topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Aug   September 2016   Oct
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
252627282930 
Julianna Walker Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

AumentarDiminuirVoltar ao original
“A obsolescência programada da mercadoria” Imprimir E-mail
Escrito por Gilvan Rocha   
Quarta, 11 de Março de 2009
Recomendar

 

Gente, quem escreve dessa maneira tem, por acaso, algum interesse em comunicar? Ora, por trás dessa linguagem sofisticada esconde-se, muitas vezes, o puro charlatanismo ou um exacerbado pedantismo. Poucos são os que ousam dizer: alto lá, erudito senhor, não entendemos nada, pois, a rigor, nada foi dito, pelo menos na ótica de quem busca o conhecimento como instrumento militante, transformador e não simplesmente diletante.

 

Pois bem. Um certo senhor, István Mészáros, hoje bastante badalado, lançou no mercado a "genial" tese da "obsolescência programada da mercadoria" que implica tão somente em dizer o que a mais simples dona de casa já percebeu há muito tempo. Trata-se do fato de a indústria capitalista lançar modelos novos de mercadorias com o descarado propósito do modelo 2 tornar obsoleto, démodé, o modelo 1 e o modelo 3 tornar, por sua vez, o modelo 2 ultrapassado, numa seqüência infinita.

 

Com essa denúncia, o que realmente pretende o senhor István Mészáros? Será que ele tem o propósito de provar que o capitalismo é cruel e calculista? Provar que a busca incessante do lucro a qualquer preço, para uns poucos, é a alma desse exaurido sistema sócio-econômico? Nós concordamos com isso, estimado senhor, mas qual a conseqüência positiva para nossa militância socialista que essa denúncia pode trazer?

 

Confessamos que, nesse meio século de militância, em meio às leituras de Karl Marx, Frederico Engels, George Plekanov, Leon Trotsky, Vladimir Lênin e Rosa Luxemburgo, Karl Kautsky, não encontramos essa linguagem imbricada como costuma acontecer nas salas e corredores das academias burguesas que têm uma impossibilidade intrínseca de nos ensinar o essencial, procurando esconder essa impossibilidade, produzindo textos tão complicados quanto ineficazes para orientar nossa militância diária pelo socialismo. Por essa razão, preferimos estar com os que clamam "não deixe que a Universidade atrapalhe seus estudos".

 

Gilvan Rocha é presidente do Centro de Atividades de Estudos Políticos (CAEP).

 

Recomendar
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates