topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Aug   September 2016   Oct
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
252627282930 
Julianna Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

Ponto sem volta Imprimir E-mail
Escrito por Roberto Malvezzi   
Terça, 14 de Abril de 2009
Recomendar

 

Cresceu o debate entre os cientistas do clima sobre uma questão essencial: eles devem dizer claramente que, se a humanidade continuar emitindo tantos gases na atmosfera, o aquecimento global chegará a um ponto em que não haverá mais volta e o desastre será completo? Há uma divisão entre os cientistas. Há quem afirme que é preciso dizer claramente, só assim a humanidade reagirá. Outros dizem que não, porque, uma vez sem esperança, não haverá porque reagir. O fato é que já está dito.

 

Sempre me recordo de umas conversas por e-mail com o jornalista e amigo Henrique Cortez, do Ecodebate. Num acordo comum, nos demos 1% de esperança. Ele porque se diz um "cético esperançoso". Eu "porque ainda estamos vivos e creio que Deus existe". Portanto, por razões diversas, não nos entregamos cem por cento ao desespero.

 

Entretanto, se temos 1% de esperança é porque temos que reagir aqui e agora. Ainda mais, é preciso jogar fora os 99% de desespero e nos firmarmos no rabicho da esperança, mesmo que ela seja miúda.

 

A resistência dos pobres, sua capacidade de adaptação, de enfrentar situações adversas pode surpreender, mesmo que tudo indique o contrário. A própria vida, num planeta tórrido, pode surpreender.

 

Sob o calor tórrido desse verão sertanejo, que já emitiu sinais de aquecimento 4 vezes maior que em qualquer outra região brasileira, temos que refazer a esperança, ainda que seja de 1%. Nessa semana, em Uauá, próxima a Canudos, caiu uma chuva de 213 milímetros. Significa 213 litros de água por metro quadrado. Diluviana.

 

Assim, a mudança climática já é realidade. Cair na paralisia do desespero ou na indiferença dos alienados, jamais.

 

Roberto Malvezzi (Gogó), ex-coordenador da CPT, é agente pastoral.

 

Recomendar
Última atualização em Terça, 14 de Abril de 2009
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates