A "Área Diretamente Afetada” pelas obras do Belo Monte

0
0
0
s2sdefault

 

3.5. Conseqüências para todos e tudo que fica em mais de 1.500 km quadrados.

 

Enfim, o que dizer quanto à “Área Diretamente Afetada” pelas obras do Belo Monte? Em nenhum momento antes da divulgação do EIA, foi esclarecido para os interessados que uma obra desse porte ocupa e destrói muito mais terrenos do que as terras alagadas pela represa:

 

# as estradas de acesso aos vários canteiros de obras( Ilha Pimental, nas duas margens do Xingu, os canais dos igarapés Maria e Gaioso, o vertedouro complementar do Igarapé Paquissamba, o prédio principal da Casa de força da usina na margem esquerda do Xingu perto de Santo Antonio do Belo Monte, o novo porto projetado para a obra, no município de Vitoria do Xingu) e também

 

# a passagem das linhas de alta tensão necessárias a esses canteiros durante as obras. Obs.: Conforme o EIA... Não foram considerados, também, os imóveis rurais pesquisados ao longo das faixas de domínio das linhas de transmissão previstas, já que, em princípio, não deverá haver retirada de moradores nesses imóveis.

 

E mais:

 

# as áreas das construções dos alojamentos de funcionários em todos esses locais, mais

 

# as áreas ditas de empréstimo de materiais para a obra: locais onde vai se retirar areia, pedra, madeira, e ainda

 

# as áreas ditas de “deposição de rejeitos”, ou seja, onde será depositado tudo que for removido para a construção dos prédios e para a abertura dos terrenos necessários: a terra, as pedras, a mata e os demais tipos de cobertura vegetal, mais o entulho das construções existentes a demolir.

 

esp_belomonte3.jpg

 

Conforme o EIA : A área diretamente afetada pelo empreendimento é de 152.205 ha ou 1.522 km 2 ... do total de área coberta com vegetação nativa que será suprimida para a instalação das obras auxiliares e principais, estima-se que corresponde a 50.188 ha (33%) de cobertura florestal (formações ombrófilas densas e abertas) e 23.780 ha (15,6%) de formações pioneiras das áreas de pedrais que serão substancialmente alterados por efeito dessas atividades. ( pg. 113 da seção “Avaliação dos Impactos” da versão do EIA de fevereiro de 2009).

 

Assim, a primeira mentira – a dos 400 e poucos km quadrados alagados - encobre algumas outras mentiras: * mais de 1500 km2 de área diretamente afetada, ou seja, alagada, rasgada, destruída, remexida, entulhada,... etc., dos quais mais de 600 km2 a serem cobertos pela água das várias represas, e mais de 500 km quadrados de desmatamento!

 

****

Próximos tópicos

 

 

 

 

****

Voltar ao Índice

****

 

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

Relacionados