topleft
topright
ISSN 1983-697X

Boletim Diário

Email:
Para assinar o boletim de
notícias preencha o
formulário abaixo:
Nome:

Brasil nas Ruas

Confira os artigos sobre manifestações e movimentos sociais no Brasil.

Arquivo - Artigos

Áudios

Correio da Cidadania, rádio Central 3 e Revista Vaidapé fazem “debate autônomo” sobre as eleições  

Leia mais...
Image

Plinio de Arruda

MEMÓRIA

Confira os textos em homenagem a Plinio


Leia Mais

Plinio em Imagens



Confira a vida de Plínio


Charge


Imagem




Artigos por data

 Nov   December 2016   Jan
SMTWTFS
   1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Julianna Walker Willis Technology

Links RSS

Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania Correio da Cidadania

Áudios - Arquivo

Edição 928 - 22/09/2014 a 28/09/2014
Arquivos do Correio
Terça, 07 de Outubro de 2014
Recomendar

 

 

‘Debates eleitorais sobre a questão urbana não dialogam com demanda das ruas’

Valéria Nader e Gabriel Brito, da Redação

 

alt

 

Em mais uma de suas entrevistas quanto à ausência ou distorção de grandes temas nacionais no debate eleitoral, conversamos com Guilherme Boulos, para falar de políticas urbanas e de moradia e da abordagem dos candidatos sobre elas. O balanço que o coordenador do MTST faz não é nada alentador. “Não há nenhuma proposta inovadora colocada em pauta. É o seguinte: política urbana é tomar lado. Hoje, quem controla a política urbana no país é o capital privado. Enquanto tal lógica não for sanada, o problema da moradia não será seriamente enfrentado”.

 


 

‘A verdadeira tarefa da esquerda vem depois das eleições: construir a alternativa ao bloco dominante’

Gabriel Brito e Valéria Nader, da Redação

 

alt

 

No encerramento das entrevistas com os candidatos presidenciais da esquerda anticapitalista, o Correio da Cidadania conversou com Mauro Iasi, do PCB. Na conversa, ele destaca o processo de reconstrução da legenda mais antiga de todo o país e também o que considera a principal necessidade das forças contra-hegemônicas, incapazes de constituir a chamada Frente de Esquerda em 2014. Em sua visão, tal desafio continua posto, inclusive no sentido de aglutinar forças extrapartidárias. “A nossa briga, já de bastante tempo, é contra a mercantilização da vida”.

 


 

POLÍTICA

 

Alienação eleitoral passa longe do Brasil real

Hamilton Octavio de Souza

 

Mais uma vez o tom das campanhas foi dado pelos marqueteiros nos esquemas milionários de programas no rádio, na TV e nas redes sociais, sempre focados na venda de candidatos-produtos e sem a menor preocupação com o debate político e a conscientização do eleitorado sobre os principais problemas e desafios do país. Boa parte do que deveria ter sido pautado pelos candidatos a presidente, entre aqueles que representam a ordem dominante e têm chances reais na disputa, foi deliberadamente deixado de lado, guardado no fundo do baú e afastado da opinião pública.

 


 

Operários mortos e desaparecidos em obras das usinas de Jirau e Santo Antônio

Julio Cesar de Castro

 

Quarenta e um operários tiveram suas vidas ceifadas de 2010 a 2014, e dez operários estão desaparecidos desde a brutal repressão à greve de abril de 2012. Ressalte-se que essas 41 mortes são as que foram noticiadas. Os operários denunciam a ocorrência de muitos outros casos de acidentes, desaparecimentos, mutilações e mortes que são encobertas. Relatam também que muitas mortes por malária não vieram a público.

 


 

Estado laico e Estado confessional

Frei Betto

 

Confessionalizar o Estado é atiçar as chamas do preconceito, da discriminação e do fundamentalismo. A liberdade religiosa deve ser assegurada. Nem Deus pretendeu impor a todos os seus filhos e filhas a fé na existência dele.

 


 

Plínio e a reforma agrária

Joana Salém Vasconcelos

 

 

Plinio atravessou as controvérsias de uma vanguarda em recomposição, especialmente atento à juventude, a quem se dirigia com frequência - esperançoso, talvez, de que se apropriassem de sua luta para levá-la adiante.

 


 

Quando Estado e Judiciário se unem para promover o apartheid urbano

João Whitaker

 

Há centenas de imóveis de luxo na cidade que se apropriaram de áreas públicas. Mas a postura do judiciário é exemplarmente elitista e preconceituosa. No Brasil, a dureza da lei é para os pobres. Para os ricos, a condescendência.

 


 

Depois da poeira colorida nos olhos dos eleitores, virá o olho do furacão

Celso Lungaretti

 

É patético que se faça tanta exegese do nada, atribuindo tamanha importância ao que não tem nenhuma: a peça publicitária imperfeita da Marina e as peças publicitárias que Dilma e Aécio continuam devendo, porque a indefinição lhes convém.

 


 

Aécio, Dilma e Marina silenciam sobre o São Francisco

Roberto Malvezzi (Gogó)

 

Dilma, Marina e Aécio estiveram nas obras da Transposição e não deram uma única palavra de significado aos 13 milhões de brasileiros que estão vendo seu rio morrer a cada instante.

 


 

Eleições e coisas sérias

Adriano Benayon

 

O país necessita, com urgência, de mudança estrutural, dotando o Estado de poder e de meios para promover o desenvolvimento e viabilizar empresas de capital nacional em condições de competir em produções intensivas de tecnologia e elevado valor agregado.

 


 

A polícia e as eleições

Otto Filgueiras

 

A polícia e a extrema-direita estão aproveitando as divergências entre a esquerda revolucionária, que pretende votar nulo no segundo turno, e a esquerda do PT, tentando provocar a cizânia.

 


 

Mortes precoces

Frei Betto

O dado é da UNICEF. Em números absolutos, o Brasil teve, em 2012, mais de 11 mil homicídios de pessoas entre 0 e 19 anos de idade, atrás apenas da Nigéria, que teve 13 mil.

 


 

Desinibição da direita

Paulo Metri

 

Ganhando Dilma, resta ao PT fazer uma autoanálise para saber o porquê de ter gerado tanto ressentimento em certas camadas da sociedade, retiradas aquelas que são motivadas pela perda da exploração sobre outras classes.

 


 

Quanto vale o arranjo social-liberal em tempos de ajuste neoliberal?

Luis Fernando Novoa Garzon

A pergunta é uma resposta aos que ainda se consideram inteiros depois de alianças amplas o suficiente para manter moeda e território plenamente apropriáveis e conversíveis, ou seja, para manter estável o “negócio Brasil” depois de 2002. Para os mercados, mais que soberanos, cortejados por Dilma e candidaturas variantes, o que conta é capacidade de sacrifício adicional de políticas domésticas e gastos sociais, requeridos para o ajuste de 2015.

 


 

Socialismo e capitalismo reais

Wladimir Pomar

 

Ao contrário do que supõe Delfim Netto, os “homens mais sofridos” terão que comparar o miserável "socialismo real" soviético e demais socialismos reais não só com o "capitalismo ideal", mas também com o “capitalismo real”.

 


 

SOCIAL

 

Moradia não é caso de polícia

Raquel Rolnik

 

Há formas e formas de executar reintegrações de posse. A pior delas é deixar nas mãos da Polícia Militar, sem mediadores, sem que organismos de proteção dos direitos sejam acionados e respeitados.

 


 

INTERNACIONAL

 

Estados Unidos: entre 100 anos de uma grande guerra e outras menores

Virgílio Arraes

 

Ressalvadas as devidas proporções, existe uma série de coincidências entre a liderança política dos dias atuais e a de um século atrás na sociedade norte-americana. Conduz os Estados Unidos um presidente do Partido Democrata como naquele período, tendo ambos obtido a reeleição.

 


 

EUA: um Estado terrorista inimigo da humanidade

Miguel Urbano Rodrigues

 

Em Washington, a administração está mergulhada num pesadelo. A mídia mais influente, do New York Times à CNN, também. As guerras de agressão que atingiram o Afeganistão, o Iraque, a Líbia e a Síria foram precedidas de gigantescas campanhas de desinformação. Durante semanas, os povos dos EUA e da Europa foram massacrados com um tipo de propaganda que apresentava as intervenções militares como exigência da defesa da liberdade e dos direitos humanos em prol da democracia, contra a ditadura e a barbárie.

 


 

A medida econômica mais transcendente do século 20: a nacionalização do cobre em 1971

Jorge Magasich

 

Nesse décimo artigo de sua série sobre o Chile, Magasich discorre sobre a nacionalização do cobre em 1971. Uma reforma que, em sua avaliação, reconhece a preeminência do interesse geral sobre o privado.

 


 

Os sete mitos criados pela mídia ocidental que ajudaram a destruir o Iraque (1)

Ramez Philippe Maalouf

 

Nesta série de quatro artigos, publicamos análise de Ramez Maalouf a respeito da forte desestabilização que as potências ocidentais têm promovido no Oriente Médio, neste caso, mais especificamente no Iraque. O colunista faz uma análise dos principais mitos criados pelos governos e a mídia do Ocidente, que buscam legitimar o processo de destruição do Iraque pelos EUA e Inglaterra e seus clientes regionais, como Israel, Arábia Saudita e Turquia.

 


 

Uma guerra que começa perdida

Luiz Eça

 

Vejamos o que está acontecendo no front sírio: os EUA lutam contra o ISIS e contra Assad; os moderados lutam contra o ISIS e eventualmente aliam-se com eles contra Assad; Assad luta contra os moderados e contra o ISIS. Nesta exótica confusão, quem sai ganhando é o ISIS, que vê seus inimigos lutando entre si e até se aliando aos sanguinários terroristas.

 


 

Abutres recarregados: Madelein Albright entra em cena

Atilio Boron

 

Se agora nos ocupamos dela é porque dias atrás a empresa de consultoria que preside anunciou que havia sido contratada pelos “fundos abutres”, para buscar “uma solução satisfatória” ao litígio desatado pela sentença do juiz Thomas Griesa contra a Argentina.

 


 

A crise dos Estados e os independentismos

Guillermo Almeyra

 

A união entre a visão milenarista de setores populares e o protesto contra a crise causada pelo capitalismo provocaram esta onda internacional de independentismo, forma deformada de protesto democrático e contrário ao capitalismo.

 


 

Recomendar
 

A publicação deste texto é livre, desde que citada a fonte e o endereço eletrônico da página do Correio da Cidadania




Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.


Vídeos

Índios Munduruku: Tecendo a Resistência

Imagem

Documentário sobre as resistências indígenas às hidrelétricas do Tapajós
Leia mais...

A Ordem na Mídia

Eugênio Bucci: “precisamos de um marco regulatório democrático na comunicação”


Há uma falência nos modelos de negócios refletida nas relações trabalhistas, na concentração de propriedade, formação de monopólios e oligopólios e no aparelhamento por parte de igrejas e partidos. Entrevistamos Eugênio Bucci, jornalista e professor da ECA-USP, que afirmou a necessidade de um marco regulatório democrático para fortalecer a democracia no Brasil.
Leia mais...


Brasil_de_fato
Adital
Image
Image
Banner_observatorio
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

Diario Liberdade

Espaço Cult

Image
Image
Revista Forum
Joomla Templates by JoomlaShack Joomla Templates