topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Aug   September 2016   Oct
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
252627282930 
Julianna Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

AumentarDiminuirVoltar ao original
Cuba e as religiões Imprimir E-mail
Escrito por Dom Demétrio Valentini   
Segunda, 07 de Março de 2016
Recomendar

 

 

 

 

 

Por esta nem Fidel Castro e nem Frei Betto poderiam sequer ter imaginado: ver Cuba como sede do histórico encontro entre o Papa Francisco e o Patriarca Kirill, da Igreja Ortodoxa Russa.

 

Frei Betto se notabilizou com o livro publicado por ele, décadas atrás, quando ainda eram muito tensas as relações entre o governo cubano e a Igreja Católica.

 

Com seu título chamativo – “Fidel e a Religião”, o livro de Frei Betto se tornou um “Best-seller” e despertou enorme curiosidade. Mas, sobretudo, foi pavimentando o caminho para o desenho de outra imagem de Fidel Castro e das surpreendentes coincidências entre as preocupações da revolução cubana e as motivações da religião.

 

A argúcia do entrevistador foi despertando as reações do famoso entrevistado. Mas Frei Betto soube muito bem colocar sua arte de escritor a serviço de uma causa na época muito arriscada: superar os preconceitos contra um personagem de inegável peso histórico, e ao mesmo tempo mostrar as possibilidades de interação positiva entre fé e política, entre Igreja e Estado, entre governo e religiões.

 

O surpreendente encontro em Cuba, entre o chefe da Igreja Católica, o Papa Francisco e o chefe da Igreja Ortodoxa Russa, o Patriarca Kirill, de Moscou, vem consolidar o processo de abertura do regime cubano, e a progressiva aproximação dos outros países, que vão normalizando suas relações com este país latino-americano que carrega uma inegável contribuição política e conta com um personagem extraordinário, que ainda está vivo e desmente pessoalmente as reiteradas versões de que ele iria permanecer no comando do governo cubano até sua morte.

 

Ao contrário, ele teve a coragem política de renunciar ao cargo de Comandante, deixando sólidas esperanças de que a sucessão política em Cuba encontre sua maneira adequada de acontecer e se normalizar.

 

Quando João Paulo II realizou a primeira visita de um Papa a Cuba, ele lançou o desafio que parece ter captado bem o alcance da experiência cubana. Propôs que “Cuba se abra ao mundo, e o mundo se abra a Cuba”.  Para sugerir que a experiência cubana ainda precisava ser consolidada, e ao mesmo tempo precisava ser valorizada, num mundo que tem tanta necessidade de superar preconceitos que perturbam a convivência pacífica entre regimes políticos de diferentes visões de vida.

 

Em termos de relações entre países, o fato mais significativo foi, sem dúvida, o restabelecimento das relações diplomáticas entre os Estados Unidos e Cuba, já formalizado oficialmente.

 

Agora, para consolidar este novo relacionamento, o presidente Barack Obama já anunciou que visitará Cuba dentro de poucas semanas.

 

Com 50 anos de embargo econômico, tramado pelos Estados Unidos, não é de estranhar que exista agora um longo e penoso caminho de vivência política e de abertura econômica, que exige tempo para ser implementado.

 

Mas o fato de Cuba ter sediado o surpreendente e inesperado encontro religioso, entre o Papa e o Patriarca russo, confere a este país um peso simbólico muito importante. Cuba pode se apresentar ao presidente Obama como o anfitrião privilegiado para hospedar os interlocutores da convivência pacífica entre mundos diferentes e o diálogo construtivo para a superação de preconceitos históricos.

 

Em meio ao horizonte sombrio que tolda as esperanças de uma paz verdadeira, existem sinais positivos, que precisam ser valorizados. Desta vez estes sinais foram protagonizados pela religião. Sob inegável patrocínio da experiência cubana.

 

Leia também:

 

 

Francisco e Kiril em Cuba

 

 

D. Demetrio Valentini é bispo emérito de Jales-SP.

 

Lula coagido a depor

Quando o sindicalista Lula foi preso, em abril de 1980, eu estava na casa dele. Um fato preocupa: o PT jamais julgou a conduta ética de seus militantes acusados pela Lava Jato. Nem os absolveu, nem os condenou. Calou-se. E quem cala consente.

Frei Betto

Quando o sindicalista Lula foi preso, em abril de 1980, eu estava na casa dele, em São Bernardo do Campo. Pressionado por policiais do DEOPS, fui acordá-lo. Detido ao longo de um mês e enquadrado na Lei de Segurança Nacional, posteriormente mereceu a absolvição da Justiça Militar.

Na última sexta, Lula sofreu mais uma “prisão”. De fato, um mandado coercitivo que o obrigou a depor na Polícia Federal. Muitos transformaram a convocação em prisão e o depoimento em confirmação de que há um novo réu na Lava-Jato.

O juiz Sérgio Moro é um homem midiático, o que, segundo meu pai, que também era magistrado, não combina com a egrégia função. Moro faz um bom trabalho na apuração da Lava Jato, mas prefere os aplausos do público ao convocar testemunhas e suspeitos. E a Polícia Federal, no modo de agir, só comprova que o governo Dilma respeita sua autonomia operacional, conquistada quando Márcio Thomaz Bastos era ministro da Justiça de Lula.

O PT cometeu muitos erros ao longo de seus 14 anos à frente do governo do Brasil. Disso trato em meus livros “A mosca azul” e “Calendário do poder”, ambos editados pela Rocco.

Os três símbolos da identidade do partido perderam credibilidade: organizar a classe trabalhadora; ser ético na política; realizar reformas estruturais.

Embora os dois primeiros mandatos de Lula e o primeiro de Dilma sejam os melhores de nossa história republicana (basta conferir os índices sociais e econômicos), o PT agarrou o violino do poder com a mão esquerda para tocar com a direita...

As alianças promíscuas o fizeram perder a credibilidade, sobretudo agora que Dilma propõe um ajuste fiscal que penaliza, principalmente, os mais pobres.

O fato de Lula depor na Polícia Federal o transforma, aos olhos de parcela da opinião pública, em réu e criminoso. Quando o emocional se sobrepõe ao racional, faltam pedras para jogar na Geni!

Há que aguardar as investigações do Ministério Público. Não deveria haver brasileiro acima de qualquer suspeita, embora saibamos todos que há exceções... Convém aguardar o avanço das investigações para saber se procedem as acusações contra Lula.

Um fato preocupa: o PT jamais julgou a conduta ética de seus militantes acusados pela Lava Jato. Nem os absolveu, nem os condenou. Calou-se. E quem cala consente.

Frei Betto é escritor, autor do romance “Minas do Ouro”(Rocoo) , entre outros livros.

 

Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE
Recomendar
Última atualização em Segunda, 07 de Março de 2016
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates