Edição 972

  • Crise discursiva do PT: entre tabus e autoproclamação

    altAo obstruir o debate sobre os verdadeiros problemas do país e os poderosos interesses que deveriam ser enfrentados para resolvê-los, o PT joga água no moinho do conservadorismo, que está destinado a derrotá-lo. A crise discursiva do PT é reflexo de que a fantasia lulista só não se desfez para o petismo.

  • Deus e o diabo na terra Brasil

    Age diabolicamente quem pratica ações de intolerância, mesmo as lideranças que se apresentam como agentes do divino.

    alt

     

     

  • Entre o medo da guerra e o medo do Irã

     

    altNo Congresso, a vitória dos comandados por Netanyahu. Nesse caso, Obama já prometeu que vetará. Se ele contar com pesquisas de opinião favoráveis, terá mais força para convencer os democratas a não darem os 12 votos necessários para derrubar seu veto.

  • As coisas não saíram como nós combinamos

     

    claqueteA sinopse do filme de Masagão não podia ser mais atual: “as coisas não saíram como havíamos combinado”. É por isso que o filme serve como marco e epílogo narrativo para o ciclo do lulismo brasileiro.

     

     

  • “Caráter” das petrolíferas estrangeiras

     

    alt

    Estas são as empresas que, se o projeto do senador José Serra for aprovado, irão operar as novas áreas arrematadas do Pré-Sal, com as incumbências, dadas por lei e contratos, de declarar, após medição própria, o volume de petróleo produzido, o valor da sua exportação para a própria matriz, os custos envolvidos e, consequentemente, os tributos.

  • Não basta Nota

    No entanto, reiteramos, não basta. É preciso muito mais.Essa é uma luta que não pode ficar restrita aos ditames da polícia federal, dos promotores públicos e dos juízes. Ela diz respeito aos trabalhadores e ao povo, os principais prejudicados por essa prática perniciosa.

    bandeira

     

  • A crise hídrica perfeita

    A ruptura do ciclo das águas + escassez qualitativa + expansão da demanda + hidronegócio – cuidado: eis a equação da crise perfeita e perversa.

    alt

     

  • 'Não há garantia alguma de que teremos água em janeiro'

    altA crise no abastecimento de água em SP continua bastante séria, ainda que menos propalada. O Correio da Cidadania entrevistou Marzeni Pereira, ex-tecnólogo da Sabesp, justamente poucas horas depois homologar sua demissão. Em sua visão, a empresa tem condições técnicas de sobra, mas sua orientação ainda voltada aos lucros privados faz prevalecer, com anuência do governo, o que considera políticas “irresponsáveis”.

  • Entre os mundos real e virtual

    altOra, ninguém precisa mais se preocupar em invadir a nossa privacidade. Nós mesmos nos expomos em rede global, arrancamos máscaras e roupas, escancaramos nossa indigência cultural e nossa miséria espiritual.

  • A acelerada construção do Despotismo Ocidental

    altTrata-se do segundo exercício de ocupação colonial do século 21 (o primeiro foi a Missão de Estabilização da ONU no Haiti a partir de 2004), um colonialismo de tipo novo. A segunda experiência em curso é um exercício sobre a solução final para a esquerda europeia.