Edição 950

  • Maré: “O padrão de violência que a polícia imprimia se repete na atuação do exército”

    altEnquanto se discutem graves problemas políticos e econômicos pelos quais passa o Brasil, a maioria das pessoas não atenta para outro processo tão ou mais nocivo à democracia: a crescente militarização da vida cotidiana. Entrevista com Eliana Sousa e Silva, coordenadora da Redes de Desenvolvimento da Maré.

  • Delatores não são heróis

    altPaíses da Europa, como Alemanha e França, arraigadamente capitalistas, controlam o uso do dinheiro público de forma rigorosa através das instituições, não de delatores. Convenhamos, “delação premiada” é uma honra ao mérito do crime organizado.

  • Crônica de uma assembleia no estádio

    altParece-nos que a força das greves paranaenses tem contagiado os trabalhadores de outros estados brasileiros. Porque a dificuldade que vivemos por aqui, com atrasos de salário, calotes do governo e ameaças de retirada de direitos, é uma realidade nacional.

  • Assentar os acampados é reconhecê-los cidadãos

    altCom investimento de 7,2 bilhões de reais, ao custo médio de 60 mil reais por família, é possível assentar 120 mil famílias sem terra que estão acampadas, segundo o MST, em todo o país.

  • O Brasil precisa de um processo de paz

    altA repressão bestial promovida contra os moradores da Maré numa manifestação contra a violência, a total privação de direitos e a militarização à qual são submetidos diariamente foi a mais recente e bárbara demonstração de como o governo brasileiro pretende tratar esta questão.

  • Metas da educação crítica

    altHoje, uma das poderosas armas de superação do neoliberalismo é a educação crítica e cooperativa, capaz de criar novos parâmetros de conhecimento e suscitar novas práxis emancipatórias.

  • Estados Unidos e Brasil – Cuba e a Cúpula das Américas de 2009

    altSem uma metamorfose interna em Cuba, não haveria sinalização por parte do Departamento de Estado de alteração de postura dos Estados Unidos. Todavia, qual caminho restaria a ser ratificado por Havana?

  • Acampamento Dom Tomás Balduíno: cadê o Governo dos Trabalhadores?

    altPergunto: cadê o Governo Federal dos Trabalhadores/as? Por que o governo não desapropria os latifúndios improdutivos para fins de uma verdadeira Reforma Agrária Popular? Por que é tão omisso e covarde?

     

  • Almoxarifado de deus, oficina do diabo

    altOs atabaques da cultura popular ensolarada e as tradições libertárias do seu povo fazem do Rio, apesar do todos os percalços, um espaço permanente de experimento e criatividade. Nem tudo, no entanto, são flores.

  • Racionamento de água, incompetência e o Arco Metropolitano

    altO que fica evidente com a tragédia que se abate sobre mais de 110 municípios pernambucanos (2/3 do total), incluídos os da região metropolitana, é o descaso e a falta de responsabilidade socioambiental daqueles que ocupam cargos de governo.

  • Na Grécia, Syriza abre cenário de polêmicas e interrogações

    altO “realismo político” de Alexis Tsipras e Yanis Varoufakis possibilitaria evitar hipotéticas fraturas no Euro-grupo, visto que o alinhamento do Syriza com as posições conciliadoras da socialdemocracia alemã abafaria as contradições políticas na Espanha, em Portugal,Itália e França.

  • A Libertadores será gourmetizada?

    altO horizonte só pode ser o mesmo verificado aqui no Brasil. “Valorizar o produto”, transformá-lo num espetáculo sob medida para os consumistas de plantão e tentar aumentar os preços de tudo, dentro da capacidade de exploração econômica que cada país permitir.

  • UHE São Luiz do Tapajós: o grave risco que correriam os moradores da comunidade Pimental

    altA explicação da Eletrobras é de um contrassenso incrível. Para a empresa, se o cronograma das obras for obedecido não haveria risco de inundação da área da Vila Pimental. Já estamos acostumados a conviver com a falta de cumprimento dos cronogramas.

  • Prisões de golpistas na Venezuela são legais

    altA investigação começou a "esquentar" depois que dois "estudantes" venezuelanos, Lorent Gómez Saleh e Gabriel Valles, foram expulsos da Colômbia, sob a acusação de "irregularidades imigratórias, acusados de realizar treinamento militar e obter apoio e material bélico.

  • Paraná: uma vitória que é apenas o começo

    altCertamente, o dia 12 de fevereiro de 2015 entrará para a história da política no Paraná. A pressão popular fez o governo estadual recuar do seu “pacote de maldades”.

  • Igreja Católica e sociedade brasileira

    altTeve início, na quarta-feira de cinzas, a Campanha da Fraternidade 2015, promovida pela CNBB. O tema é “Fraternidade: Igreja e Sociedade.” O lema: “Eu vim para servir” (Marcos 10,45).

     

     

  • O início do fim

    altTucanos e petistas chapa-brancas são faces da mesma moeda. Mas o PT tem responsabilidade em todos os governos social-liberais a partir de 2003, no uso criminoso da corrupção na Petrobras, em outras estatais e fundos de pensão.

     

  • Velhas e novas ameaças do neoliberalismo aos direitos trabalhistas (4)

    altO Correio da Cidadania publica a quarta parte da série de artigos do jurista Jorge Luiz Souto Maior, em retrospectiva dos ataques aos direitos trabalhistas dos períodos recentes, inclusive através da submissão do poder judiciário aos interesses neoliberais.

  • Socialismo latino-americano

    altNão é por acaso que todas as medidas apresentadas por Katz vêm sendo adotadas não só pelos países da ALBA, mas por um número bem maior de países, contribuindo para o desenvolvimento capitalista regional, sem apagar as diferenças nacionais.