Solidariedade ao governador Requião

 

 

Num visível atentado à democracia, a Justiça Federal do Paraná decidiu no dia 9 estabelecer censura prévia na Rádio e Televisão Paraná Educativa. O objetivo da medida arbitrária, segundo despacho do próprio desembargador Edgar Lippmann, é coibir a participação na rede pública do governador Roberto Requião. Há muito que as opiniões e as polêmicas corajosas do governante, incluindo as transmitidas ao vivo da reunião semanal da Escola do Governo, incomodam a elite, em especial os partidos de direita, os latifundiários e alguns integrantes do próprio Judiciário.

 

Em vários programas na TV Educativa, Requião já expressou apoio à luta pela reforma agrária e solidarizou-se com as ações do MST; defendeu o ingresso da Venezuela no Mercosul e condenou as forças entreguistas que sabotam a integração latino-americana; ajudou a elucidar os processos contra as concessionárias que exploram os pedágios no estado; comprou brigas com a TV Globo, como a que desmascarou as intrigas contra a administração do Porto de Paranaguá. Atualmente, a Rádio e Televisão Paraná Educativa é um contraponto às mentiras da direita e sua mídia venal.

 

“AI-5 e obscuridade da ditadura”

 

O arbitrário despacho do desembargador Lippmann, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, contraria a própria análise da juíza federal Tani Maria Wurster. Em dezembro de 2007, ela negou outro pedido do Ministério Público de censura prévia às críticas e denúncias do governador. “A Constituição garante os direitos fundamentais à livre manifestação do pensamento e à livre expressão da atividade intelectual, independentemente de censura ou licença de acesso à informação. Assim, Roberto Requião está livre para manifestar críticas, bem educadas ou não, a respeito da imprensa, das instituições públicas e de seus adversários políticos”, concluiu a juíza.

 

No seu despacho, Tani Wurster ainda polemizou com os que criticam o uso da emissora pública. “Impedir de fazê-lo configura censura, o que é vedado constitucionalmente. A circunstância de serem as críticas categóricas é da pessoa de Roberto Requião e, juntamente com ele, elas foram chanceladas pelos paranaenses quando o elegeram... São opiniões políticas, próprias do exercício do regime democrático. As opiniões não foram lançadas na esfera privada dos ofendidos, o que poderia demandar a aplicação dos princípios de proteção à honra... Em razão do exposto, entendo que a manifestação do pensamento, porque é livre de qualquer condicionamento, por si só e em princípio, não configura lesão à moralidade ou impessoalidade administrativa”.

 

A nova medida do judiciário local anula toda esta argumentação jurídica e é uma aberração. Ela exige uma rápida resposta das forças democráticas. Não dá para se calar diante deste disparate. O próprio governador Roberto Requião, com a sua coragem habitual, já reagiu à decisão judicial e pediu apoio dos setores organizados da sociedade. “Espero a manifestação de todas as entidades de classe, dos veículos de comunicação, dos sindicatos dos jornalistas, da Ordem dos Advogados do Brasil, da Associação Brasileira de Imprensa, no que se refere ao estabelecimento da censura prévia no Paraná. Voltamos ao Ato Institucional número 5 e à obscuridade da ditadura”.

 

 

Altamiro Borges é jornalista, membro do Comitê Central do PCdoB, editor da revista Debate Sindical e autor do livro “As encruzilhadas do sindicalismo” (Editora Anita Garibaldi).

{moscomment}

Comentários   

0 #14 AMO REQUIÃONOELY OLEGINI 30-12-2009 08:11
QUERO DIZER QUE 2009 É O ANO MAIS FELIZ PRA MIM POIS O PMDB RECONHECEU,QUE O MEU GOVERNADOR ROBERTO REQUIÃO PODE SER CANDIDATO A PRESIDENTE.QUERO QUE O GOVERNADOR SAIBA QUE SE DEPENDER DE MIM EM 2011 ESTARÁ EM BRASILIA COMO PRESIDENTE E FAREI O POSSIVEL PARA ASSISTIR A POSSE...GOVERNADOR EU TE AMO
Citar
0 #13 concursojanete de fatima sampaio 03-07-2009 10:58
boa tarde shr governador tem jeito do senhor efetivar esse pessoal que fez o concurso mas ficaram lonje como e meu caso a uel nao contou meu tempo de servico e fiquei lonje mas tenho quase 11 anos de paranaeducacao como que vou arrumar ontro emprego ja estou com45anos e esta tendo muita divisao entre os funcionario entre os efetivos e os paranaeducacao estamos contando que o senhor vai efetivar nos que estamos trabalhando na escola porque outro governador nao vai efetivar nossa chance e o senhor pense com carinho pode chamar eterno depois chamam os que nao estam trabalhando desde muito obrigada
Citar
0 #12 fumo em local fechadogabriela 09-06-2009 12:17
Acho atidude MARAVILHOSA!!!!!Pois se não mexer no bolso do brasileiro ninguém respeita mesmo.As pessoas que fumam não tem amor pela própria vida imagine de quem está do lado?
Parabéns Requião pela sua postura e atidude,espero que isso seja levado até o fim.
Gabriela.
Citar
0 #11 Eri Pereira 25-08-2008 14:01
Acompanho a enchurrada de ataques que a imprensa, alguns empresários, o MP e o Judiciário tramam ardilmente contra o Governador Requião. Todos arquitam essa sórdida campanha contra o Governador Requião pois este não tem medo de contrarias os interesses daqueles. No entanto, a luta do Requião é pelo bem de todos, ao contrário aqueles setores não tem vergonha de lutarem por seus egoistas e particulares interesses.
Bravo Requião! Continuarei apoiando (como possível, p. ex. com meu voto em seu favor) enquanto tiver vida.
Àqueles vigaristas que insistem tripudiar o Governador Requião desejo que vão pro inferno!!!
Citar
0 #10 vergonha nacionallary jose pavan 23-01-2008 08:22
Sr. governador acho uma viiolencia o que estao fazendo com vsa. eu e minha esposa somos seus eleitores em TODAS, eu falei em todas as suas campanhas ,para cargo eletivo e achamos um absurdo esse terrorismo. va em frente lute.
Citar
0 #9 O peixe morre pela bocaHellena Callas 22-01-2008 16:17
ORA, TODO MUNDO COM UM PINGO DE CENSO CRÍTICO QUE ACOMPANHAR QUALQUER PROGRAMA PRODUZIDO PELA PARANÁ EDUCATIVA PERCEBE QUE O CANAL VEM SERVINDO COMO VITRINE POLÍTICA E DE PROMOÇÃO PESSOAL DESSE SUJEITO. A REAÇÃO DELE DIANTE DA SENTENÇA DEIXA CLARO O QUÃO ELE É DEMOCRÁTICO. ESSA É UMA PROVA DE COMO ESTÃO AS EMISSORAS EDUCATIVAS DESTE PAÍS, E MAIS UMA VEZ A ANATEL E O MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES NÃO FAZEM NADA. ACHO QUE O GOVERNO LULA PODERIA COMEÇAR O CORTE DA MÁQUINA POR AÍ, PORQUE ESSAS INSTUIÇÕES NÃO SERVEM A POPULAÇÃO E SIM O INTERESSE DA CLASSE POLÍTICA E DOMINANTE. QUEM PUDER ACOMPANHAR A TELEVISÃO DO REQUIÃO VAI PERCEBER QUE A CADA INTERVALO TEM UM SPOT INTITUCIONAL ELOGIANDO O SEU GOVERNO, SEM FALAR DO JORNALISMO TENDENCIOSO E PARCIAL.
Citar
0 #8 Odon Porto de Almeida 18-01-2008 14:12
Estou inteiramente solidário com o governador Requião. As falhas de seu governo, apontadas por alguns leitores, prendem-se aos resquícios ditatoriais ou direitistas que historiacamente permeiam
nossa sociedade. Há se houvessem uns tantos governantes de sua estirpe.
Bravo, governador Requião! Persista em seu corajoso posicionamente em face dos entreguistas que muito se parecem com os colaboracionistas da repugnannte França de Pétain, sempre identificados com o latifúndio e a corrupção
Citar
0 #7 Nelson Antônio Fazenda 17-01-2008 13:36
O fato, creio, não chega a surpreender. Em uma de suas inúmeras frases, Millor Fernandes afirma:
\"Democracia é quando eu mando em você, ditadura é quando você manda em mim.\"
A frase descreve, em perfeita síntese, o comportamento dos \"donos do poder\" e o que eles pensam sobre democracia e liberdade de pensamento. Seus órgãos de imprensa e divulgação podem ser usados para todo tipo de manipulação dos fatos, de mentiras e também para a difamação dos que se lhes opõem.
Já a reação de seus opositores é tachada de antidemocrática e contrária à liberdade.
Citar
0 #6 REQUIÃOAlfredo dAvila 17-01-2008 08:56
A quem poderíamos nos dirigir para nos solidarizarmos com o Governador Requião?
Citar
0 #5 E se a moda pega?joao 17-01-2008 08:50
Geralmente me identifico com as posições do Gov. Requião. No entanto, não gostaria de ver aqui na TV cultura, o José Serra explicando o inexplicável, como por ex., a Educação oferecida à nossas crianças e jovens em SP.
Citar

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados