Teorias sobre a China

0
0
0
s2sdefault

 

Hoje não há praticamente ninguém que duvide que a China deu um salto em seu desenvolvimento econômico. Isto é evidente demais para ser ignorado. Mas há muita gente que ainda ignora o salto social dado por esse país, em termos de acesso à renda, bens, educação, saúde e cultura.

 

Além disso, há uma imensa nebulosidade sobre o aprofundamento da democracia econômica, social e política entre os chineses. Só como exemplo, não são poucas as pessoas bem informadas que continuam dizendo que a China é um país de partido único, apesar da existência legal e real de outros 7 partidos, além do Partido Comunista.

 

Mais nebulosa ainda, para muitos, é a natureza do sistema econômico, social e político chinês. Há os que, na direita e na esquerda, afirmem categoricamente que a China adotou o capitalismo selvagem. Como há os que classificam a sociedade chinesa como capitalismo de Estado. Há, ainda, os que, como os próprios chineses, acreditam que na China vigora um socialismo de mercado, com características nacionais.

 

Por outro lado, entre os que se proclamam marxistas, há muitos que supõem que a primazia das forças produtivas, como elemento fundamental para a transformação das relações de propriedade ou produção, é uma teoria que distorce o marxismo. Para eles, a primazia deveria ser a construção de um homem novo e de uma sociedade civil socialista, através do processo de luta, como base material de todas as transformações. Nesse sentido, a experiência chinesa não pode sequer ser considerada.

 

Há também aqueles que consideram a experiência chinesa no contexto das necessidades do capitalismo mundial, e seu socialismo como um apêndice dessas necessidades. Sonham, então, com a resistência dos camponeses chineses, para evitar que a China caia totalmente sob a tutela capitalista.

 

E há os que consideram a experiência chinesa como parte do movimento oriental de desenvolvimento capitalista, sob uma forma diferente do desenvolvimento capitalista ocidental. Ao contrário deste, que tomaria as máquinas, ou o capital constante, como aspecto fundamental, desprezando a força de trabalho, o capitalismo oriental focaria com mais atenção os recursos humanos. A China, da mesma forma que o Japão e outros países asiáticos, estaria seguindo esse novo modelo de capitalismo, mais de acordo com as teses de Adam Smith do que com as teses liberais e neoliberais, e marxistas.

 

Assim, não faltam teorias sobre os motivos que levaram a China a tornar-se, em pouco tempo, uma das principais potências mundiais. O problema consiste em destrinchá-las.

 

Wladimir Pomar é analista político e escritor.

 

{moscomment}

Comentários   

0 #1 O PT na ChinaRaymndo Araujo Filho 17-07-2008 15:42
O PT NA CHINA e outras histórias
Por Raymundo Araujo Filho 02/08/2002
Artigo escrito em 2002 mas, ao meu ver, ainda atual.

I- A VIAGEM DE LULA (A CLASSE OPERÁRIA VAI AO PARAÍSO?)
A viagen do Lula à República Anti Popular da China (Comunista?) em Maio/2001, como parte de sua estratégia de política internacional não poderia ter sido em pior momento. Sequer acredito que pode haver um bom momento para um cortês intercâmbio ao Governo Terrorista da China em nome dos trabalhadores e brasileiros em geral, sem a contrapartida de uma reflexão pública dos dirigentes Petistas aos graves crimes contra os Direitos Humanos, Ambientais e de cunho Imperialista, imposto aos chineses e povos adjacentes em nome do Socialismo.
Não somos ingênuos e sabemos que esta viagem tem um cenário mundial de hegemonia Norte Americana, apresentando-se a China como uma potência concorrente, um mercado ascendente para "parcerias comerciais" dentro da Organização Mundial do Comércio (OMC) e suas regras. Algo como o promissor “mercado” Comunista a salvando as vendas dos Capitalistas.
Sob este aspecto, através de uma lógica maniqueísta poderíamos considerar (e Lula e seus assessores certamente o fazem) que a hegemonia comercial Norte Americana é "contestada" pela China, o que raciocínios simplistas acham positivo, uma "brecha" para algum contencioso.
Penso ser uma terrível infantilidade política tentar pegar carona com os Chineses nesta contestação de mentirinha aos americanos. Infantil e Inócuo!
Ou enorme Anacronismo. Ou excesso de "Esperteza".
Será que alguém ainda pode pensar que assusta aos americanos a "ameaça" de um possível Governo Brasileiro (LULA) privilegiar relações comerciais e políticas com a China?
Será que alguém acredita que a China dispensaria seu comércio com os E.U.A., em função do Brasil? Numa situação real de Guerra Comercial?
Acreditar em Papai Noel é mais fácil.......Por isso a mistificação não é boa companheira. Freqüentemente ela acaba iludindo até aqueles que a utilizam como tática política.
Os feitos chineses têm muito pouca relação com a cultura social e política brasileira, além de terem sido forjados em um cenário interno e externo que nada se assemelha ao de hoje e através de um regime que até a própria esquerda brasileira critica, pelo menos para o "público externo".
Do ponto de vista tecnológico e "soluções criativas" (sic-LULA) para o combate à Fome, Indigência Social e Tecnológica, temos aqui bem pertinho, no Brasil, um enorme acervo de projetos e tecnologias populares "de ponta" que nada ficam a dever aos importados chineses..
Até porque as tecnologias Chinesas em város campos como, por exemplo, os da Construção Civil Popular e Agricultura (Solo-cimento e Biodigestores,entre outros), já estão devidamente assimilados no Brasil e com as correções e adaptações que foram sendo necessárias.
Tirar o Brasil da esfera Norte Americana para colocá-lo na esfera Chinesa me parece o mesmo que tentar passar um elefante por debaixo de uma porta.
Ou trocar 6 por meia dúzia.

II - DIREITOS HUMANOS NA CHINA
O legado Chinês ao mundo não é Socialista, nem Humanista, sequer é Ecologista. É um Estado Assassino que oprime seu povo através do Terror e Exploração por um Governo cruel e desumano.
A sociedade Chinesa aponta para um individualismo exacerbado, gerenciado por verdadeiras dinastias mafiosas fecundadas nos bastidores da Burocracia do PCC e hoje "adonadas" pelos descendentes de ilustres comunistas que usurfruiram deste ferrenho Estado Totalitário,Burocrático e Imperialista.
E o LULA lá, batendo palmas......
A recente entrada da China na OMC, se deu sem que a China apresentasse melhorias quanto o respeito aos Direitos Humanos, a Liberdade de Culto e Manifestação Política, e a suspensão do Estado Policial e do Controle Social a que os Chineses são vítimas.
A China acaba de brindar o mundo com centenas de execuções em praça pública de condenados pelo uso ou tráfico de drogas, e na presença de Crianças de rede escolar, levadas em excursões para presenciarem aquele macabro espetáculo, em pleno Terceiro Milênio.
Descobriu-se há pouco que as autoridades chinesas tentaram esconder da sociedade e do mundo uma EPIDEMIA de AIDS de gravíssimas consequências.
Além do fato de que o indivíduo soro positivo é tratado como um pária, inclusive com o seu encarceramento em "unidades de tratamento".
O não abandono da memória das vítimas do Autoritarismo é obrigação de todo Militante Social.
Sendo assim, a aproximação comercial com a China não pode ter como moeda de troca o Silêncio Cúmplice que deve ser combatido a todo o custo, sob pena de vermos todos os nossos esforços por uma Sociedade Justa, Fraterna e Ecológica sejam canalizados para o estabelecimento de parcerias políticas e/ou econômicas que "pragmaticamente" burlam preceitos éticos para uma Sociedade Mundial Autdeterminada e Democrática.

III - A VIAGEM DE OLÍVIO DUTRA (NEGÓCIOS DA CHINA COM AGRICULTURA CONVENCIONAL)

A viagem do Governador Olívio Dutra à China expõe uma contradição grave no Campo Econômico e no tipo de Desenvolvimento Autossustentado e Ecológico preconizado pelo Governo Petista para o RS.
Pois bem: Logo após o retorno do Gov. Olívio e Comitiva é anunciado o sucesso da viagem calcado em 2 principais fatores: Os Acordos de Cooperação Tecnológica e Comerciais.
Com a chegada dos Secretários Hoffmann (Agricultura) e José Moraes (Indústria e Comércio) é trombeteado que o Rio Grande do Sul exportará grandes quantidades não só de Soja e Fumo (principais exportações), mais também Frangos e Artefatos de Couro.
Menos de 1 mês depois (15/jan), o Sec. José Moraes comemora o bom desempenho do PIB gaúcho de 2001 (acima da média nacional) atribuindo-o à exportação de Soja, Fumo e Frangos, entre outros.
Foi de primeiro escalão o prestígio à poluente indústria coureira gaúcha presente na Couro Modas 2002, assim como assistimos a inacreditável presença do Sec.Hoffmann na inauguração do maior complexo industrial fumageiro da América Latina. Sul. Um câncer no RS.
Acontece que são estes produtos (Soja, Fumo, Couro e Frangos Industriais), os que mais competem perversamente impedindo e dificultando o desenvolvimento da Agricultura e Agroindústria Familiar, que são anunciadas como as prioridades do Governo Petista.
Isto sem contar que são atividades altamentes poluentes que desrespeitam outro grande baluarte do Governo Olívio: A Produção Ecológica.
Aí estão estabelecidas as graves contradições que apontamos. Por um lado a alegria de ter realizados bons negócios com a China (mesmo traindo com o Silêncio a memória dos que lutaram e lutam contra a tirania Chinesa) e, pelo outro, a comemoração do PIB pela exportação de Soja e congêneres, enfim o PIB da FARSUL.
É fácil constatar que estes produtos que tanta alegria causam aos Gestores Petistas no RS, são os mesmos que prejudicam o avanço da Agricultura e Agroindústria Familiar entre nós, além de envenenarem nossa água, matas e ar e subjugando o Agricultor.
Em resumo: É impossível compatibilizar o Modelo Exportador (Soja, Fumo, Frangos e Couro) com o Desenvolvimento da Agricultura Familiar.
É absurdo comemorar o sucesso do PIB exportador do RS, quando sabemos que as indústrias exportadoras de Alimentos e Artefatos Agroindustriais exploram produzindo uma cruel mais valia sobre Agricultores e Assalariados.
É o que chamamos PIB Perverso. Gera Lucro,não Desenvolvimento Social. A este, contrapomos a noção que a nem sempre o aumento do PIB representa Avanço Social. O que é certo é que aumenta a arrecadação de Impostos (talvez o motivo da euforia do Secretário José Moraes).
Apesar da propaganda emanada pelo Governo Gaúcho, eventos caros e de eficácia discutível, cursos sobre Agricultura Ecológica ministrados por neófitos sem conhecimento de causa, afirmo, sem medo de errar, que a propaganda emanada hoje em torno das realizações no campo da Agricultura e Agroindústria Familiar e Ecológica, carecem de retaguarda de realizações.
O ufanismo Governista do PT Gaúcho com os resultados econômicos obtidos pelo Modelo Convencional na Agricultura expõe a fragilidade do realizado até aqui no campo da Agricultura e Agroindústria Familiar e Ecológica.
Mudança de Agenda só não Basta! É preciso AÇÃO COMPETENTE!

FÓRUM MUNDIAL SOCIAL 2002/

P.S. - O resto da história, todos sabem. Solapado externamente pela direitada, e internamente pelos seus agentes, na figura de Tarso Genro, Olívio Dutra sequer conseguiu ser indicado para concorrer a eleição, em um Haraquiri Político, jamais visto por parte de um Partido político, ao menos no Brasil.
Citar

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados