Sim, não, sim, não, sim, não, não, sim

 

A vida é assim — às vezes é o sim que manda, às vezes é o não que dita as regras.

 

A vida é assim — às vezes é o sim que vem, quando esperávamos o não, ou é o não que aparece de repente, quando achávamos que já era sim.

 

A vida é assim — uma resposta negativa, um pedido atendido, um sim, um não... alegria, frustração, vitória, decepção, e depois outro não, e logo a seguir aquele sim! E um não de novo, e, no fim do dia, um silencioso sim.

 

A vida é assim — é rodízio de sins e nãos; é revezamento incansável, gangorra, ora sim, ora não; sim na hora do sim, não na hora do não.

 

A vida é assim — o avião pousou tranquilamente, ponto para o sim; do jardim fomos expulsos, ponto para o não; conseguimos fechar um negócio, ponto para o sim; nossa proposta foi negada, ponto para o não.

 

A vida é assim — sim em latim e em mandarim, não em alemão e em catalão.

 

A vida é assim — ao nascer, ganhamos um sim, que certamente vai se transformar em muitos nãos ao longo da vida; ao morrer, ganhamos um não, que pode ser o começo de muitos eternos sins.

 

A vida é assim — queremos crer que nenhum não é definitivo, e torcemos para que o sim reveja sua opinião.

 

A vida é assim — o sim se esconde dentro do não, e o não dentro do sim.

 

A vida é assim — o sim comendo capim e pudim, o sim tocando tamborim, o sim e o seu festim.

 

A vida é assim — o não comendo macarrão e mamão, o não tocando violão, o não e sua comemoração. Pois também o não comemora o que tem de positivo.

 

A vida é assim — o sim para mim, o não para você, o não para mim, o sim para você.

 

A vida é assim — o sim na televisão, o não no camarim.

 

A vida é assim — o sim às vezes é ruim e o não é a salvação.

 

A vida é assim — o sim prepara o não, o não antecipa o sim, o sim convida o não, o não seduz o sim, o sim engravida o não, o não tem um filho sim...

 

A vida é assim.

 

Ou não é vida.

 

Gabriel Perissé é doutor em Educação pela USP e escritor

 

Website: http://www.perisse.com.br/

 

{moscomment}

Comentários   

0 #2 A LEVEZA DO SIM E A VERDADE DO NÃOFUNDAÇÃO INSTITUTO DE DIREITOS 07-04-2009 15:27
Meu amigo Gabriel Perissé é muito agradável "brincar" com voce. A vida é o conjunto de prós e contras. Muitas vezes sim é contra, e não é a favor e vice-versa. A vida é assim, tudo que é nada, nada que é tudo. Mas como nada pode ser tudo? Explico: a razão da vida está na compreensão do infinito. E se pode compreender o infinito? Pois é, vida e infinito não são contrários, se complementam. Sem o infinito jamais existiria a vida, e sem a vida que importa o infinito!!! A vida é assim é tudo pra mim e também pra voce. O importante é saber dizer sim e dizer não quando devem ser ditos. Um forte (fortíssimo) abraço. Hélio Mendes Cazuquel, Presidente da Fundação Instituto de Direitos Humanos.
Citar
0 #1 Sim, simPaulo Oliveira 05-04-2009 10:39
sim, sim, este texto é curioso e delicioso de ler.
Parabéns!
Paulo Henrique
Citar

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados