topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Nov   December 2016   Jan
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Julianna Walker Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

AumentarDiminuirVoltar ao original
A crise Sena Imprimir E-mail
Escrito por Gilvan Rocha   
Quarta, 20 de Maio de 2009
Recomendar

 

Acompanho a trajetória política desse outrora militante socialista Acrísio Sena. Ele iniciou sua caminhada no combativo grupo Coletivo Gregório Bezerra (CGB) e, daí, foi para o não menos glorioso Partido da Libertação Proletária (PLP). Com esse perfil de militante aguerrido e de compromisso com os princípios socialistas, Acrísio Sena esteve sempre à esquerda, em posições avançadas e nessas condições elegeu-se ao posto de presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Ceará.

 

Por tantas razões, acreditamos que Sena padece de uma forte crise de identidade, visto que mudou de posição. Hoje, ele está do outro lado do balcão, defendendo os interesses de Estado, que, como sabemos, é de classe e, no caso, trata-se do Estado burguês. Como deve ter consciência o Acrísio, hoje tropeçando às tontas entre Marx e Weber, confusão que bem produz a mitificada universidade burguesa.

 

Pois é. Na condição de representante do Estado burguês é que o outrora líder dos trabalhadores cearenses vem se colocando contra a greve dos servidores municipais. Para Sena, assim como para a burguesia, a greve não é necessária, pois tudo se resolve pela vontade e pelo entendimento das cúpulas. A luta das massas tornou-se, segundo Sena, coisa ociosa. Basta que os trabalhadores se pronunciem nas urnas e tudo será resolvido. Para que greve? Para que luta? Aí estão as centrais de trabalhadores e as centrais estudantis, dando testemunho de bom "comportamento", enquanto enchem suas burras com dinheiro do Estado burguês arrancado do povo trabalhador.

 

Não é só coincidência o fato de o capital fazer o seu maior investimento político no PT, uma vez que ele bem sabe gerir seus interesses a custos relativamente baixos. E é nesse torvelinho de confusão que deve fluir a crise de consciência do nosso Sena. Ou será que ele está dizendo: "isso é coisa do passado, estamos no novo milênio". Esse é, pois, o raciocínio recorrente dos equivocados.

 

Gilvan Rocha é presidente do Centro de Atividades e Estudos Políticos – CAEP.

E-mail: gilvanrocha50(0)yahoo.com.br">gilvanrocha50(0)yahoo.com.br

 

Recomendar
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

Índios Munduruku: Tecendo a Resistência

Imagem

Documentário sobre as resistências indígenas às hidrelétricas do Tapajós
Leia mais...

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates