Edição 900

  • Os 50 anos do Comício da Central

    altNesses cinquenta anos passados, o mundo mudou, o Brasil é outro, mas os problemas decorrentes da opção que acabou vitoriosa em 1964, através do golpe civil-militar, com explícito apoio de uma potência militar estrangeira, estão, mais do que nunca, presentes.

  • Crimeia ilegal, golpe legal

    altComo houve uma intervenção norte-americana no processo que conduziu à queda do governo, teria se configurado um atentado à soberania da Ucrânia. Seria legal uma mudança de governo favorecida por um atentado?

  • Não começou em 2013, não vai terminar em 2014: os atos de rua e os movimentos sociais organizados

    altNesta nota, o Comitê Popular da Copa-SP convida todas e todos a uma análise da conjuntura pré-Copa, para repensar estratégias de luta, pois acreditamos que é preciso afinar as pautas, mobilizar pela base.

     

  • Meu 1º de abril de 1964

    altEu participava em Belém (PA) do congresso latino-americano de estudantes. Na noite do 1º de abril, vi na TV o arcebispo dar loas à Virgem de Nazaré por livrar o Brasil do comunismo, e sugerir que entre seu clero havia quem sofresse influência marxista... Dom Milton aconselhou-me buscar refúgio fora dali.

  • Greve dos garis: ‘Foi uma surpresa muito grande, mas nós mostramos que a união faz a força’

    alt“O prefeito fez a aposta errada. Todo mundo vestiu a camisa. Mesmo aqueles que foram coagidos em suas gerências. O movimento foi regido por funcionários de dentro da empresa, cansados de sofrerem e serem perseguidos, cansados de não terem valor”, disse Fabio Coutinho ao Correio.

  • MST 30 anos

    alt

     

    Confira o arquivo de entrevistas, matérias e análises, de lideranças do movimento e estudiosos da questão agrária no Brasil, que perpassaram o Correio da Cidadania desde 1998, ao longo, portanto, de alguns dos anos de trajetória do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terras, o MST, que, em fevereiro de 2014, completou 30 anos de existência.

     

     

     

    1998

     

     

    Governo faz manobra para isolar José Rainha e dividir o movimento sem-terra

    Apesar da boa colocação de Fernando Henrique Cardoso nas pesquisas de intenção de voto, a equipe que coordena a campanha do presidente-candidato continua firme na intenção de não abrir espaços para o crescimento da oposição.

     

    Marcha pelo Brasil quer ouvir o povo e politizar a campanha eleitoral, diz líder do MST

    O Correio ouviu Egídio Brunetto, um dos dirigentes do MST, sobre essa iniciativa.

     

     

    1999

     

     

    Marcha supera o frio e chega a BH nesta semana

    Laerte Braga

    A maior parte dos estudantes de cursos de 1º e 2º graus reporta-se ao noticiário da grande imprensa, que apresenta a Marcha, mais particularmente o MST.

     

    Presença da população "mina" a indústria da seca, diz economista

    Tânia Bacellar

    A seca voltou a assolar o Nordeste — uma tragédia humana que, de tanto se repetir, já não provoca a indignação que deveria provocar. O problema que se coloca é como eliminá-la. Para responder a esta pergunta, o Correio entrevistou a economista Tânia Bacelar, uma das pessoas mais comprometidas com a solução do drama nordestino.

     

    "Cuidado: a Amazônia vai ser o Oriente Médio do século 21"

    Laerte Braga

    A soberania nacional, sua relação com o problema energético e com o futuro e o MST —"a resistência essencial ao imperialismo americano"— foram temasde discussão.

     

    Greves de caminhoneiros e metalúrgicos e marcha dos sem-terra mostram pressão popular contra FHC

    Luiz Antonio Magalhães

    A Marcha Pelo Brasil e Contra FHC é coordenada peloMST, Consulta Popular, pastorais sociais, CUT, sindicatos e tem o apoio de partidos políticos.

     

    Marcha representa milhões de brasileiros, diz João Pedro Stédile

    Laerte Braga

    Segundo Stédile, não há por que comparar a Marcha deste ano com a realizada em 1997 peloMST, que culminou na maior manifestação contra o governo FHC já realizada.

     

    Oposição inicia Marcha Pelo Brasil e Contra FHC

    Luiz Antonio Magalhães

    Ao contrário do que ocorreu em 1997, quando oMST sozinho levou 100 mil pessoas a Brasília, desta vez a Marcha é promovida por diversas entidades, como a CNBB, Consulta Popular e o próprio MST; além de sindicatos e partidos de oposição (PT, PCdoB, PSB, PPS e PSTU).

     

    Governador, juíza e polícia mostram abuso e truculência em ação contra sem-terra no Paraná

    Naquela ocasião, vários despejos foram realizados por para-militares encapuzados e três lavradores foram mortos.

     

    O novo mundo rural

    Frei Betto

    De janeiro a maio, o MST promoveu 149 ocupações de terras, o que permitiu o assentamento de 24.519 famílias!

     

    MST X governo: entenda o embate

    Este acirramento do braço de ferro entre o MST e o governo desde a posse de FHC gira em torno da reestruturação da reforma agrária.

     

    Polícia do Paraná diz que grampo no MST foi ilegal

    Jair Borin

    Os trechos de uma conversação telefônica entre dois membros do MST, gravados com autorização da juíza Elizabeth Khater, são ilegais, na avaliação da polícia civil do Paraná.

     

    A primeira ocupação do MST em 99

    Gilverto e Ivete Roldão

    A chegada foi às 5 horas da madrugada. Na escuridão, apenas iluminados pela lua e pelas estrelas, era possível se ouvir o barulho da água de um riacho junto com a conversa baixa e ainda um pouco assustada daqueles que deixaram o "quase nada" que tinham na cidade e vieram para a terra.

     

    CNBB: governo esquece miseráveis

    Paulo dos Santos

    Em entrevista ao Correio, o Padre Alfredo Gonçalves, assessor da CNBB na área Pastoral Social, repetiu aquilo que muita gente já sabe, mas que a grande imprensa insiste em não divulgar: "a política econômica do governo privilegia grandes investidores estrangeiros, esquecendo milhões de miseráveis brasileiros", afirmou Gonçalves.

     

    Polêmica sobre alimentos transgênicos chega ao Brasil

    Andréa Paes Alberico

    A polêmica em torno dos alimentos geneticamente modificados ganhou força no Brasil depois que o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) começou a se manifestar contra a produção dos transgênicos.


    CPI do narcotráfico pode 'ofuscar' julgamento de Rainha

    Laerte Braga

    É uma coisa que faz parte do seu cotidiano e o que eu temo é isso: a pauta é a criminalidade e, ao mesmo tempo, há uma liderança do MST sendo julgada.

     

    Marcha Popular leva milhares a Brasília pela soberania nacional

    A primeira manifestação realizada pelos militantes de diversos movimentos sociais envolvidos na organização da Marcha foi um ato ecumênico. Na praça onde foi queimado o índio pataxó Galdino de Jesus, os marchantes foram recebidos por bispos e pastores, que realizaram um "lava-pés". A cerimônia se estendeu por todo o período da manhã.

     

    Rio Grande do Sul, 1979: o ano vermelho

    Mário Maestri

    A iniciativa dava início ao MST. Também em 1979, a capital gaúcha e, em menor grau, o interior foram sacudidos por greves e paralisações de metalúrgicos.

     

    O sol e os semeadores de poesia

    Amigos do MST foram convidados a se encontrar no último sábado. O encontro era previsto para durar o dia e terminar em churrasco.

     

    Os novos maragatos

    Mário Maestri

    De 1994 a 1998, o latifúndio resistiu à ofensiva do MST. FHC e Britto vestiram as bombachas do fazendeiro, opondo-se à reforma do latifúndio.

     

    Stédile: falta à oposição um projeto estratégico

    Segundo João Pedro Stédile, dirigente nacional do MST, uma das entidades organizadoras da Marcha Popular, a idéia é "desenvolver uma nova prática.

     

     

    2000

     

     

    O deslumbrado e o gigante

    José Carlos Sebe Bom Meihy

    Depois de soltar pérolas como "eu tenho o pé na cozinha", "esqueçam tudo que escrevi", “O MST é formado por um bando de baderneiros que não têm o que fazer”.

     

    INCRA é denunciado por desvio de verbas para patrocinar desmoralização do MST

    Leia a nota sobre a polêmica em torno da reportagem da Folha de São Paulo contra o MST, cujo jornalista responsável foi transportado pelo INCRA.

     

    Movimentos sociais urbanos precisam de denominador comum, diz líder da CMP

    Muita gente se pergunta por que os movimentos populares urbanos não têm conseguido mobilizar a população das cidades da mesma forma que o MST.

     

     

     

    Absolvição de Rainha mostra a força do MST

    Luiz Antonio Magalhães

    A absolvição do líder sem-terra José Rainha, na última quarta-feira, representou uma das mais expressivas vitórias políticas do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) em toda a história do movimento.

     

    MST escreve carta para FHC e documento para a sociedade

    MST volta a fazer manifestações; governo responde com violência.

     

    Imprensa X MST? Entrevista com o líder sem-terra João Pedro Stédile

    Luiz Antonio Magalhães

    Na semana passada, a imprensa não cansou de noticiar que o MST estaria "isolado" até mesmo de seus tradicionais aliados, como o PT e a Contag.

     

    Governo muda de estratégia e tenta intimidar a oposição, diz José Dirceu

    Luiz Antonio Magalhães

    O governo federal está modificando sua estratégia em relação ao movimento social brasileiro, especialmente em relação ao MST.

     

    FHC acabou recebendo o MST

    FHC acabou recebendo o MST. No começo de maio deste ano, o MST realizou uma série de ocupações de prédios públicos, a fim de chamar a atenção.

     

    FHC X MST

    Plinio de Arruda Sampaio Jr.

    O ataque sistemático ao Movimento dos Sem Terra revela que, apesar do verniz democrático, a maneira do governo FHC de resolver os conflitos sociais é baseado na violência.

     

    INCRA é denunciado por desvio de verbas para patrocinar desmoralização do MST

    O Fórum Nacional pela Reforma Agrária e Justiça no Campo, do qual fazem parte a CPT (Comissão Pastoral da Terra) e o MST.

     

    A história do ataque do governo ao MST

    Isto levou os dirigentes do MST a buscar reuniões com o ministro da Fazenda e com o próprio presidente da República.

     

    Pressão da sociedade faz governo recuar em ofensiva contra o MST

    A ofensiva do governo e da mídia contra o MST perdeu o ímpeto, mas não foi detida.

     

    MST volta a fazer manifestações; governo responde com violência

    Wladimir Pomar

    Seu recente pacote de medidas não é apenas contra o MST e a reforma agrária. É contra a esquerda, o PT, o povo e a democracia.

     

    Impasse nas negociações com o MST revela mentiras do governo

    Da redação

    O Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST), Movimento de Pequenos Agricultores (MPA) e o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) negociam com o governo.

     

    Sobre as ocupações do MST

    Ocupar terras e prédios públicos é ato selvagem. O certo é entregar a petição no guichê da repartição pública e aguardar a decisão em casa.

     

    O que nos preocupa

    Wladimir Pomar

    Não foi apenas o governo que transformou o MST em alvo de caça. A grande imprensa, sem exceção, concentra suas baterias para destruir aquele movimento.

     

    Apoio ao MST

    Da Redação

    A sanha do governo federal e de certos órgãos de imprensa ligados aos setores mais reacionários do país contra oMST são evidentes.

     

    Lição de ética e disciplina democrática

    O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) organizou, entre os dias 2 e 12 de julho, um encontro de 1200 jovens sem-terra de todo o Brasil, oriundos de assentamentos e acampamentos. O curso foi realizado na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

     

    O governo, o MST e o intelectual

    Valéria Nader

    Dentre outros, José de Souza Martins, em programa no Roda Viva, foi questionado sobre a existência de um movimento de criminalização do MST, que estaria em curso na mídia.

     

    A falsa reforma agrária joga lenha na fogueira – Marina Silva

    Marina Silva

    Essa inquietação é alimentada pelas acusações do governo federal ao MST, de atentar contra a ordem democrática.

     

    IV Congresso do MST

    Da redação

    11.500 trabalhadores rurais, vindos de todas as partes do país, reuniram-se em Brasília, para o IV Congresso do MST.

     

    O MST, a Abolição, o Economista

    Mário Maestri

    O que tem a ver o MST, neste início de século 21, com o Abolicionismo, de fins do Oitocentos! Tudo!

     

    A lógica do novo autoritarismo

    Milton Temer

    Ambos garantem, na reação em overdose contra as manifestações do MST em todo o país, estarem agindo de forma coerente com suas atividades passadas.

     

    Folha reage às revelações de ombudsman

    Da redação

    A campanha que a Folha de São Paulo está movendo contra o MST está dando dor de cabeça para a Ombudsman do jornal.

     

    MST, Folha e ética

    Luiz Antonio Magalhães

    O Fórum Nacional pela Reforma Agrária e Justiça no Campo, que inclui entidades como a CPT (Comissão Pastoral da Terra) e o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra), fez na semana passada uma denúncia envolvendo a Superintendência Regional do Incra do Paraná, o jornalista Josias de Souza e o repórter fotográfico Alan Marques, ambos da Folha de São Paulo.

     

    Dos EUA ao MST: artigo de Luiz Antonio

    Luiz Antonio Magalhães

    As últimas semanas foram cruéis com a imprensa. O vexame na cobertura das eleições americanas só não foi maior do que as eleições em si.

     

    Este foi o pior ano para o avanço da luta pela reforma agrária, afirma João Pedro Stédile

    Da redação

    O ano de 2000 foi marcado por constantes impasses na discussão da reforma agrária e por conflitos armados entre a polícia e os trabalhadores do campo que reivindicam melhores condições de vida e de trabalho no meio rural. Diante desse cenário, o Correio conversou com João Pedro Stédile, um dos dirigentes mais conhecidos do MST.

     

    O Brasil descobre o Brasil

    Frei Betto

    Duas imagens marcaram as comemorações ­ no sentido de fazer memória ­ dos 500 anos: o índio Gildo Jorge Terena ajoelhado frente à truculência da polícia baiana e os pataxós ocupando a missa concelebrada pelos bispos brasileiros.

     

    Um registro para a história - Editorial

    A cidadania precisa tomar nota do que está acontecendo com o MST. É um registro necessário para documentar o comportamento do governo e da mídia.

     

    Desafios do movimento social frente ao neoliberalismo

    Frei Betto

    A experiência do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), no Brasil, serve de referência para um novo estilo de atuação.

     

    Otimismo de pernas curtas

    Reinaldo Gonçalves

    Repressão violenta ao MST, truculência do governo nas comemorações dos 500 anos, aumento brutal da criminalidade e violência das polícias militares são alguns dos temas tratados.

     

    Alguém precisa gritar

    Wladimir Pomar

    O presidente "aceitou", então, a decisão de um órgão que lhe é subordinado, imaginando que o MST e o povo brasileiro são idiotas.

     

     

    2001

     

     

    Entrevista: MST responde a nova investida de Josias de Souza

    Da redação

    O jornalista Josias de Souza voltou a atacar o MST na Folha de S. Paulo, no dia 4 de março. Desta vez, porém, insinuou que o movimento tem a cumplicidade do governo no mau uso dos recursos públicos - ao dizer que o complexo agroindustrial Coocamp está para receber mais R$ 515 mil dos governos estadual paulista e federal, mesmo constatadas várias irregularidades.

     

    A serpente e o MST

    Luiz Antonio Magalhães

    Na semana passada, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) voltou para as primeiras páginas dos grandes jornais do país.

     

    A mídia em 2000: um balanço em quatro atos (1)

    A mídia em 2000: um balanço em quatro atos (2)

    A mídia em 2000: um balanço em quatro atos (3)

    A mídia em 2000: um balanço em quatro atos (4)

    Luiz Antonio Magalhães

    Ao longo de todo o ano 2000, o MST freqüentou as primeiras páginas de jornais e revistas. O saldo final, como de hábito, não é bom. A imprensa – especialmente a revista semanal de maior circulação no país – tratou o movimento com mais parcialidade do que o "normal".

     

     

     

    2001

     

     

    Questão agrária começa a romper muro da universidade

    Beatriz Pasqualino

    Primeiramente, pela louvável iniciativa do MST em acreditar no poder de mudança da juventude brasileira e conseguir mobilizá-la para a luta.

     

    Lideranças assassinadas após massacre de Eldorado dos Carajás apontam para envolvimento do Exército

    Valéria Nader

    Vilson Santin, membro da Coordenação Nacional do MST, responsável pelo setor de direitos humanos, conversou com o Correio sobre as revelações.

     

    Terra encharcada de sangue

    Frei Betto

    Aqui, cansados de esperar, eles se organizam no MST. Por seu trabalho educativo (cerca de 100 crianças e jovens), o movimento já recebeu vários prêmios.

     

    Quem deve ser espionado - Editorial

    Não se pode espionar um cidadão ou uma entidade, sem mais nem menos, como fez a Força Pública do Paraná com a Cooperativa Coanol, doMST.

     

    O Brasil já é comunista

    Luiz Antonio Magalhães

    O comunismo já chegou ao Brasil. Você não sabia? Então certamente deixou de ler o último texto de Olavo de Carvalho na revista Época, da editora Globo.

     

     

    2002

     

     

    MST e CPT falam de suas expectativas quanto ao novo governo

    Da redação

    Para MST, prioridade do novo governo é erradicar a fome. Correio da Cidadania: Qual a expectativa do MST para os cem primeiros dias de governo Lula?

     

    O MST e o governo federal

    Frei Betto

    O MST promoveu seu 100º Encontro Nacional em Belo Horizonte, de 14 a 18 de janeiro, para debater sua agenda de mobilizações neste ano eleitoral.

     

    Governo usa mídia para atacar oposição, afirma Stédile

    Luiz Antonio Magalhães

    O líder nacional do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) João Pedro Stédile critica duramente a atuação da imprensa.

     

    Resultado do julgamento de Eldorado do Carajás confirma farsa anunciada

    CPT Pará, MST Pará, CJP da CNBB e Cáritas

    Dois dias após o encerramento da última sessão do julgamento de Eldorado do Carajás, os meios de comunicação local, nacional e internacional apresentaram as ideias centrais de algumas entidades de Direitos Humanos ao nível Nacional e Internacional, indicando que o resultado do julgamento foi "a crônica de uma frustração anunciada", como declarou o Paulo Sérgio Pinheiro, da Secretaria Nacional de Direitos Humanos.

     

     

    2003

     

     

    Soberania Alimentar

    Demetrio Valentini

    O MST se cobre de méritos ao valorizar a consciência dos lavradores, articular sua organização, motivar sua ação pacífica e sua estratégia política.

     

    Quem tem medo do MST?

    Leo Lince

    Veja, para exemplo, o caso do MST. Ele está de novo na pauta dos jornais, sempre apontado como presença ameaçadora. Pudera.

     

    Campanha contra a ALCA entrega ao governo Lula abaixo-assinado que exige Plebiscito Oficial

    Luiz Bassegio e Luciane Udovic

    João Paulo, do MST, destacou que os acordos dos países ricos não trazem nenhum tipo de benefício para o povo. "A ALCA vai trazer grandes prejuízos”.

     

    Reforma da Previdência: qual é o seu eixo e suas conseqüências

    Altamiro Borges

    Como argumenta João Pedro Stedile, dirigente do MST, este alarde “trouxe muita confusão e certo desânimo na militância”.

     

    O boné e o latifúndio

    Frei Betto

    O MST é um movimento legítimo que encarna uma causa justa. Jamais apelou à violência, embora tenha cometido abusos.

     

    Muito barulho por nada

    Luiz Antônio Magalhães

    Anteontem, ao receber lideranças do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Lula vestiu o boné com emblema do movimento.

     

    Réquiem para o Brasil

    Léo Lince

    “O Brasil está morto, assassinado”. Foi assim que a família deve ter recebido a triste notícia.

     

    Obrigado, professor

    Frei Betto

    Eles foram progressivamente ocupando espaços na vida política brasileira, como militantes das CEBs, do PT, do MST e de tantos outros movimentos.

     

    Jaime Amorim, dirigente do MST, em entrevista exclusiva

    Rodrigo Valente

    Correio da Cidadania: Como tem sido a atuação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) nesse início de governo Lula?

     

    Comunicado do MST sobre a prisão de José Rainha

    Segue nota oficial do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra ( MST) sobre o acontecimento, repugnando a arbitrariedade do juiz.

     

    Absolvição de Rainha mostra a força do MST

    Luiz Antonio Magalhães

    A absolvição do líder sem-terra José Rainha, na última quarta-feira, representou uma das mais expressivas vitórias políticas do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) em toda a história do movimento.

     

     

    2004

     

     

    As ocupações de terras - Editorial

    O MST está de volta às páginas nobres dos jornais em todo o país nessas “jornadas de luta”.

     

    A Comuna da Terra

    Estela Aranha

    A Comuna da Terra, uma proposta que está sendo discutida pelo MST em São Paulo, traz à tona a discussão das relações urbano-rurais nos grandes centros.

     

     

    2005

     

     

    A escola do MST busca a justiça e a CUT é “detonada”!

    Waldemar Rossi

    Tive a grata satisfação de participar, no dia 23 de janeiro último, da inauguração da escola do MST.

     

     

    2006

     

     

    MST e Lula

    Fábio Luís

    Almoçando com uma liderança do MST, pergunto-lhe os argumentos para o movimento defender voto em Lula no 2o turno.

     

    Coqueiro anão-precoce, uma árvore de esquerda

    Rodolfo Salm

    O caderno em questão foi dedicado à exaltação do cultivo do eucalipto e à crítica ao protesto do MST nas instalações da Aracruz Celulose.

     

     

    2007

     

     

    Teremos, finalmente, um ano de mobilizações populares?
    Waldemar Rossi

    Será muito importante para vida do povo que a mobilização comece a aquecer os motores já em 2007 e que o povo não se deixe levar pela lábia dos bem-falantes, dos que usam os espaços proporcionados pela mídia.

     

    Ariovaldo Umbelino: sem enfrentamento, não haverá reforma agrária

    Valéria Nader

    O mês de abril, em que tradicionalmente se intensificam as manifestações de movimentos sociais desde o episódio de Eldorado dos Carajás, e que neste ano teve a maior onda de protestos e ocupações do MST desde a chegada de Lula ao poder, trouxe à baila a polêmica sobre a reforma agrária em nosso país. Para comentar a esquizofrênica realidade em que está envolto esse debate, conversamos com o geógrafo aposentado da USP, um dos mentores do I Plano Nacional de Reforma Agrária do governo Lula, Ariovaldo Umbelino.

     

     

    2008

     

     

    Brasil - O complô civil-militar contra o MST
    Altamiro Borges

    É urgente que se denuncie a atitude dos procuradores do Rio Grande do Sul, envolvidos na dita "excrescência jurídica", ao Conselho do Ministério Público (artigo 130-A).

     

    Conspiração contra o MST
    Osvaldo Russo

    É muito evidente que toda essa articulação das instituições jurídicas no RS se deu no sentido de deslegitimar uma luta que vem sendo travada pelo MST contra a nossa estrutura marcadamente latifundiária.

     

    Instituições reacionárias, capachos do capital, criminalizam MST

    Waldemar Rossi

    Lula e Yeda juntos na Criminalização do MST. Toda as iniciativas da ABIN, partem do gabinete do presidente, onde é lotada.

     

    Perseguição aos movimentos sociais é a contrapartida da adesão ao agronegócio
    Gabriel Brito e Valéria Nader

    Com o recrudescimento da violência aos movimentos sociais e as articulações para criminalizá-los - fatos nacionalmente vistos no Rio Grande do Sul através da descoberta do plano do Ministério Público gaúcho para tentar dissolver o MST local -, o Correio da Cidadania conversou com Cedenir de Oliveira, dirigente do movimento exatamente no estado em questão.

     

    Extinguir o MST ou o latifúndio improdutivo?
    Frei Betto

    Chama atenção para a surreal (embora óbvia) perseguição que está sendo levada a cabo no RS.

     

     

    2009

     

     

    Ao dificultar domínio da Amazônia pelo agronegócio, MST sofre nova criminalização

    Gabriel Brito e Valéria Nader

    Para expor as posições e demandas do movimento, o Correio da Cidadania conversou com Marina dos Santos, coordenadora nacional do MST. Marina refuta a hipótese de uso indevido de verbas públicas para ocupações, avisando que o movimento continuará combatendo as políticas de financiamento a "empresas causadoras da crise, como a Stora Enzo, Veracel e outras, que continuam demitindo e que promovem trabalho escravo, degradam o meio ambiente e dependem de exportação".

     

    ‘Lula não fez reforma agrária’

    Rodrigo Mendes e Valéria Nader

    No dia 20 de agosto último, o trabalhador sem terra e membro do MST Elton Brum da Silva, de 44 anos e pai de dois filhos, foi assassinado pela Brigada Militar do Rio Grande do Sul, em uma ação de despejo na Fazenda Southall, em São Gabriel, RS. O assassinato de Elton faz parte ainda de um contexto em que a reforma agrária foi abandonada pelo governo Lula, conforme relatou em entrevista ao Correio da Cidadania a coordenadora nacional do MST Marina dos Santos.

     

     

    2010

     


    Mulheres do MST avançam nos desafios da ação revolucionária

    Maria Orlanda Pinassi

    Conforme as mulheres, a efervescência revolucionária do MST se encontra no processo de acampamento; o assentamento não representa um fim, mas uma mediação rumo ao socialismo.

     

    Gilmar Mauro: ‘Lula não fez reforma agrária, mas somente política de assentamentos’

    Valéria Nader e Gabriel Brito, da Redação

    A tática producente do MST seria conter o eufemismo do tipo “esse governo” (artifício de quem tem rabo de palha), para ações de enfrentamento ideológico da força do Trabalho por uma sociedade justa e igualitária.

     

     

    2011

     


    Intelectuais publicam manifesto em apoio às ocupações do MST e pedem mais assinaturas de apoio

    Considerando as condições atuais que as lutas sociais têm enfrentado (a ameaça agora sofrida pelo novo acampamento do MST em Americana e o descaso do poder público em relação à nova ocupação do MTST em Hortolândia), buscamos a produção de um manifesto de apoio da intelectualidade crítica de esquerda a essas lutas.

     

    Questões para o MST

    Antonio Julio de Menezes Neto

    O MST continua a ser o principal movimento social brasileiro. Luta de cabeça erguida contra os poderosos e a favor do socialismo em nosso país. Continua - e talvez tenha até aumentado no novo século - com a sua política de ocupação de terras e de espaços políticos urbanos. É uma referência da esquerda mundial e, mesmo assim, perde visibilidade política.

     

    Questões para o MST (2)

    Antonio Julio de Menezes Neto

    O professor Antônio Julio nos brinda mais uma vez com um artigo que aponta para mais algumas questões cruciais que devem pautar a elaboração de táticas e estratégias do MST e demais Movimentos.

     

    MST: apoiar o governo ou lutar pela terra?

    Raymundo Araujo Filho

    Em relação à luta pela reforma agrária, há muito tempo tenho afirmado, em meus artigos e trabalhos rurais, a necessidade do que chamo de urbanização do debate sobre a reforma agrária, sugerindo a inserção dos movimentos nas cidades, onde estão 60 a70% dos brasileiros, para que se façam discussões e atos e se dê visibilidade ao que se passa no campo, alvo de massiva propaganda enganosa da mídia e do governo.

     

    MST:a necessidade de novas respostas

    Raymundo Araujo Filho

    Há alguns meses atrás critiquei a declaração do Secretário Geral do MST e membro da Via Campesina João Pedro Stedile, quando disse "que o mais importante agora era lutar contra as corporações e oligopólios internacionais e não reivindicar a Reforma Agrária, pois, se não atacarmos quem a impede, seria o mesmo que enxugar gelo" (ou algo neste sentido).

     

     

    2012

     

     

    ‘Movimentos sociais, partidos de esquerda, todos, estamos a reboque do grande capital e do Estado brasileiro’

    Entrevista com o dirigente do MST Gilmar Mauro

    Como em poucos momentos, o Brasil vive um agitado período de lutas em torno do acesso e domínio de suas terras, com intensas pressões sobre as legislações ambientais e fundiárias. Em uma análise do atual contexto político, Gilmar Mauro, dirigente do MST, afirma ao Correio que o momento é parte das tradicionais ofensivas capitalistas, que visam avançar sobre novas fronteiras econômicas e suas férteis terras. A condução da política econômica focada nos interesses do ‘agrobusiness’ exportador, altamente desestimulante aos investimentos produtivos e industriais, corre ao lado de uma reforma agrária cada dia mais esquecida.

     

     

    2013

     

    "2013 é o pior ano da Reforma Agrária", diz João Paulo Rodrigues
    Luiz Felipe Albuquerque, da página do MST

    Em muitos casos o governo teve a proeza de andar para trás. Essas são as avaliações de João Paulo Rodrigues, da coordenação nacional do MST, sobre a política agrária estimulada pelo governo federal.

     

    O MST, a reforma agrária e o neodesenvolvimentismo
    Maria Orlanda Pinassi e Frederico Daia Firmiano

    O plano político-institucional, o MST esgotou definitivamente o seu papel emancipatório. Mas isso não quer dizer que não possa reassumi-lo.

     

     

    2014

     

     

    ‘Luta do MST de hoje é contra o modelo do capital na agricultura e necessita de toda a sociedade’
    Gabriel Brito e Valéria Nader

    Em entrevista ao Correio, Gilmar Mauro, dirigente nacional do MST, faz um apanhado histórico, ressalta a trajetória do movimento, mas reconhece a urgência de novas pautas diante da sociedade, atualizando os conceitos sobre a necessidade da reforma agrária no atual contexto político da agricultura brasileira. “Não se trata de fazer uma reforma agrária que apenas distribua a terra, para disputar mercado com o agronegócio na base do produtivismo burro. Trata-se de mudar o modelo". A respeito do desempenho dos governos recentes, apenas desengano.

     

    Os 30 anos do MST e a luta pela reforma agrária hoje

    Guilherme C. Delgado

    A questão agrária em aberto no século XXI é bem mais complexa que aquela que o MST enfrentou nos seus primórdios. Hoje, o processo sistemático de negação à mudança da estrutura agrária conta com estratégia concertada por dentro e por fora do Estado.

     

    30 anos do MST e o ódio da mídia
    Altamiro Borges

    O MST completou 30 anos. A mídia “privada” – nos dois sentidos da palavra – simplesmente omitiu este importante acontecimento.

     

    Balanço dos 30 anos do MST

    Maria Orlanda Pinassi

    Eis a sua mais profunda tensão interna: apostar no empreendedorismo de alguns assentamentos, refluir nas lutas e institucionalizar-se; ou denunciar os limites cada vez mais estreitos que o capital impõe a sua existência como alternativa societária.

  • Quanto apoio tinha a Unidade Popular?

    altNeste terceiro artigo da série especial sobre o Chile de Allende, Jorge Magasich escreve sobre os resultados eleitorais do período entre 1969 e 1973 e as dificuldades em se obter a maioria, alcançada em uma ocasião, no sistema eleitoral chileno.

  • Abaixo a ditadura!

    altA forte presença de um desejo de mudança não logrou fechar o circuito de uma mudança qualitativa no quadro da política. Com isso, a transição se definiu como "intransitiva" e seu ponto de chegada, remetido para além da linha do horizonte, é uma maratona sem fim.

  • A crise da Ucrânia. Quem derrubou o presidente Viktor Yanukovich?

    altA mobilização dos partidos de direita, dos quais Udar e Pátria são os principais, e de partidos nazistas, como o "Partido da Liberdade" (Svoboda), o "Causa Comum" e o "Setor Direito", uma torcida organizada do Dínamo de Kiev.

  • Instrumentos “made in USA” da sedição na Venezuela

    altUm cálculo feito por Eva Golinger, advogada e especialista na relação EUA-Venezuela, afirma que desde 2002 os EUA transferiram mais de US$ 100 milhões para as atividades da oposição ao governo bolivariano.

  • Enchentes: de Sobradinho a Santo Antônio e Jirau

    altNão há o que aprender. São fatalismos acabados, com crueldade de um abutre que corrói o fígado de Prometeu pelos séculos dos séculos sem fim. As empresas, os políticos, as corporações técnicas não precisam aprender e nem querem mudar.

  • Devaneios ufanistas: caso do HC da UFPE

    altOs desvarios são motivo de indignação dos usuários, os quais, por longos anos, sofreram com o descaso e a incompetência e, agora, como num passe de mágica, veem todos os problemas resolvidos – como acintosamente descreve o vice-reitor.

  • OPEP ajuda a explicar ação golpista dos EUA na Venezuela

    altO desejo incontido do governo dos EUA em derrubar o chavismo na Venezuela não é segredo para ninguém; o que talvez poucos saibam é a mudança recente no cenário petrolífero e seus desdobramentos na geopolítica mundial.

  • Ucrânia e Brasil

    altO processo aqui em curso tem semelhanças com a Ucrânia: insatisfação com as condições de vida e a corrupção; ignorância das causas desses males. Os meios de controle da informação combinam-se com a corrupção de todo o sistema institucional.

  • Classes e luta de classes: miséria e pobreza

    altSem trazer para o centro do debate as características próprias do capitalismo brasileiro, todas as ações para enfrentar a pobreza, o racismo, o machismo e outras manifestações patriarcais, escravistas e feudais não passarão de pequenos arranhões na estrutura capitalista

  • Agronegócio está articulado ao Estado para capturar renda social, tanto no boom quanto na crise

    altParece ser este o caminho: maior captura de subsídios fiscais e financeiros e novas formas de apropriação da renda fundiária, sob o efeito dos investimentos públicos de infraestrutura viária e liberalidade da política agrária.