Solidariedade aos famintos e sedentos do Itaim Bibi e Morumbi

 

 

Toda a solidariedade aos famintos e sedentos do Itaim Bibi, Morumbi, outros bairros nobres e outras doze capitais brasileiras que fizeram um panelaço. De fato, não demarcar as terras indígenas, construir grandes obras para agradar as empreiteiras, cortar direitos dos trabalhadores, não fazer a reforma agrária, são exemplos típicos que merecem o povo nas ruas.

 

Mas, a fome e a sede excedem qualquer motivação das anteriormente citadas. Aqui pelo sertão do Semiárido Brasileiro, lá pelas décadas de 1980, ainda tínhamos muita fome e muita sede. Vimos gente migrando, trabalhando em Frentes de Emergência, buscando uma lata d’água quilômetros distante de suas casas, saqueando cidades, morrendo literalmente de inanição, isto é, fome e sede. As principais vítimas eram as crianças e nossos índices de mortalidade infantil estavam em níveis da África Subsaariana. Agora não. Estamos nos níveis toleráveis dos padrões da ONU.

 

Impossível que alguém que ainda se julga humano não reaja indignado a tanta miséria e sofrimento. Hoje, essas cenas macabras da miséria já não existem mais aqui em nossa região. Trabalho simples de captação de água de chuva, tanto para beber como para produzir, ajudaram a superar ao menos a fome e a sede. Problemas graves ainda existem, não mais essas desumanidades.

 

Portanto, se hoje a fome e a sede se deslocaram dos nossos sertões para o Itaim Bibi e outros bairros nobres de São Paulo – panelaço é uma forma de protesto de famintos e sedentos - e outras capitais, então, merecem todo respeito.  E merecem nossa solidariedade. Afinal, fome e sede têm que ser página superada da história e não voltarmos atrás, agora se replicando onde menos imaginávamos.

 

Portanto, estamos com todos aqueles que protestaram. Fome e sede nunca mais.

 

Roberto Malvezzi (Gogó) possui formação em Filosofia, Teologia e Estudos Sociais. Atua na Equipe CPP/CPT do São Francisco.

Comentários   

0 #1 Solidariedade aos famintos e sedentos do Itaim Bibi...Rosangela Torrezan 11-03-2015 11:53
Em primeiro lugar o respeito ao direito de se manifestar e escrever o que se pensa, e desde já agradeço a atenção. Sou moradora do Itaim Bibi, mas não é este o caso... em quem votei também não... mas não posso me indignar com quem quer apoiar todos que não querem investigar toda corrupção já denunciada. Devolver o dinheiro que é nosso, e apurar todo escândalo, que sabemos ser verdadeiro, é o mínimo, porque o dinheiro publico mal usado e envolvido na corrupção mata mais crianças e pessoas em hospitais ruins que a violência atual nas ruas... só para citar um exemplo e não falar mais de fome e sede, já superados, que eu também concordo. Temos ainda fome de JUSTIÇA, DE PESSOAS COMPETENTES NA POLÍTICA, DE PESSOAS QUE PENSEM NO COLETIVO E PROPONHAM SOLUÇÕES AOS GRAVES PROBLEMAS DO NOSSO PAÍS E NÃO APENAS FALEM DE PARTIDO... Esta é a fome e sede da atualidade... Dedico parte do meu tempo, voluntariamente a educação para a participação política, penso ser fundamental nos dias atuais...
Citar

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados