pelo Brasil afora é aliado do DEM. Como querer construir uma plataforma de governo, desenvolvimento com sustentabilidade, com esta gente? È difícil.

A Senadora neste momento não está sendo coerente no campo da política. No PT, com todos os problemas internos, teria mais espaço para debater o tema "Meio Ambiente", no entanto preferiu sair, e para manter a sua coerência em tudo que faz, deveria entregar o mandato ao PT, é o que diz a legislação eleitoral em vigor.

Na verdade o PV vai fazer o jogo dos Demo-Tucanos. O Ministro da Cultura Juca Ferreira, ao ser perguntado por um repórter, disse: "Alguns setores, sim. Preferem aliança com os tucanos, como prefiro aliança com o projeto que o presidente Lula representa. Mas este não é o principal problema. O fisiologismo está presente na cúpula do PV. Há pessoas no PV que querem botar a candidatura da Senadora Marina Silva no colo do PSDB. É evidente". Juca defende aliança entre PV e PT em 2010 e diz que a questão ambiental não é suficiente para sustentar uma candidatura presidencial. É uma pena que a Senadora seja usada justamente por aqueles que querem destruir, ou não estão nem aí para o meio ambiente.
Citar
0 #8 Homero 19-08-2009 20:30
Também acho que sem organização popular não se muda. Eu não vou ver, mas seria interessante um governo Marina com Zequinha Sarney, Gilberto PSDB Gil, e os 14 deputados da sigla.


Resultado da Pesquisa
- Encontrados 14 Deputados em exercício.



* ANTÔNIO ROBERTO

Visualizar Mais Detalhes
Partido/UF: PV /MG - Gabinete: 712 - Anexo: IV - Fone: 3215-5712 - Fax: 3215-2712
Endereço de
http://www.antonioroberto.com.br



* CIRO PEDROSA

Visualizar Mais Detalhes
Partido/UF: PV /MG - Gabinete: 479 - Anexo: III - Fone: 3215-5479 - Fax: 3215-2479
Endereço de



* DR. NECHAR

Visualizar Mais Detalhes
Partido/UF: PV /SP - Gabinete: 445 - Anexo: IV - Fone: 3215-5445 - Fax: 3215-2445
Endereço de



* DR. TALMIR

Visualizar Mais Detalhes
Partido/UF: PV /SP - Gabinete: 454 - Anexo: IV - Fone: 3215-5454 - Fax: 3215-2454
Endereço de



* EDIGAR MÃO BRANCA

Visualizar Mais Detalhes
Partido/UF: PV /BA - Gabinete: 612 - Anexo: IV - Fone: 2155612 - Fax: 3215-2612
Endereço de



* EDSON DUARTE

Visualizar Mais Detalhes
Partido/UF: PV /BA - Gabinete: 535 - Anexo: IV - Fone: 3215-5535 - Fax: 3215-2535
Endereço de



* FÁBIO RAMALHO

Visualizar Mais Detalhes
Partido/UF: PV /MG - Gabinete: 374 - Anexo: III - Fone: 3215-5374 - Fax: 3215-2374
Endereço de



* FERNANDO GABEIRA

Visualizar Mais Detalhes
Partido/UF: PV /RJ - Gabinete: 332 - Anexo: IV - Fone: 3215-5332 - Fax: 3215-2332
Endereço de



* JOSÉ FERNANDO APARECIDO DE OLIVEIRA

Visualizar Mais Detalhes
Partido/UF: PV /MG - Gabinete: 507 - Anexo: IV - Fone: 3215-5507 - Fax: 3215-2507
Endereço de
http://www.zefernando.com.br



* JOSÉ PAULO TÓFFANO

Visualizar Mais Detalhes
Partido/UF: PV /SP - Gabinete: 362 - Anexo: IV - Fone: 3215-5362 - Fax: 3215-2362
Endereço de



* LINDOMAR GARÇON

Visualizar Mais Detalhes
Partido/UF: PV /RO - Gabinete: 254 - Anexo: IV - Fone: 3215-5254 - Fax: 3215-2254
Endereço de
http://www.lindomargarcon.com.br



* MARCELO ORTIZ

Visualizar Mais Detalhes
Partido/UF: PV /SP - Gabinete: 931 - Anexo: IV - Fone: 3215-5931 - Fax: 3215-2931
Endereço de



* ROBERTO SANTIAGO

Visualizar Mais Detalhes
Partido/UF: PV /SP - Gabinete: 533 - Anexo: IV - Fone: 3215-5533 - Fax: 3215-2533
Endereço de



* SARNEY FILHO

Visualizar Mais Detalhes
Partido/UF: PV /MA - Gabinete: 202 - Anexo: IV - Fone: 3215-5202 - Fax: 3215-2202
Endereço de

Se esse número fosse quintuplicado, ainda assim seriam 70 deputados verdes, e nós comeríamos cru.
Citar
0 #7 Paulo Gustavo 19-08-2009 16:29
Esqueci de dizer, que a Marina pode sim ser alternativa até pelas pessoas que estão ao seu redor como o Frei Betto e o Leonardo Boff, dois grandes homens que respeito muito.

Outra coisa, a Marina demonstrou que, ao contrário do Lula, ouve muito seus companheiros e fiéis amigos. Com certeza, não governará sozinha, isso aumenta a possibilidade de ter um governo realmente democrático que chame os movimentos sociais pra debater e governar.
Esse dom de ouvir os outros é pra poucos, principalmente no jogo político.
Apesar das resalvas que tenho com o PV, acho que a Marina fez bem em estar saindo pra presidente, ela poderia ter chamado uma prévia no Partido, mas sabemos que haveria uma imposição do Lula que se tornou DONO do PT.
Reintero que o PV não é um partido ideal, mas acho acertada sua saída do PT e, também, sua candidatura.
Citar
0 #6 Paulo Gustavo 19-08-2009 16:18
Olha Raymundo, em muitos casos você tem razão em desconfiar de ícones que surgem com uma promessa salvadora. Também acredito que só através da articulação desde baixo, como é o caso dos zapatistas, pode-se de fato mudar alguma coisa neste país.

Mas, é importante ocupar todos os espaços que possam valer para uma possível mudança. É válida a tentativa da Marina, pois, retira a polarização PSDB/PT e trás o debate de qual projeto de país queremos?
QUeremos um país desenvolvido nos moldes dos Grigos? Ou queremos um país que se "desenvolva" (leia-se, distribuição da renda) sem destruir nosso habitat?
essa é a questão que será jogada para 2010, é necessário sim romper com o paradigma atual para que possamos diminuir a velocidade de destruição na qual o planeta se encontra.

Tampouco acredito que o PV possa nos auxiliar para romper com o paradigma atual, até porque o PV tem seus interesses presos a esse paradigma. Pode ser que a Marina não seja nossa salvadora (como os judeus/cristão acreditam que um dia ele voltará), porém a Marina pode sim acender a chama da esperança e trazer de volta a luta de classes, as massas pode sim se re-erguer através de um fato novo, porque não?
Precisamos de ares novos que desperte a população, não queremos nem Serra e nem Lula, tampouco quero o PV, mas quero que o povo acorde, a alternativa da candidatura da Marina pode sim vir a ser uma esperança do despertar do povo, eu disse pode, cabe a nós seguir lutando independente do governo atual desde baixo e sempre à esquerda
Abraços
Paulo
Citar
0 #5 Marina é um Lula de saias 19-08-2009 13:37
Essa conversa de fazer de Marina uma novidade na política só serve aos interesses dos tucanos e cia. A Marina tem a mesma origem e constituição ideológica do Lula. Se hoje a política ambiental brasileira está no fundo do poço, essa senhora tem grande reponsabilidade sobre isso. Se ela tivesse saído do ministério logo após a primeira "vitória" dos ruralistas, a sua condição de candidata contra o Planalto até seria interessante, embora não seja uma anti-petista como muitos querem ver. Sua atuação no Ministério do Meio Ambiente foi de uma servidão ao governo, ao PAC e ao ruralistas digna de nota. Calou a boca e as coisas foram ficando cada vez mais sem controle. Dentre as suas piores façanhas está a divisão do Ibama, o que comprometeu de vez a atuação do órgão e criou outro órgão sem a mínima estrutura. Isso pode ser visto nas Reservas Ambientais sem qualquer estrutura e servindo de pasto para gado. Não há fiscais suficientes e não há interesse do Governo em fortalecer esses órgãos, que divididos são mais fracos ainda. Perdoem-me, mas não vejo em Marina nada de novo. Muito pelo contrário: ele já perdeu há muito tempo a bandeira ambiental que Chico Mendes carregou e pagou com a vida.
Ela não inspira, politicamente, nenhuma confiança.
Citar

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados