topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Nov   December 2016   Jan
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Julianna Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

Edição 998 – 15/02/2016 a 21/02/2016
Arquivos do Correio
Segunda, 22 de Fevereiro de 2016
Recomendar

“Todos os argumentos em favor da reforma da previdência visam sua privatização e financeirização"

Por Gabriel Brito e Valéria Nader, da Redação

 

alt

A pauta política do ano começa a esquentar e um dos principais tópicos em discussão é a Reforma da Previdência, sempre bombardeada pelos setores corporativos como deficitária – sob benção do próprio governo. Para discutir mais esse tema repleto de informações dadas pela metade, entrevistamos Denise Gentil, economista e pesquisadora, que acabou de concluir sua tese de doutorado sobre o que considera o falso déficit da Previdência. "Quando todas as receitas são computadas no cálculo do resultado financeiro da Seguridade Social, obtém-se superávit de R$68 bilhões no ano de 2013, R$ 36 bilhões em 2014 e R$16 bilhões em 2015".

 


 

POLÍTICA

 

Samarco – Vale / BHP: a propaganda a favor do esquecimento da tragédia-crime

Por Marcelo Castañeda

 

O governo federal, que é um dos principais acionistas da Vale, deixou de lado a ação que moveria contra a Samarco – Vale / BHP e agora fala em um acordo que terá como fruto a Fundação Rio Doce a ser gerida em conluio com as empresas criminosas. É inacreditável que isso esteja acontecendo, mas é a promoção do esquecimento que está em jogo tendo a revitalização do Rio Doce como chamariz.

 


 

O legado de direitos destruídos

Por Fernando Silva

 

A armadilha que o governo, grandes capitalistas e seus porta-vozes apresentam é que esta reforma seria para as gerações futuras, para começar a valer ao final da próxima década, como se projeta na unificação dos regimes, e que não se mexeria nos direitos de quem já está trabalhando. De certa forma é ainda mais grave um governo petista querer deixar como legado para as gerações futuras uma previdência social com menos direitos e mais a caráter do aumento do tempo de exploração no trabalho.

 


 

Francisco e Kiril em Cuba

Por Frei Betto

 

Foi a primeira vez, em 962 anos, que os chefes de ambas Igrejas cristãs dialogam desde 1054, quando houve o Grande Cisma da cristandade. Além de questões doutrinárias, Roma e Moscou divergem quanto à política russa na Ucrânia.

 


 

Como?

Por Wladimir Pomar

 

Quem conseguir conquistar a opinião pública na resposta que der tanto ao “como?” quanto ao “por quem?”, “em que prazo?”, e “quem paga a maior parte da conta?“ dará os rumos, seja para encontrar uma saída para a crise brasileira, seja para aprofundá-la ainda mais.

 


 

SOCIAL

 

Ocupação “Sonho Real”: 11 anos se passaram

Por Frei Marcos Sassatelli

 

A barbárie do Parque Oeste Industrial completou 11 anos de impunidade. À época, o principal responsável foi o governador Marconi Perillo, o mesmo que hoje quer impor as assim chamadas “Organizações Sociais” (OSs) na gestão da Saúde e da Educação Públicas.

 


 

O Alienista no #Fora Valencius

Por Paulo Spina

 

Este texto é totalmente parcial em defesa do #FORAVALENCIUS. Entretanto, com tanta coisa errada e absurda, alguns podem argumentar que Valencius está no lugar certo. Explico melhor: o médico do livro de Machado de Assis, “O Alienista”, diante de suas teorias em relação à normalidade e à loucura, prende diferentes pessoas em seu manicômio. Ora, e se este personagem saísse do livro direto para as ruas do Brasil em 2016? Com certeza teria muita dificuldade em dizer onde está a loucura.

 


 

ECONOMIA

 

Economia da criminalidade, ética pública e justiça na atualidade

Por Guilherme C. Delgado

 

Dois eventos singulares deste ano de 2016, significativos de uma situação mais geral, instigam-me a tratar do fenômeno da criminalidade econômica, com lentes na formação dos consensos éticos da sociedade e na ação da justiça. Os dois eventos mencionados estão ligados à Operação Lava Jato: o primeiro como fato criminal, com indícios primariamente apurados por investigação autônoma da Receita Federal (SP); o segundo como teia de especulações, alimentada e também produzida por estrondosa cobertura de mídia.

 


 

Com crescimento não se alcança a sustentabilidade

Por Marcus Eduardo de Oliveira

 

Cada vez mais, está tomando lugar a opinião difundida por grupos de pensadores que identificam a necessidade de se discutir, de maneira ampla, formas de diminuir (e de estancar) o crescimento, tanto de empresas quanto de economias mundiais.

 


 

INTERNACIONAL

 

Bernie Sanders instala uma revolução política nas eleições dos Estados Unidos

Por Luiz Eça

 

O Occuppy não durou mais do que alguns anos, mas deixou raízes que começaram a dar frutos nas prévias eleitorais do estado de New Hampshire. Foi quando o candidato socialista anti-establishment, Bernie Sanders, derrotou a favorita, Hillary Clinton, que contava com imagem sólida, o apoio da máquina partidária dos democratas e vastos recursos providos por grandes empresas. Seja como for, Bernie Sanders já ficou como um marco no processo de conscientização do eleitorado estadunidense.

 


 

Referendo na Bolívia em perspectiva

Por Fabio Luis Barbosa dos Santos

 

Mais "moderno", o país parece deixar de ser a "sociedad abigarrada" analisada por Zavaleta, mas não em prol de uma nação soberana integrada em torno de um mercado interno, como pretendeu o nacionalismo revolucionário, ou mediante a convivência equânime de diversas visões de mundo, como desejou o plurinacionalismo. É o modo de produção capitalista subsumindo os modos de vida comunitários no bojo de um projeto que reedita o estilo político do velho MNR, em que o poder rapidamente se tornou um fim em si.

 


 

Estados Unidos e as inesperadas candidaturas à presidência

Por Virgílio Arraes

 

A sustentação do voo de cruzeiro dos dois diversos pretendentes à titularidade da Casa Branca demonstra a insatisfação da sociedade com os políticos considerados tradicionais, ou seja, com aqueles cujo comportamento se associa ao hoje desfavorável, ainda que não reconhecido pela elite, status quo dos EUA. Embora seja o principal vetor de atração dos imigrantes do globo, o país já não desfruta do magnetismo de décadas passadas, momento em que as pessoas fixavam a atenção na materialização do chamado sonho americano.

 


 

MEIO AMBIENTE

 

O negócio do zika e os mosquitos transgênicos

Por Silvia Ribeiro

 

Os dados nos quais se baseia a declaração de emergência internacional sobre o zika vírus são surpreendentes. Não pelos riscos que implicaria, mas pela falta de evidências para motivar tão grandiloquente declaração por parte da OMS, ante uma enfermidade leve, com escassos indícios de conexão com doenças mais sérias e sem provas científicas. Segundo dados oficiais, foram confirmados 404 casos de microcefalia no Brasil. Somente 17 teriam o zika vírus. Isso representa 4,2% dos casos e apenas mostra que o vírus estava presente, não que fora a causa.

 


 

Recomendar
Última atualização em Segunda, 18 de Julho de 2016
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

Índios Munduruku: Tecendo a Resistência

Imagem

Documentário sobre as resistências indígenas às hidrelétricas do Tapajós
Leia mais...

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates