Edição 794

  • Na França, o socialismo vira o jogo

    Hollande declarou que tirar a França da crise econômica exigiria muitos sacrifícios, só que, no seu governo, os ricos é quem seriam os mais sacrificados. Ao afirmar que “meu real adversário é o mundo das finanças”, lançou um manifesto.

  • Facebook: como lucrar com uma máquina de espionagem

    Quem utiliza as redes sociais, além de trabalhar de graça para agências de inteligência, contribui para que seu tempo e trabalho, lendo, publicando, comentando e compartilhando, se materializem no valor de mercado da empresa.

  • ‘Dinheiro da privatização dos aeroportos é em grande maioria público, seja dos fundos, seja do BNDES’

    Em entrevista ao Correio da Cidadania, o deputado federal Ivan Valente trata o leilão de concessão dos três aeroportos como um grande “crime” contra os interesses da sociedade brasileira, que novamente, tanto através do BDNES como dos fundos de pensão, estará financiando uma festa de arromba do setor privado.

  • Meu nome é medo

    Acolha-me em sua vida! Sei que perderá a liberdade, a alegria de viver, o prazer de ser feliz. Mas darei a você o que mais anseia: segurança!

  • O Partido dos Trabalhadores

    Mais patética do que a ação privatista em si, injustificável sob todos os pontos de vista, foi o esforço de dirigentes e líderes petistas procurando contestar qualquer semelhança com as privatizações da era FHC.

  • Os escombros do Rio e as gambiarras globais do poder público privatizado

    A manchete dominical nos informa que existem milhares de obras com problemas no Rio. E acrescenta, de forma insidiosa, que a corporação dos engenheiros e arquitetos é a responsável pela impunidade geral: o CREA não pune.

  • A sombra do Pinheirinho

    Povo entrincheirado com tacapes pré-históricos, protegido por capacetes de motoqueiros, numa imagem de confronto urbano que não se vê comumente. Imaginemos se os ameaçados de despejos resolvessem fazer isso em todo o Brasil?

  • Bahia: trágica comédia de erros

    Policiais confundem direito de greve com barbárie; governo omite-se e procura isentar-se de responsabilidade; impasse golpeia sociedade e continua sem solução à vista.

  • Fundos de pensão no capitalismo brasileiro: réquiem da privatização dos aeroportos

    Para o governo Lula e Dilma, devido à ausência e à debilidade estrutural da “burguesia nacional” (que mais parece com máfias rentistas) em fazer “investimentos de longo prazo” e reformas estruturantes, os fundos seriam importantes fornecedores de recursos.

  • Greve ou motim?

    Não há “greve”, apenas um motim. E um erro colossal de setores ditos de esquerda – a esquerda que a direita adora – em tentar transformar um motim num movimento de trabalhadores com consciência de classe.

  • Israel insiste na guerra

    A estas alturas, é quase certo que Israel, dentro de poucos meses, enviará sua aviação para atacar o Irã. E não somente as instalações nucleares. É de se crer que bombardearão também os principais objetivos militares do país.

  • Ditadura econômica

    Agora, o Banco Central da União Européia quer nomear, para cada país em crise, um interventor de controle orçamentário. É a oficialização da ditadura econômica; 25 países aprovaram.

  • A dificuldade de ser governo

    Como, apesar das melhorias, a situação da maior parte de nosso povo ainda é angustiante, não se pode descartar que a direita política entre por essa brecha para utilizar parte da esquerda como ponta de lança no desencadeamento de lutas selvagens.

  • O problema da moradia popular tem solução e só depende de nós

    É perfeitamente possível garantir por Lei que todo brasileiro casado ou maior de 21 anos tenha direito a pelo menos um terreno em regime de comodato, um empréstimo sem prazo pra devolução.

  • Privataria do PT

    Por que criar um mega-fundo de pensão para os servidores públicos do país quando os fundos de pensão estão quebrando no mundo todo, levando milhões de pessoas ao desespero? Por que leiloar jazidas de petróleo se a Petrobrás possui tecnologia de ponta?

  • Transmissão da presidência da Aepet

    O Correio da Cidadania publica o último discurso de Fernando Siqueira como presidente da Associação dos Engenheiros da Petrobrás, a Aepet, com ênfase no petróleo e na soberania nacional.

  • Cuba

    Pergunta que não quer calar: qual a justificativa do boicote econômico a Cuba hoje? Qual a ameaça aos EUA e à Europa?

     

  • Torcidas e política no Egito: um massacre

    Muitos companheiros estão dizendo que isto é uma punição coletiva, organizada pela polícia, para se vingar dos torcedores do Ahly, que estiveram nas linhas de frente dos confrontos com a polícia.

     

  • As chagas do Pinheirinho

    A política econômica alimentou a voracidade do capital por mais propriedade para vender, gerar renda e lucro. Bem como fomenta a saída mais repressora e conservadora para uma questão social. Aqui o PSDB se renova, numa linha mais truculenta.

  • Diálogos entre Stedile e Dilma

    Stédile conseguiu a visibilidade que necessita para fingir que "continua na luta" e Dilma ampliou a sua área de manobra, engolindo o Stédile e jogando para a platéia da Ex-Esquerda, para tudo "continuar como d'antes no quartel do Abrantes", inclusive em Guantánamo.

  • Greve da PM baiana evidencia divisão na esquerda e conservadorismo dos dirigentes do estado

    Se fosse na ditadura, alguns grevistas simplesmente desapareceriam ou seriam suicidados, como o martirizado sargento Manuel Raimundo Soares. Mas vivemos em anos ditos democráticos, em que governos do chamado Partido dos Trabalhadores continuam a reprimir grevistas violentamente.

  • O socialismo do século XXI: os limites da democracia-liberal

    Não podemos mais nos enganar sobre o caráter estrutural que a democracia desempenha na sustentação da ordem simbólica capitalista. Hoje, o inimigo não é o Império e sim a democracia.