topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Nov   December 2016   Jan
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Julianna Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

AumentarDiminuirVoltar ao original
Estados Unidos e as inesperadas candidaturas à presidência Imprimir E-mail
Escrito por Virgílio Arraes   
Sexta, 19 de Fevereiro de 2016
Recomendar

 

 

 

 

 

As prévias presidenciais norte-americanas têm chamado bastante atenção do eleitorado, em função do inesperado destaque de aspirantes outrora considerados folclóricos até não muito tempo, em ambos os espectros políticos. À esquerda, sobressai o democrata Bernie Saunders; à direita, emerge o republicano Donald Trump.

 

A aclamação dos ‘dinastas’ como Hillary Clinton ou Jeb Bush, aguardada como natural por muitos em seus respectivos agrupamentos, não chegou até o momento para nenhum deles. Situação surpreendente é o afastamento cada vez mais rápido do ex-governador da Flórida da preferência dos eleitores.

 

No Partido Democrata, o veterano senador de Vermont pode pronunciar o substantivo socialismo, sem que haja por parte dos saudosistas do macarthismo estrilos de longo alcance na opinião pública.

 

Na realidade, a visão de mundo do parlamentar associa-se ao êxito da consolidada política econômica dos países escandinavos, de feitio socialdemocrata, em torno da qual nenhuma outra grande potência conseguiu colocar-se acima, a despeito de maior riqueza ou de desenvolvimento científico, como é o caso dos próprios Estados Unidos;

 

No Republicano, o empresário e longevo apresentador de o Aprendiz manifesta-se através de falas bastante controversas, porém de resultado midiático quase imediato, sem que ocorra a ele nenhum tipo de restrição de porte.

 

Na prática, a cada declaração polêmica refutada de maneira geral por organizações da sociedade civil, ele adquire mais tempo para comentários junto aos meios de comunicação, nos quais ele calibra o teor de acordo com o grau de repercussão negativo da primeira manifestação.

 

Em uma avaliação preliminar, a sustentação do voo de cruzeiro dos dois diversos pretendentes à titularidade da Casa Branca demonstra a insatisfação da sociedade com os políticos considerados tradicionais, ou seja, com aqueles cujo comportamento se associa ao hoje desfavorável, ainda que não reconhecido pela elite, status quo dos Estados Unidos.

 

Embora seja o principal vetor de atração dos imigrantes do globo, o país já não desfruta do magnetismo de décadas passadas, momento em que as pessoas fixavam a atenção na materialização do chamado sonho americano, isto é, na possibilidade de alcançar o sucesso, malgrado a condição social de origem.

 

Nas próximas semanas, é possível que os dois aspirantes à presidência sejam forçados a pousar, em decorrência da estrutura do sistema partidário estadunidense. Campanhas são muito dispendiosas e os candidatos necessitam, dada a extensão do território norte-americano, de milhares de colaboradores, nem sempre voluntários, e de uma infraestrutura de alcance geográfico bem diversificada – os sete maiores colégios representam bem isto, ao atingir 209 votos dos 538 disponíveis: Califórnia (55 votantes), Texas (38), Nova York (28), Flórida (28),  Illinois (20), Pensilvânia (20) e Ohio (18).

 

Ao chegar-se lá, favorecer-se-iam os disputantes bem encaixados no padrão costumeiro, ou seja, os distantes dos extremos, em especial do da esquerda, uma vez que o pêndulo político desloca-se com o passar do tempo cada vez mais para a direita – postura amenizada através da semântica pelos maiores meios de comunicação, ao se referir ao fenômeno como mero ajuste do ‘centro’ ou do posicionamento de uma suposta moderação.

 

 

Leia também:


Bernie Sanders instala uma revolução política nas eleições dos Estados Unidos


Virgílio Arraes é doutor em História das Relações Internacionais pela Universidade de Brasília e professor colaborador do Instituto de Relações Internacionais da mesma instituição.

 

 

 

 

Recomendar
Última atualização em Sexta, 26 de Fevereiro de 2016
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

Índios Munduruku: Tecendo a Resistência

Imagem

Documentário sobre as resistências indígenas às hidrelétricas do Tapajós
Leia mais...

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates