Definições para o ato de ler

 

Ler é arder no fogo das palavras.

 

Ler é beber do vinho, do veneno, da verdade.

 

Ler é crescer para todos os lados.

 

Ler é debater e debater-se.

 

Ler é eleger o livro, o conto, o aforismo, jamais votar em branco.

 

Ler é fender, sem ofender a ninguém.

 

Ler é gemer, sentindo a dor que não dói, queimando de medo e de amor.

 

Ler é haver, haja o que houver.

 

Ler é incorrer, correndo para longe sem parar.

 

Ler é jazer em vida.

 

Ler é kaiser ser do meu pobre império.

 

Ler é lazer que leva a ler melhor.

 

Ler é mexer fundo no mais profundo de mim mesmo.

 

Ler é nascer de novo.

 

Ler é obedecer calado ao silencioso chamado.

 

Ler é perder tudo e tudo ganhar nesta perda.

 

Ler é querer, só não me pergunte o quê.

 

Ler é rever, palíndromo ao lado de outros: reler, reter e reger.

 

Ler é ser, e sequer outra coisa pode ser.

 

Ler é tecer a manhã, estender a tarde, e à noite ter nas mãos um novo amanhecer.

 

Ler é umedecer os meus lábios para enfim dizer.

 

Ler é ver, e vender a alma a mim mesmo.

 

Ler é webmaster ser da própria existência.

 

Ler é xover com "x" para manter a ordem.

 

Ler é ynventar um verbo com "y" e ver no que vai dar.

 

Ler é zíper a fechar e abrir.

 

Ler, enfim, é percorrer as letras e nunca chegar ao fim. Porque o abecedário é pouco para tanta fome e sede de leitura.

 

Ler é 1 dos muitos atos que nos fazem ler quem de fato somos.

 

Ler é 2 livros ler ao mesmo tempo e neles se espelhar.

 

Ler é 3 vezes mais do que qualquer outro prazer solitário.

 

Ler é 4 paredes, entre as quais descobrimos quem é inferno ou paraíso para os outros.

 

Ler é 5 dias no deserto para descobrir o errado, e o certo.

 

Ler é 6 por meia dúzia, pequena quantidade incerta.

 

Ler é 7 dias de trabalho, de sol a sol, de lua a lua.

 

Ler é 8, ou oitenta.

 

Ler é 9, fora e dentro de mim, viagem para o aquém e o além.

 

Ler é 10, nota máxima, gesto musical do leitor compulsivo.

 

Ler letra ou numeral é, em suma, um delito legal.

 

Gabriel Perissé é Doutor em Educação pela USP e escritor

Website: http://www.perisse.com.br/

 

{moscomment}

Comentários   

0 #4 Ler é um ato de CidadaniaMary Lúcia dos Santos 06-11-2009 13:52
Impossível não se deleitar com sua definição,Sr. Gabriel Perrisse, pois nos obriga a refletir sobre a imensa responsabilidade que colocamos nos ombros ao nos decidir pelo magistério, mas por outro lado, nos torna abençoados ao perceber nossa importância frente à sociedade.
Citar
0 #3 ler é um hábitocarlos alberto 28-07-2009 19:04
ler um livro, um jornal, até bula de remédio é questão de hábito. você começa e não quer parar.Mas, tem um certo comportamento que ajuda. Se você tirar 1 ou 2 horas por dia para ler, atinge seu objetivo, invés de ficar sem fazer nada.Quando vai ver leu um livro por mês.
Citar
0 #2 DEFINIÇÕES PARA O ATO DE LERERNANADES BOLSANELLO 18-07-2009 08:02
Ler é importante. Compreender é indispensável. Mas, ler o que escreve Gabriel Perissé, Frei Betto e outros de igual saber é saudável porque leva o leitor a pensar, meditar e encontrar o caminho do bem.
Pronto! Só me resta passar o zíper e fechar o comentário.
Ernandes Bolsanello
Citar
0 #1 antonio aparecido de melo anto 17-07-2009 07:13
Na escola em que trabalho, no horario de trabalho coletivo estamos trabalhando com textos so0bre leitura e escrita.este artigo veio a calhar nas nossas discussões.
Citar

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados