topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Nov   December 2016   Jan
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Julianna Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

AumentarDiminuirVoltar ao original
Carnaval de papel Imprimir E-mail
Escrito por Gabriel Perissé   
Sexta, 08 de Fevereiro de 2008
Recomendar

 

Gosto dos dias de carnaval, longe de batucadas e desfiles. Talvez eu não seja um bom sujeito, não sei sambar, sou doente do pé. Nem sei jogar futebol. Meu apelido entre os amigos de infância era... bem, deixa para lá.

 

Nos dias de carnaval estive às voltas com papéis. O enredo dos livros, a alegoria dos poemas. Rastreando letras, ouvi muitas vozes. Ouvi Anísio Teixeira sonhando com a escola nova. Ouvi Bertrand Russell contando suas crenças. Ouvi Freinet brincando como criança ao lado de seus alunos. Ouvi histórias de Tolstói, delírios de Murilo Mendes. Visitei Robert Musil, Drummond, Julián Marías.

 

Na carne de tantas páginas, atravessei noites e dias, folia folheada, serpenteando por entre os parágrafos, idéias, confetes, imagens. Pulei capítulos, dancei com personagens que ainda não conhecia.

 

Carnaval de papel não é só literatura. Também foi hora de remexer em papeladas históricas, documentos, certidões, certificados, declarações, contas de luz, de telefone, recibos, extratos, contratos, cartas, cartões de visita, recados, telegramas, “meu Deus, quantos papéis”, sussurrava meu coração, porém meus olhos e dedos não diziam nada.

 

Como podem as gavetas manter em suas bocas cheias tantos papéis? Descobri até mesmo dois volantes da Loteria Esportiva, teste 150, de agosto de 1973! Como foram parar aqui, não sei. Possivelmente vieram pelo túnel do tempo, entre as páginas de um livro comprado em sebo. No primeiro jogo, Remo e Palmeiras. Qual terá sido o resultado? Como nunca fui um craque, longe disso, nem mesmo torcedor, a pergunta se perdeu com a mesma facilidade como surgiu.

 

A folha de papel virtual, a tela do computador, também foi minha companheira nesses dias. Esta crônica menor, um livro que não ata nem desata, buscas inúmeras na internet. Por força das pesquisas, cheguei a sentir, de longe, a passagem de um ou outro trio elétrico. Não fui atrás, nem já morri...

 

Conheço o carnaval de outros carnavais. Sem nostalgia e sem revolta, esperei a Quarta-Feira de Cinzas para queimar os papéis de que não preciso mais.

 

Papéis são também aqueles que represento. Minhas máscaras não me causam problemas no baile da vida. Revelam mais do que escondem. A máscara do pai, do marido, do professor, do filho, do cidadão, do escritor, do amigo, do inimigo, do católico, do brasileiro, do carioca apaulistado.

 

No ano que vem vou festejar outro carnaval desses. De papel.

 

 

Gabriel Perissé é doutor em Educação pela USP e escritor - Web Site: www.perisse.com.br

 

 

Recomendar
Última atualização em Sexta, 08 de Fevereiro de 2008
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

Índios Munduruku: Tecendo a Resistência

Imagem

Documentário sobre as resistências indígenas às hidrelétricas do Tapajós
Leia mais...

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates