Edição 787

  • Tarso Genro e o desmonte da Escola Pública

    Foi uma vitória indiscutível de Tarso Genro sobre o sindicalismo combativo sulino, ao liquidar a greve dos professores da rede pública em apenas duas semanas, sem qualquer concessão. A grande imprensa e o patronato rio-grandenses deleitaram-se com massacre sindical promovido pelo governador de partido que já lutou por país mais solidário, justo e cidadão.

  • Bolívia: uma crítica a Boron

    Bolívia: um debate democrático e plural

    É evidente que o governo de Evo Morales é um enorme avanço na história boliviana, mas isso não significa que seja imune a críticas. Rotular a oposição de “esquerda hiper-radicalizada” e com pouco representatividade é um equívoco.

     

  • Sufocar o Dieese na esteira da faxina moralista é novo golpe contra população

    Voltou-se a pregar contra as ONGs e seu fácil acesso ao poder. Verdade, pois, com a despolitização dos anos neoliberais, passaram a desfrutar de espaço privilegiado em diversas frentes, ocupando em grande parte das vezes a lacuna deixada pelo setor público.

  • Bolívia: um debate democrático e plural

    Evo enfrenta o desafio de aprofundar a democracia, facilitando o diálogo horizontal entre governantes e governados, fazendo verdade a consigna zapatista de "mandar obedecendo".

     

  • Inglaterra e Irã: uma velha inimizade

    As relações anglo-iranianas são marcadas pela exploração, humilhação, fome e violências impostas pelo governo de Londres. A invasão da embaixada inglesa pelos estudantes iranianos não passa de uma migalha.

  • O lento aprendizado da nossa sociedade

    Triste povo que precisa de vazamentos de informações da potência imperial e de um astuto e corajoso repórter investigativo para a veracidade das informações internas ser minimamente restabelecida.

  • Nova Guerra Fria? A China como alvo principal da nova ofensiva imperialista dos EUA

    A estratégia para dominar a China pode ser a mesma que procura conter a Rússia: cercar, cobrar explicações sobre gastos militares, oferecer “proteção” contra a China, apoio informal a disputas internas.

  • Rebatendo preconceitos: a PL 122 e seus críticos

    A lei enquadra apenas os detratores ofensivos, violentos, humilhantes, injuriadores e desonradores. Religiosos não conseguem realizar seus cultos, rituais e pregações sem atacar a honra daqueles que não pertencem a sua igrejinha?

  • Indígenas vêm a SP denunciar genocídio e modelo econômico “agrodestrutivo”

    Cada vez mais ancorado num modelo primarista e agroexportador, o Brasil tem dado suporte pesado e bilionário ao latifúndio, histórica fonte de injustiça social, violência e depredação ambiental.

  • Grande palhaçada

    Dentre esse conjunto de palhaçadas, que formam as nossas crenças, os nossos saberes, os nossos valores, existem aqueles que se revestem de uma roupagem popular e existem aqueles que se revestem da purpurina da erudição.

  • A Saúde e a fatia de lucro de empresas automobilísticas

    Documento defende eliminação de todas as formas de subsídios públicos à comercialização de planos e seguros privados de saúde e de insumos, de modo que o SUS deva ser 100% público.

  • Divisão do Pará: irresponsabilidade

    Felizmente, a população deu uma lição, ao rejeitar, por expressiva maioria, a divisão. Uma boa medida para coibir esse aventureirismo seria obrigar o aventureiro, em caso de recusa do eleitorado, a indenizar o Estado pelos gastos realizados.