Parafraseando Brecht

 

 

Primeiro não aceitaram os resultados das urnas

Porque a diferença fora pequena

Eu acreditei

Ainda mais porque não tinha votado na presidente

 

Depois chamaram de estelionato

Porque a eleita não cumpria suas promessas

Eu acreditei

Porque achava o mesmo

 

A seguir a denominaram de incompetente

Por desarranjos na economia

Eu acreditei

Juros, preços e desemprego comiam meu ganho

 

Logo, denunciaram as pedaladas fiscais

Como crime de responsabilidade

Eu acreditei

Fui às ruas e clamei

 

Houve quem dissesse que era golpe

Atropelo da lei por ausência de crime

Não acreditei

Tudo parecia legal

 

Implantaram o processo de impeachment

Mas com um meliante no comando

Aí eu estranhei

Embora também parecesse legal

 

Juristas explicaram ser legal, mesmo sem crime

Porque as instituições funcionavam

Mais continuei estranhando

Embora parecesse legal

 

Aí atacaram a Constituição

Dizendo que não cabia no orçamento

Estranhei mais forte

Embora tudo continuasse parecendo legal

 

Se voltaram contra salários e pensões dos mais pobres

Alegando que tinham muitos direitos e poucos deveres

Estranhei ainda mais forte

Mas ainda achava tudo legal

 

Ai explodiu o caso das conduções coercitivas

E a gritaria sobre a ilegalidade do ato

Estranhei outra vez

Mais ainda não achava que era ilegal

 

Houve então a tal publicação

Do telefonema grampeado da presidente

Só aí liguei alhos com bugalhos

E me importei, duvidando que tudo fosse legal

 

Quando o mata-mouros se desculpou

Por atropelar a lei e cometer arbitrariedades

Senti então o perigo

Dos meus direitos afundarem

 

Talvez tarde demais

Acordei para a ameaça do legal ser golpe real

Voltei então às ruas, do outro lado

Clamando obediência às leis

 

 

 

Wladimir Pomar é escritor e analista político.

Comentários   

0 #1 Acordarmartins 03-04-2016 17:12
Se pessoas que conhecem a historia demoraram para acordar,imaginem aqueles que
ainda estão dormindo sob o pretexto da infâmia e do ódio.
As vezes acordar tarde demais é morte certa
da nossa democracia.
Que acordem os que dormen e os que já acordaram que lutem,lutem,lutem,lutem porque o bicho veio para pegar, com organizações e financiamentos externos.
Citar

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados