topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Aug   September 2016   Oct
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
252627282930 
Julianna Walker Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

AumentarDiminuirVoltar ao original
Boas intenções Imprimir E-mail
Escrito por Dom Demétrio Valentini   
Quarta, 19 de Agosto de 2015
Recomendar

 

 

É comum constatar que uma “boa intenção”  pode justificar até uma ação má. Se nos faltam critérios para o discernimento, diante da urgência de tomarmos uma decisão, a “boa intenção” serve às vezes de justificativa, ao menos até constatar um possível equívoco de nosso julgamento anterior.

 

Na Diocese, temos um evento que nos parece carregado de evidentes boas intenções. Fazemos nossa tradicional romaria, em atitude de caminhada penitencial, preparada com antecedência, refletida em comum, nos dispondo a reassumir nossa identidade cristã e eclesial, e colocando-nos diante da missão que nos interpela e nos leva a buscar a graça de Deus para estarmos em sintonia com seus planos, com suas “intenções”.

 

De fato, neste ano a romaria nos trouxe presente muitas intenções, que nos fazem refletir e nos levam a pedir a bênção de Deus.

 

É o “Ano da paz”, instituído pela CNBB, em vista da violência, que não para de crescer.

 

É o “Ano da Vida Consagrada”, proposto pelo Papa Francisco, para incentivar as pessoas que sentem o chamado especial de dedicar por inteiro sua vida à caridade fraterna.

 

É ano de “Assembleia Diocesana”, para integrar em nosso plano de pastoral as recomendações da Igreja.

 

Continua sendo “ano da Família”, com mais uma sessão do Sínodo que volta, no mês de outubro, a abordar este assunto tão importante para a sociedade.

 

Quantas “boas intenções” motivam este momento especial da Diocese!

 

Mas enquanto fazemos nossa romaria, motivados por tantas intenções, não podemos ignorar que a crise política continua fermentando, com ameaças de transbordamentos perigosos.

 

Não resta dúvida que na realidade política, na esfera pública em geral, também é necessário conferir quais são as intenções que movem os seus protagonistas.

 

A pergunta pode ser incômoda. Mas é indispensável. Para avaliar o cenário político, é preciso identificar, e colocar às claras, as intenções que movem os seus atores.

 

Muitas vezes estas intenções políticas se revestem de aparências enganosas. Parecem manifestar um grande interesse pelo bem comum, quando, na verdade, escondem a busca de vantagens pessoais.

 

Não é difícil constatar que está em jogo uma ação orquestrada para desestabilizar o poder constituído. É forçoso fazer a pergunta: qual a intenção de quem quer, com tanta insistência, desestabilizar o governo? Será que a intenção verdadeira é o bem da nação, ou é o interesse pessoal de busca do poder?

 

Em princípio, é legítimo buscar o poder político. Contanto que se proceda de maneira ética, respeitando os preceitos constitucionais. São legítimas manifestações políticas, contanto que respeitem a ordem estabelecida.

 

Também é legítimo fazer demonstrações públicas de ordem religiosa. Contanto que sejam feitas no respeito a outras convicções religiosas.

 

Podemos identificar na convergência de intenções, a legitimidade, ou não, das manifestações deste domingo. Seja através de pacífica e ordeira “procissão”, como a romaria, seja através de “manifestação” que a cidadania achar por bem realizar.

 

Em ambos os casos, a intenção qualifica a ação.

 

 

D. Demetrio Valentini é bispo da diocese de Jales – SP.

Recomendar
Última atualização em Quarta, 19 de Agosto de 2015
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates